quarta-feira, 31 de agosto de 2011

PARAGEM DOS CAMPEONATOS - Há que redefinir calendários.

    Cá como lá fora, os campeonatos dos respectivos países sofrem a 1ª paragem da época devido aos compromissos internacionais das selecções, com ela a debandada de jogadores dos clubes, que são a entidade pagadora e que se vêem privados amiúdas vezes dos seus melhores atletas, os quais regressam aos seus clubes, em muitos casos, ou em deficiente condição física, ou com lesões.
   Após 3 jornadas, para a nossa Liga, ou seja, ainda nem os motores aqueceram e já se assiste a privação por parte dos clubes dos seus principais activos.
   Sou e serei sempre, um fã incondicional do meu país e da minha selecção, embora hoje, o problema seja bem mais abrangente do que a selecção portuguesa, ou seja, a maioria dos jogadores que actuam nas nossas principais equipas, partem em maior quantidade para representarem outros países e não o nosso, fruto do excessivo número de estrangeiros que delas fazem parte.
  Tudo isto, no fundo, representa um problema grave e lesivo aos clubes, há que fazer uma redefinição dos calendários dos jogos de selecções, algo que não me parece tão complexo como isso, mas que tarda em ter uma resolução por parte da FIFA, até porque a sobrecarga de jogos é imensa, com os consequentes reflexos físicos e psicológicos nos seus desempenhos, bem como do aumento de lesões devido a essa sobrecarga.
   Mas como disse, parece-me simples a resolução desta situação, para tal, sabendo que de nada vale e que não terá qualquer tipo de reflexos no futuro, deixo aqui a minha opinião e gostaria até que quem ler este texto deixa-se aqui a sua.
   Vamos por partes: De forma sucessiva, as pré temporadas e muitas vezes as temporadas em curso dos clubes, são afectadas por competições ao nível de selecções, veja-se o recente caso da Copa América que atrasou de forma significativa a integração dos internacionais nos seus clubes, aliado a isso um campeonato do mundo de sub-20, levianamente realizado em pleno início dos campeonatos nacionais de clubes.
   Será complicado solucionar isto? Não me parece, haja vontade, como solução, não seria normal e adequado colocar a Copa América, o Campeonato da Europa e a Taça das Nações Africanas a serem disputadas todas de 4 em 4 anos e na mesma altura?  Julgo que sim, assim em vez dos jogadores saírem às prestações saiem só de uma vez, como também, esses campeonatos poderiam realizar-se apenas no mês de Junho, dando assim espaço para que os jogadores tivessem o necessário descanso após intenso ano competitivo e chegassem aos clubes mais frescos e ainda com um mês de pré temporada pela frente até ao início dos seus campeonatos, nem que o início destes se adiasse por uma ou duas semanas, beneficiavam os clubes, os jogadores e as selecções, é que por exemplo, estupidamente, a FIFA, permite que a competição africana decorre entre Janeiro e Fevereiro, um período crucial da temporada em que as equipas ficam privadas dos seus jogadores, o que acho um tremendo atentado à verdade desportiva e extremamente lesivo aos clubes, que repito, são quem investe milhões nos jogadores.
   Outra questão tem a ver com as fases de apuramento para mundiais e europeus, sinceramente, não percebo a razão de grupos de apuramento tão grandes e em muitos casos com tanta falta de competitividade.
   No que à Europa diz respeito, qual o benefício de ter equipas como o Luxemburgo, Liechenstein, Andorra, Ilhas Faroé e tantas outras, a competirem com Alemanha, Portugal, Inglaterra, Espanha, etc?
   Será assim tão complicado criar 2 divisões na Europa? Não me parece, seriam necessários menos jogos para apurar as equipas, haveria mais competitividade e os clubes não seriam tão prejudicados.
  Pergunta-se então como é que se dariam as promoções e despromoções? Fácil, existiria um apuramento numa 1ª e numa 2ª divisões, em que os piores classificados da 1ª divisão desceriam e os melhores da 2ª divisão subiriam, podendo até fazer-se um europeu de diferentes divisões, para que as equipas menores possam também ter competição e disputar fases finais.
   Esta é a minha opinião, até porque me custa muito estar constantemente sem ver os campeonatos a decorrerem e interrompidos com uma frequência abissal.
    

7 comentários:

BT26 disse...

Concordo com quase tudo.

A ideia do Campeonato da Europa, Copa América e a Taça das Nações Africanas serem realizadas na mesma altura é algo que já devia ser assim por natureza. E digo mais, é ridículo nas Olimpíadas haver um pseudo-Campeonato do Mundo (é um sub-21 com 3 atletas que podem ser mais velhos, desde que a média das idades seja de sub-21), invés de o Campeonato do Mundo ser nas Olimpíadas, nas outras modalidades colectivas, não há esta diferenciação nas Olimpíadas.

Só não concordo com a cena das divisões europeias. Pegando naquilo que disseste, o mês de Junho podia ser utilizado para realizar as competições, assim, podia-se utilizar esse mesmo mês (Junho) nos anos das qualificações para fazer essas qualificações. E de uma maneira simples, tal como acontece em outras modalidades (por exemplo Futsal) um dos países ser o anfitrião do grupo (no caso do Futsal, para a Final Four, um clube/pais organiza a primeira fase de grupos). Com grupos de 8 selecções, podia-se fazer num mês 7 jogos (não faz sentido fazer jogo em casa e fora).

E tal como dizes, é melhor para os jogadores, clubes e selecções.

Benfica sempre.

Karlos disse...

Percebo-te Jota mas não concordo.
Tanta competição em simultaneo iria causar problemas gravissimos em termos de audiências. Haveria muitos jogos em simultaneo e vários seguidos uns atrás dos outros. Não dá.
A questão das divisões é complicado pois se retirasses essas mais fracas, ficarias realmente com grupos muito fortes, até poderia haver alguns grupos da morte, países tradicionalmente bons mas que com uma má campanha ou acom algum azar acabariam por ir parar à tal 2ª divisão e depois além de andarem a bater em mortos, ficariam de fora do proximo europeu ou mundial.
Acho é que tem de se apostar mais em jornadas duplas com jogo ao fds e a um 3ª feira e assim seriam menores as interrupções.
http://benfica2000.blogspot.com/

abidos disse...

Concordo com quase tudo...
O argumento principal para os campeonatos continentais não se realizarem ao mesmo tempo, são as temperaturas em alguns Países, obviamente isto é só uma desculpa, porque quando se marca Campeonatos do Mundo para o Qatar... é só uma questão de dinheiro, e de audiências.

Na Europa, devia ser criada uma época só para jogos da Selecção, um mês e meio era suficiente.

Sim, deveria haver divisões, pessoalmente acho que deviam ser 3.
A primeira seria composta por 12 Selecções, a segunda por 20 Selecções, e a terceira pelos restantes, cerca de 20...
As Selecções da primeira divisão, estavam automaticamente qualificadas para o Camp. da Europa!!! Na 2ª Divisão, com 4 grupos de 5 equipas, os vencedores seriam os outros 4 participantes no Europeu...
O Europeu seria realizado de 2 em 2 anos, e serveria de qualificação para o Mundial, e para os Jogos Olímpicos...!!!
Isto quer dizer que no final de todas as épocas (Maio, Junho) haveria uma grande competição internacional de Selecções, mas durante o resto do ano, as equipas ficariam com os jogadores a totalidade do tempo, sem interrupções...

Já fiz as contas, e este esquema reduz o número de jogos das Selecções, mas mais importante reduz o número de jogos 'sem interesse', sendo que cada jogo, terá uma importância muito grande, porque no caso das 12 principais equipas Europeias, todos os jogos são fases finais de Europeus ou Mundiais...

Abraços

Bruno Pereira disse...

Caro Jotas,
Vim só deixar um desafio que decerto aceitarás :)
http://orgulhosamentelampiao.blogspot.com/2011/08/lanco-desafio-todos-os-benfiquistas.html

Abraço!

Blog A Perfeição Existe! disse...

Show de bola seu blog.

Abraço

magalhães.Sad.SLB disse...

Bom Post, Jotas!! Parece-me uma ideia a estudar a questão das 2 divisões de Selecções Europeias..

Gloriosas Saudações..

Manuel Oliveira disse...

Amigo Jotas, ontem li mas no momento não tive tempo de comentar.
É complicado mudar por causa dos interesses $$$€€€.
Não tenho dúvidas que os clubes (até têm uma associação cujo presidente é Rummenige do Bayern) já devem ter tentado mudar o rumo mas ainda não conseguiram. Há dias ele até acusava o Blatter de ser ditador.

Abraço.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista