segunda-feira, 14 de março de 2011

EMPATE COM PENSAMENTO NA EUROPA - Revolução teve custos.

--- Antes de mais, devo dizer que estou em perfeita sintonia com as opções tomadas por Jorge Jesus, em relação à revolução apresentada no onze que entrou ontem em campo, o Benfica não poderia correr qualquer risco de comprometer o apuramento para os 1/4 de final da Liga Europa, por caprichos numa liga inquinada, que está decidida desde o seu início e não é seguramente este resultado que me fará mudar de ideias de que este campeonato foi feito de sucessivas mentiras, jornada após jornada, até ao triunfo final de um campeão mentiroso.
   Sei inclusive, que muitos que pediam a cabeça do treinador no princípio da época vão ressuscitar com a leveza de raciocínio do costume, os mesmos que o veneraram de novo num ciclo de vitórias sucessivas, mas esses eu até entendo, agem com o coração e isso tolda sempre o raciocínio, não estão ligados ao futebol e isso tira discernimento, enfim, é o papel de adepto em que também eu caio algumas vezes, é normal, anormal são aqueles que andam dentro deste fenómeno e dele fazem vida, nas mais diversas áreas, virem com críticas veladas ao treinador do Benfica e aos jogadores que ontem alinharam, porque há que saber entender que por muita qualidade que alguns jogadores tenham, a sua categoria só sobressai com rotinas criadas, porque este é um jogo colectivo.
  Dizem-me alguns que o Porto tem em 22 jogos só 2 empates e que isso é elucidativo do seu valor, respondo eu que é verdade, mas isso só foi possível, porque nas vezes que o Porto esteve para tombar, casos houve que o impediram de cair, no entanto e porque gosto e julgo que tenho algum discernimento para ver futebol, sei ver que o Porto tem obviamente uma boa equipa, com belíssimos jogadores e muito bem orientada por um treinador que vai demonstrando qualidade, sendo apenas evitável que abstraísse tanto o seu pensamento em prol do Benfica, pelo que julgo que poderia até ser na mesma campeão sem tanto trafulhice, assim seria o primeiro a dar-lhe o mérito devido, do qual me subsistem algumas duvidas legítimas pelas razões sobejamente conhecidas.
  BENFICA 1 PORTIMONENSE 1 - Apresentando um onze completamente diferente do habitual, com algumas estreias em jogos oficiais, como foi o caso de Carole, o treinador do clube sabia bem os riscos que corria ante uma equipa que por ser última classificada, se apresentou ávida de pontos.
   O Benfica curiosamente até nem entrou mal no jogo, assumindo o mesmo, criando logo no inicio uma tremenda oportunidade para marcar.
  Aos poucos, foi-se notando a falta de rotina dos jogadores presentes em campo, o que para quem conhece um pouco o fenómeno, sabe que é perfeitamente normal, mesmo com melhores jogadores que o adversário, que as rotinas criadas no seio da equipa, fazem toda a diferença e foi precisamente o que aconteceu neste jogo, nada mais normal.
   O Portimonense, percebendo que tinha perante um si um adversário pouco ligado, foi crescendo e tentando lançar contra ataques e foi na sequência de um desses contra ataques que chega ao golo, Roderick, infantilmente, num lance aparentemente inofensivo, faz ostensivamente mão na bola, só que o árbitro equivocou-se, a mão foi fora da área e seria livre e não penalti.
   Com a desvantagem no marcador, o Benfica foi incapaz de reagir, quando criava algum perigo, era mais por acção individual dos jogadores que colectiva, o futebol era desgarrado e isso facilitava em muito a tarefa defensiva do adversário.
  Na 2ª parte - Houve um pouco mais de Benfica, fruto das entradas de Salvio e Gaitan, que abriram os corredores e deram mais alguma profundidade ao futebol do Benfica, só que à medida que o tempo passava e o empate não surgia, ora por ineficácia atacante, ora por acção de Ventura, as brechas no sector defensivo acentuavam-se e disso se aproveitava a equipa algarvia que construía por vezes lances de enorme perigo, tendo mesmo uma flagrante oportunidade de matar o jogo com uma bola na trave, antes de Nuno Gomes, recem- entrado, empatar a partida num lance de insistência na área do Portimonense.
   Esse golo deu algum ânimo à equipa, mas as faltas de rotina eram notórias, aliado a esse facto, o treinador algarvio, começou a povoar ainda mais a sua defesa, de modo a garantir um importante ponto, que diga-se mereceu.
  Pela positiva: Os contra ataques perigosos do Portimonense, acentes num jogador de nome Candeias, que mostra capacidade para atingir outros patamares e Nuno Gomes, entrou e marcou de novo, sempre com uma alma e um profissionalismo digno dos maiores elogios.
  Pela negativa: A falta de ligação entre sectores numa equipa que nunca jogou junta e Alan Kardec, uma nulidade absoluta, domina a bola com a canela, nunca se desmarca a preceito e está sempre longe do lugar para onde vai a bola, sem qualquer categoria e oportunidades já teve e muitas.
Arbitragem de Paulo Baptista, foi regular, com critério, mas falhou num lance grave, Roderick faz mão fora da área e ele transformou um livre em penalti por indicação errada do seu auxiliar.
   Todas as atenções, estão agora centradas e assim é que deve ser, nas diversas provas em que o Benfica depedende de si, a aposta é óbvia, há que vencer a Taça da Liga, atingir a final e vencer a Taça de Portugal e dar tudo pela final da Liga Europa, a começar desde já pelo importante jogo em Paris, se assim for, será certamente uma grande temporada do Benfica.

8 comentários:

magalhães.Sad.SLB disse...

Percebo e respeito a estratégia do nosso mister. Com o Campeonato fora do nosso alcance, devido às várias peripécias desta liga da mentira, Jorge Jesus resolveu re-alinhar as prioridades e apostar forte na Liga Europa. É uma escolha racional mas perigosa.

Com o resultado de ontem é obrigatório vencer em Paris e passar a eliminatória, caso contrário, os mesmos de sempre vão apontar e disparar forte contra Jorge Jesus...

Força Mister!!! CARREGA BENFICA!!!
RF

troza disse...

Excelente post... eu só vou dizer umas coisas que tu disseste mas usando outras palavras:

Por mais incrivel que pareça... com esta equipa de reservas acontece-nos uma coisa muito curiosa: empate com um golo sofrido de um penalty que era livre.

Venham as criticas a todos e mais alguns porque para o Porto acontece o mesmo e eles ganhar: a jogar mal contra uma equipa sem qualidade, o arbitro marca penalty quando não há falta... Pois... a diferença é que o Porto tem um penalty inventado e ganha o jogo graças a isso e o Benfica tem um penalty contra inventado e perde pontos graças a isso... para quem diz que: "o arbitro não desculpa tudo". É verdade, mas justifica, muitas vezes, a perda de pontos.

Peço desculpa Jotas por estar sempre a bater nesta tecla... mas eu até acredito que alguém (para além de ti) leia os meus posts e há muito benfiquista que não vê que estes erros nos levam muito para baixo porque exigem sempre um jogo perfeito da equipa (guess what? That will never happen)

Carlos Alberto disse...

Ó Jotas,

Fosses tu um dos Bigboss do SerBenfiquista e era o teu post que hoje tinha destaque.

GRANDE POST, CRL...

Gostava de perguntar a alguns Beiguistas que, hoje, cobardemente, e após tanto e tanto tempo falando do tempo e da crl que os fds vêm hoje dizer que o plantel é uma merda e outras considerações a tempo pois quinta à noite já voltam a colocar a viola no saco e a poupar uns cobres ao patrão!

Vão voltar para o buraco onde têm andado a vegetar!

águia_livre disse...

Mais um artigo fabuloso que, como é costume, concordo na íntegra.

Mais palavras para quê???

Talvez:

VIVA O BENFICA

Miguel disse...

Pessoal, no próximo jogo SLB - fcp vamos gritar do princípio ao fim Corruptos. Espalhem a palavra e que chegue aos NN e DV, eles ao começarem, toda a gente os acompanha. Eles viam 65.000 a gritar CORRUPTOS e os responsáveis pelo desporto veriam que nem todos são cegos e que pode ser um fenómeno tipo Geração à rasca. Facebook e todos os canais possíveis!!!

Manuel Oliveira disse...

Como quase sempre, estou plenamente de acordo com o que dizes.
Não podemos cruxificar Jesus, como eu disse num post. Talvez devesse ter havido rotação dum ou outro em jogos anteriores, mas agora é fácil falar em "ses".

Abraço.

Jotas disse...

Caro Troza, bates sempre numa tecla certeira e que convém não ser esquecida, por isso há que continuar.
Miguel, subscrevo, na altura devida divulgarei e pedirei para divulgar, uma ideia criativa e que pode ser que ao menos sirva para mexer em algumas consciências.
Caro carlos, como quase sempre concordo plenamente com o seu comentário, excepto no 1º parágrafo porque julgo que há quem mereça muito mais.
Um grande abraço também para os restantes companheiros.

Miguel disse...

Caro Jotas, agradeço muito a tua resposta; até agora foi a única e ando de blog em blog para se espalhar. Era lindo ver o Estádio da Luz a gritar bem alto CORRUPTOS todo o jogo. Nós com esta postura somos muito diferentes e mostramos assim ao mundo o que se passa em Portugal, como se já não soubessem.

Se começarmos já, toda a gente vai saber desta ideia, e quando chegar o dia do jogo vai ser das recepções mais lindas que vamos dar ao fcp.
Obrigado e quanto mais cedo melhor!

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista