terça-feira, 1 de março de 2011

OS PINTOS QUE CANTAM - Mas que um dia perderão o pio.

Há países que são autênticos paraísos para o mundo do crime, onde os criminosos passam impunemente perante as suas patifarias, mesmo quando a gravidade desses crimes é tal que formam autênticas associações criminosas, um desses países, é seguramente Portugal.
   Um país, onde a impunidade reina, onde mais vale declarar uma prova evidente ilegal do que capitalizá-la para a descoberta da verdade, ignorando factos nela vigentes de enorme gravidade e suficientemente esclarecedores para enviar as pessoas para a prisão.
   Presentes nesta autêntica república das bananas, onde efectivamente, de forma clara e objectiva o crime compensa, pessoas há, no alto da sua impunidade, cientes do país onde residem, por muito graves e evidentes que tenham sido os factos criminosos por si praticados, que se dão ao luxo de gozar com a justiça e por arrasto com o povo, fazendo-se passar por gente de bem, que objectivamente não são, gozando com aqueles que no fundo deveriam colocar um ponto final nas organizações criminosas sobejamente conhecidas, assim, os tribunais perde o respeito e são alvo da desconfiança do povo.
   Quando um criminoso, com provas evidentes, continua impunemente a reinar e a dar-se ao luxo de vaguear publicamente, como se fosse um anjo com auréola e tudo, diz bem da falácia da justiça.
    Existe um chefe de um grupo mafioso organizado no mundo do desporto que faz esse papel de anjo como ninguém, um indivíduo com provas evidentes de pagar viagens a árbitros, de os receber na sua residência, de controlar e colocar na arbitragem que mais lhe convém e mais recentemente de travar perante o olhar tranquilo de um Governo que desgoverna, uma lei do desporto que colocaria em causa algum do seu domínio.
   É esse mesmo criminoso, que sabendo que neste país, um bandido reina impunemente, se dá ainda ao luxo, de gozando a bom gozar com toda a justiça portuguesa, que infelizmente assobia para o ar sem um pingo de vergonha, se dá ao luxo de ainda vir a público, como se nada de mal tivesse feito, julgar comportamentos de outros, comportamentos esses bem menos gravosos e ainda por cima, muito longe de constituírem crimes e ainda mais longe da gravidade de actos por si praticados ou mandados praticar.
   A chalaça de tudo isto, já nem é a ausência de aplicação da justiça nessa gente, é o facto de publicamente ainda gozarem com quem os deixa em liberdade, realmente só neste país.
    A legitimidade que ainda têm de falar de outros, quando abeis houve ao seu serviço, quando um túnel das Antas, o mais famoso do país, era o cenário perfeito da prática da actos hediondos, quando havia um palco em que se assistiu anos a fio as mais bárbaras agressões feitas em directo, com a respectiva impunidade, é de facto o corolário lógico de quem sabe que neste país se pode brincar e gozar com quem tem a obrigação de aplicar a lei, infelizmente para esse criminoso, nem a sua absolvição por certos órgãos o absolve dos seus condenáveis actos, porque um criminoso será sempre um criminoso, por muito que os tribunais não o queiram, que o diga Al Capone.
   Felizmente existe uma Justiça que nunca será comprada e até em função da idade avançada desse chefe mafioso, tal como aconteceu com alguns pintos mafiosos que já partiram, essa Justiça será certamente aplicada e aí não há dinheiro, prostitutas ou chantagem que lhe valha.
   É que há um momento que representa o fim das nossas vidas a que nem um Pinto consegue escapar, um dia quem que os pintos que cantam perderão o pio e a idade não perdoa.
  Valha-nos com tudo a verdade, que é esse mesmo Pinto que se julga com moral para julgar outros, que foi escoltado a Tribunal por polícia e seus capangas, um dos quais preso por Homicídio.
   Ele há de facto gente com muita moral para falar dos outros.

8 comentários:

troza disse...

C'est la vie em Portugal...

Como tu dizes... um dia ele há-de ir... se for na vespera de um jogo do porco na Luz vai haver festa na bancada durante o minuto de silêncio... :P

Carlos Alberto disse...

E, como disse o RAP na festa de ontem. se houver justiça divina ele irá directamente para os quintos dos infernos!

SirRik disse...

enfim... Que mais há para dizer...

Apanhados disse...

Muito bem Jotas!

Concordo com tudo o que aqui foi exposto

A existir justiça Desportiva esse senhor já não entrava num estádio à muito tempo

Manuel Oliveira disse...

Grande post, amigo Jotas!
Quem te conhece, sabe perfeitamente que este fdp te tirou do sério.

Abraço.

nuno disse...

Em boa verdade eu te digo, um bom Pinto... é um Pinto abatido a tiro!

Paulo Nave disse...

Tenho a certeza que vai chegar o dia do juizo final para esta escumalha,só espero que não demore muito...estou farto de esperar.

Bruno Pinto disse...

Oito pontos de avanço, é essa a razão dessa azia toda... Lolol.. Esta corja vermelha é mesmo pequenina...

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista