segunda-feira, 26 de setembro de 2011

AINDA ALGUMAS HISTÓRIAS DO CLÁSSICO

--- Dentro e fora do clássico, episódios houve dignos de referência, alguns até que acabam por ser hilariantes.
   Começando, pessoas houve, que habituadas a concordarem com todo o tipo de mensagem que o seu clube passa para fora, acreditam naquilo que os seus representantes dizem e não naquilo que os seus olhos conseguem ver, concentrar as atenções na arbitragem num dos clássicos que menos polémica teve nos últimos anos, não é apenas um acto de má fé, é sim um acto de gestão no sentido de desviar atenções dos verdadeiros problemas.
   Aliás, acho muito curioso ouvir certos argumentos, inclusive em alguns comentários neste espaço, até porque, por vezes ao querer-mos ser inteligentes, agressivos e até engraçados, acabamos por cair em desgraça.
   É já uma conversa gasta, a de alguns portistas, quando sistematicamente, sem outro tipo de argumentos válidos, se resume a classificar um clube que nasceu do povo como clube do regime e ao falarem sistematicamente de Salazar,
  De facto é deveras hilariante essa conversa e os seus autores caiem simplesmente no ridículo com argumentos tão descabidos, porque não deixa de ser curioso, observar que a maioria dos autores desses clichés feitos, sem o mínimo de originalidade, são pessoas que tal como eu, não viveram, nem sabem o que foi viver nesses tempos, usando argumentos e frases feitas, apenas e só baseados naquilo que outros dizem, revelando assim uma tremenda falta de personalidade e de capacidade de pensarem por si mesmo, antes parafraseando outros, o que digamos não é muito dignificante.
   É mais curioso ainda e eles nem se dão conta do ridículo da sua contradição, que sempre que se fala de benefícios ao Porto, tenham recuar ao tempo de Salazar, ou seja, há mais de 40 anos atrás, aos calabotes e a outras falácias, não se apercebendo desse modo,  que precisam de falar de coisas a que nunca assistiram e que apenas ouvem uns quantos dizer para se justificarem e ao terem necessidade de recuar tanto tempo, não mais fazem do que dar razão aos argumentos dos benfiquistas, já estes, em tal necessidade, vivendo o presente tal como eu, mais não fazem do que relatar o que de mais podre se assistiu na história do futebol nacional, que foi público e actual, não precisando nós de andar 40 anos para trás no tempo para justificar a vergonha protagonizada pelo Porto, assente em coisas bem reais, que ninguém nos contou.
     Voltando ao clássico, achei engraçadas, as declarações Vítor Pereira, o qual no "flash interview", teve uma abordagem ao jogo que na sua perspectiva foi a correta, sem sequer fazer referências ao árbitro da partida e mais tarde, na conferência de imprensa, no mesmo diapasão de Fucile e Hulk, criticou duramente o árbitro (sempre quero ver se haverá boicote), num discurso claramente encomendado e muito bem orquestrado, tanto que a orquestra foi de tal modo afinada que pareciam repetir as palavras uns dos outros. 
   Se as palavras vindas de Fucile, não me espantam e não sejam mais que um monte de disparates, à semelhança de tantas outros, vindos de uma pessoa que não tem qualquer credibilidade para dizer seja lá o que for, até pelo seu já longo historial quer de violência, quer de artista, tal o montão de simulações que vai produzindo por esses campos a fora, já as de Hulk são relevantes e interessantes, quando ele afirma que em 7 anos de profissional, nunca viu ninguém que agredisse não ser expulso.
   Ora isto vindo de alguém que foi companheiro de equipa de Bruno Alves, é sópor si estranho, mais ainda vindo de quem em Abril de 2010, assistiu in loco, à final da Taça da Liga no Algarve, entre Benfica e Porto, onde ficou por contar o número de agressões dos seus colegas de equipa por punir, faz dele no mínimo um mentiroso.
  Ou seja, o discurso foi encomendado, mas mal planeado, porque os telhados de vidro são muitos e relatam algo que ninguém no seu perfeito juízo viu, sinal que a senilidade parece ser cada vez mais uma imagem de marca do presidente portista.
   Por falar no responsável pelo que de mais podre se passou no futebol português em matéria de corrupção, que por várias vezes vem afirmando em público que não se interessa nem se mete nas eleições para a presidência da F.P.F., acho lamentável que os senhores jornalistas, ainda  não tenham  tido a coragem de dissecar e questionar pessoa tão desinteressada, qual o motivo porque convidou todos os candidatos para as eleições à F.P.F., para assistirem no camarote presidencial ao clássico?
   Sinceramente, não acredito que seja por mera cortesia, talvez por aconselhamento matrimonial.
   Mas sabem vocês qual foi o único dos candidatos que aceitou tão nobre convite? Claro, Filipe Soares Franco, como bom e são subserviente, à imagem daquilo que foi enquanto Presidente do Sporting.
   Para terminar, não acham ainda curioso que Pinto da Costa que tão célere foi a elogiar a coragem e competência dos árbitros, quando do boicote de João Ferreira aos jogos do Sporting, venha agora criticar Jorge Sousa, apenas porque não ganhou um jogo de que nada se pode queixar?

7 comentários:

Carlos Alberto disse...

Se eles chamam cabrão ao Pai (alegando que o pai foi um gajo qualquer que fodeu a mãe 14 anos antes) porque não haviam de chamar Benfiquista ao Tio Salazar?

troza disse...

na mouche

mWo disse...

Como Benfiquista do Norte, aquilo que se passou depois do jogo é completamente natural por parte daquela gente! Acreditem, para eles não ganhar ao Glorioso é pior que passarem fome! Agora imaginem quando perdem...

Shadows disse...

O que lhes faltou foi a habitual guerra antes do jogo...essa gente vive do ódio que destila ao Benfica. E ainda por cima virem queixar-se de uma arbitragem feita por um dos deles...chega a ser cómico.
Mas enfim. Agora é preciso é fazermos a nossa parte e irmos ganhando os jogos.
Abraço

Manuel Oliveira disse...

A mesma m..da de sempre!

Abraço.

carlos disse...

Só acho piada nao ter tido um comentário a um jogo do Sporting nesta jornada...Por isso não posso comentar nada, entre guerras de 2 clubes não me meto.

Gostaria apenas de deixar um comentário que tanto na liga da verdade Record, como na Liga da verdade de Rui Santos um denominador comum, o sporting seria o primeiro classificado com 16 pontos...

troza disse...

Carlos, na do blog Vedeta da Bola também está o Sporting em primeiro

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista