segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

MOURINHO - Number 1

--- Não que me cause qualquer espécie de sentimento especial, mas por ser português e por de facto ter sido sem dúvida o melhor treinador do ano, Mourinho merece por inteiro esta distinção.
   No fundo e é para isso que este prémio serve, é o reconhecimento de uma época a todos os títulos notável, em que com o Inter de Milão, venceu tudo o que havia para fazer e a questão que fica, é, com esta equipa actual, que outro treinador conseguiria tal feito? Ao que se segue outra, quando será novamente o Inter campeão europeu?
   Julgo que o percurso actual desta equipa responde por si e tudo isto mostra a justiça na atribuição do prémio de melhor treinador do mundo para a FIFA, nem outro cenário poderia ser equacionado.
    Mourinho está de parabéns e o que realmente me deixou satisfeito e aumentou mais a minha consideração por si, foi quando fez questão de falar em português, cheio de orgulho na sua nacionalidade e isso é algo que nos honra a todos.

     Já na atribuição do prémio de melhor jogador, comecei por achar ridícula a não nomeação do jogador holandês Sneijder, pois foi para mim o melhor futebolista mundial do ano e é a isso que se refere o troféu e o holandês, foi fantástico, tendo sido ajuda preciosa na conquista dos títulos que conseguiu juntamente com Mourinho ao serviço do Inter, pelos vistos isso não bastou.
    Mais pasmado fiquei com a vitória do Messi, não está em causa a sua enorme categoria, é mesmo o melhor jogador do mundo, só que esta eleição diz respeito ao ano em curso e aí entre os nomeados, Xavi fez muito mais que o Messi, que inclusive, fez um mundial pouco mais que medíocre.
   Enfim, critérios que me custam perceber, mas dos quais o argentino não tem culpa, pelo que está de parabéns.

4 comentários:

"O Conspirador" Mário A. Oliveira disse...

Justíssima a vitória do Mourinho. Fiquei contente e bem se viu a sua humildade, na altura de receber o prémio, ao abraçar os seus jogadores, como que a atribuir o seu mérito a eles.
Já Messi... Simplesmente uma vergonha. Uma vergonha não ter ganho o Xavi e outra vergonha o Sneijder não ter estado lá. Se os critérios são estes, até o Ronaldo poderia ter estado nos finalistas...

(http://conspiracoesetal.blogspot.com/2011/01/se-messi-ganha-com-este-criterio.html)

Maria João disse...

pode crer -.- saudades mesmo!

Mas a saudade é a maior prova de que o passado valeu a pena!

CARREGA BENFICA :')

troza disse...

Pois, excelente post. Como tu dizes: o Mourinho merecia.

Quanto ao melhor futebolista do ano, há dois holandeses (Robben e Sneijder) que mereciam mais estar no top 3 que o Messi mas enfim... Não digo que ganhasse um deles mas qualquer um deles os dois mais os dois espanhois deviam ser os únicos candidatos a melhor do ano. Qualquer um deles ficava bem com o troféu. Se não é como tu dizes: para isso era o Ronaldo...

águia_livre disse...

Parabéns ao José Mourinho que tem todo o mérito na vitória
Parabéns também ao Messi que para mim é de facto o melhor jogador do Mundo. É simplesmente fantástico

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista