domingo, 30 de janeiro de 2011

TAÇA DA LIGA - Meias finais com derby.

---- Com nova paragem no campeonato, disputou-se durante o fim de semana a última jornada da fase de grupos da Taça da Liga, que em termos de apuramento não trouxe novidades, o Porto ficou de fora, perante um brilhante Nacionall que somou por vitórias os jogos disputados, na mesma linha o Benfica, que soube aliar muito bem uma gestão do plantel com os resultados na prova.
   Quem também carimbou o passaporte para das meias finais, foram o Paços de Ferreira, que depois de vencer em Braga, venceu agora a outra equipa minhota por 2 a 1, num percurso também assinalável e com boa qualidade futebolística, ao invés do Sporting, que apesar de se apurar, num grupo que era o mais acessível, esteve longe de ter uma boa produção, perdendo mesmo o derradeiro jogo no Estoril por 2 a 1, ficando provado que a sua segunda linha roça a vulgaridade.
DESP. AVES 0 BENFICA 4 - Um jogo de toada morna que acabou em goleada, o Benfica foi naturalmente superior, mesmo jogando de início com 2 habituais titulares, aproveitando ainda e muito bem, para dar minutos a um ainda deslocada Fernandez e a Jardel, já com outro ritmo de jogo e com uma exibição calma e concentrada.
    A equipa entrou decidida a resolver o jogo, mas foi atraiçoada pela pouca ligação dos jogadores que constituiam o onze, o que se compreende e pela boa organização do seu adversário.
    Invariavelmente os lances de maior perigo tinham a assinatura de Jara, cada vez mais a pedir maior utilização e a mostrar a Jorge Jesus ser uma alternativa muito válida, contudo, as oportunidades na primeira meia hora escassearam, até que num lance de bola parada, Javi Garcia abre o caminho para a vitória.
Na 2ª parte, houve mais Benfica, embora nos primeiros 15 minutos o ritmo de jogo fosse muito lento, contudo, a entrada de Salvio dinamizou a equipa e foi já com alguma naturalidade que numa boa iniciativa deste jogador, a bola sobra para Jara, que dispara fortíssimo para o golo.
   Se dúvidas ainda restassem estava encontrado o vencedor da partida, o qual ficou ainda mais vincado com a entrada de Nuno Gomes, que com um golo que bem mereceu, pela sua postura de sempre no clube e pelo carinho que tem dos seus companheiros, mas não satisfeito, Nuno Gomes, assiste ainda Felipe Menezes para o melhor golo da noite, fechando as contas do jogo e do apuramento.
    Pela positiva: Jara, a aproveitar de novo a oportunidade que o treinador lhe vai concedendo e o golo e a assistência de Nuno Gomes, pelo carisma, pela postura irrepreensível, o Nuno merece.
   Pela negativa: Kardec, outra oportunidade falhada e a provar que tem de rodar para ganhar consistência no seu jogo, a sua exibição foi de novo sem categoria e penosa.
Arbitragem de Carlos Xistra - Se técnicamente teve erros sem serem graves, apesar do grau de dificuldade do jogo ser quase nulo, disciplinarmente ninguém entendeu que critério usou.
    Posto isto, as meias finais vão ser de derby, um sempre apetecível derby e apesar da maior valia da equipa do Benfica, não é a primeira vez que a lógica nestes jogos deixa de imperar, daí a sua beleza e tradição.
    Julgo contudo, que um Benfica ao seu nível, atendendo àquilo que as equipas têm apresentado, se pode considerar favorito, só um Sporting a um nível muito superior poderá aspirar a eliminar o Benfica em plena Luz, mas como disse, derby é derby, nem que seja a feijões ninguém o quer perder.
   Na outra meia final vamos ter um Nacional - Paços de Ferreira e qualquer das equipas merece o prémio da final e quem a atingir, certamente fará o jogo da sua vida, o que só irá dignificar um prova ainda muito pouco credibilizada e que sinceramente, apesar de querer que o meu clube ganhe qualquer jogo e competição em que entre, a mim não me fascina nem me causa a emotividade de outras provas.

5 comentários:

Berrante De Encarnado disse...

Jara foi uma seta apontada ao adversário. Jardel mostrou qualidade. FORÇA BENFICA! Parabéns a Nuno Gomes.

BENFICA SEMPRE!!

Cumprimentos

troza disse...

Dois posts muito bons.

A ver se o Benfica ganha. Nem sempre o jogar em casa é sinónimo de boa sorte mas até agora temos ultrapassado o Sporting sempre na taça da liga. Sei que há sempre uma primeira vez mas que não seja este ano. Porque, apesar de ser uma taça com muito pouca importancia, é um troféu e está mais acessivel (à primeira vista) que a taça de Portugal

magalhães.Sad.SLB disse...

Caro Jotas - sauda-se o teu regresso pós luto justificadíssimo pelo vergonhoso campeonato a que se assiste a cada semana....

O Benfica apurou-se nas calmas e com a equipa B, alguns jogadores têm aproveitado as oportunidade e disso Jara é exemplo.

Venha a meia-final.

Glorioso Abraço

Micaela disse...

Venha o Sporting!

Carrega Benfica

Manuel Oliveira disse...

Só pela foto da benfiquista Micaela já valeu a pena comentar! Um beijinho glorioso para ela.
Amigo Jotas, é como dizes, vitória justíssima e algumas boas exibições de habituais suplentes, casos de Moreira, Sidnei e Jara. Estreia auspiciosa para o Jardel e assim-assim para o Fernandez.
Dia 3 de Março, salvo erro, teremos então o Sporting.
Ao contrário de muitos benfiquistas eu tenho um certo carinho por esta Taça e sabes porquê? Porque em 2009 salvou-nos duma epoca que começou bem mas terminou muito mal, E em 2010 foi ganha aos da corrupção, sem espinhas. Quero o TRI!

Abraço.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista