sexta-feira, 11 de março de 2011

ESCLARECIMENTO - Para melhor compreensão.

--- Pelo teor dos  comentários dos meus caros amigos no post anterior, julgo que não me fiz entender bem no objectivo ali pretendido, eu sei perfeitamente que a entrevista ali referida do Hermínio Loureiro tem quase 1 ano.
   Não foi casualmente que coloquei dois assuntos no mesmo tópico, foi sim pelo que julguei ser o sentido da oportunidade, aproveitando uma entrevista bem elucidativa do que se passa nos corredores da sede de poder.
   Senão vejamos, a entrevista ali referida, claramente denuncia jogos obscuros, tráfico de influências e que os centros de decisão, são controlados por determinado clube, através das eleições na F.P.F., por determinação das associações mais fortes e poderosas, com maior número de votos, sendo mais específico, porque sempre foi assim, a A.F. do Porto, tendo por trás o clube mais representativo.
   Ora, o que hoje se vê, em relação a não aprovação dos estatutos, tem a ver com todo esse tráfico de influências, que é crime, ou seja, o que determinadas associações, nomeadamente as do Porto, Braga, Coimbra e Leiria, as quais não querem é perder poder e influência, porque sabem que com estas alterações, terão os votos iguais a qualquer outra associação e como tal, as suas imposições, manobras e poder de voto, nomeadamente na eleição dos órgãos de maior influência, como são o caso do Conselho de Arbitragem e dos orgãos disciplinares, deixam de ter a força que agora têm e foi essa a analogia por mim pretendida e que torna a entrevista do Hermínio Loureiro ao jornal "O Sol" bem actual, porque ela retrata exactamente o jogo de bastidores que estão na origem da guerra criada por essas associações.
  Daí a minha incredulidade, que a Justiça quer desportiva quer civil, faça orelhas moucas e ignore completamente uma realidade de tráfico de influências, que comprovadamente e conforme o ex- Presidente da Liga pode testemunhar continuam a ser bem actuais e este jogo das associações e a prova cabal disso mesmo e concordo perfeitamente quando alguns visitantes deste espaço afirmam que o Secretário de Estado do Desporto é um dos responsáveis pelo actual estado da mentira e da vergonha que é o futebol português, eu até diria mais, ele é conivente por omissão.
   Aqui fica o esclarecimento prestado para melhor compreensão do pretendido no post anterior.

2 comentários:

Manuel Oliveira disse...

OK amigo Jotas, estamos esclarecidos!
Tens toda a razão no que dizes e não há dúvida nenhuma que o Laurentino é um dos maiores culpados. Vê-se assim que ele apesar de ter estado por detrás das alterações mas apenas por ser Secretário de Estado do Desporto e não por ser o mentor. Caso contrário já teria feito muito mais do que fez.
O Hermínio Loureiro demitiu-se porque é uma pessoa de espinha direita e como o seu mandato estava no final, preferiu sair em grande na hora em que achou que o Conselho de Justiça alterou os castigos de Hulk e Sapunaru sem base legal para o fazer.
Não o podemos criticar por isso.

Abraço.

Carlos Alberto disse...

Ó meu caro amigo Jotas... claro que tens razão a malta apenas achou que estavas a ser ingénuo por ficares admirado pela justiça fazer orelhas moucas e ignorar esse assunto: É que a Tribuna Presidencial do Dragão causa problemas auditivos.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista