domingo, 2 de janeiro de 2011

FINALMENTE COMPETIÇÃO - Com Taça da Liga.

--- Finalmente regressa a competição nacional depois de 15 dias de paragem, longa demais na minha opinião e que em nada beneficia os clubes, surge assim o regresso no inicio do novo ano, mas devagarinho, com a Taça da Liga e por consequência com poucas equipas a competir.
     Como sempre, começaremos o ano a pensar apenas em nós, algo comum no Benfica em que dá-mos normalmente pouca importância ou até mesmo desprezo a alguns clubes que querem protagonismo à conta do Benfica e tal como outros, registe-se a semelhança de também o Benfica, graças a Deus, viver obcecado pelo Benfica, porque sinceramente, nunca pensei que outros clubes que se dizem uma nação (pequenita, claro), vivam mais entusiasmados e excitados com  o que o Benfica faz, do que os seus próprios adeptos.
    Voltando ao que interessa, sempre manifestei um certo desagrado por esta prova, mesmo sendo o Benfica o bi - detentor do troféu, porque ela nada oferece aos clubes em termos desportivos, a relevância financeira é pouca e os estádios estão ainda mais moribundos que no campeonato, aliado a isso e para mim o mais grave, é que se apregoou aos sete ventos que esta era uma prova para ajudar os pequenos clubes e o que assistimos é a uma prova completamente moldada em favor dos grandes clubes.
  Senão vejamos, os estádios dos pequenos clubes, que por natureza já pouca gente trazem ao futebol, nesta prova ainda menos gente têm a assistir aos seus jogos, os prémios monetários da competição, são destribuidos em função do avanço dos clubes na prova e a verdade é que os beneficiados são os ditos grandes, com um calendário arranjado de modo a que a final sejam preferencialmente jogada por 2 deles, para isso, jogam 2 dos 3 jogos desta fase de grupos em casa, o que facilita em muito a sua missão.
    Por isso o interesse na prova é reduzido e pouco cativa as pessoas e repito aqui, que se querem dinamizar esta prova, precisam de 2 coisas: a é fazer um calendário em que os grandes tenham de jogar mais vezes fora de portas, só assim esses clubes conseguirão chegar mais longe, ter mais gente no seu estádio e por conseguinte ter receitas proveitosas e em 2º lugar, atribuir um lugar europeu nesta prova, para que ela comece a ser olhada com maior rigor e seriedade, à semelhança do que se faz em Inglaterra.
   Posto isto, vamos aos jogos, com o Porto e Benfica a entrarem hoje em acção, frente a equipas da Madeira e se o Porto pode desde já a começar a dar ritmo de jogo ao seu onze base depois do interregno, o Benfica terá de ser mais cuidados na abordagem deste primeiro jogo da competição e isto porque pelo meio desta semana, terá um jogo bem mais importante, que é sem dúvida o seu jogo em atraso respeitante à Taça de Portugal, frente ao Olhanense, tendo em seguida duas ou como acredito, três deslocações perigosas, frente ao Leiria e Académica para a Liga Zon/Sagres e para a Taça em Vila do Conde, competição esta onde uns jogam só com os brindes como o Pinhalnovense e outros, enfim, precisam de se empenhar para chegar longe nesta prova.
  Já a equipa de Alvalade, inserida num grupo teoricamente mais acessível, tendo como adversários o último classificado desta Liga, a Naval e 2 equipas da Liga Orangina, apenas entra em prova amanhã e pese embora a sua irregularidade exibicional, certamente, até por também jogar 2 jogos em casa, não terá grandes dificuldades em seguir em frente, até porque, estando já arredado da Taça de Portugal e o campeonato ser já uma miragem e uma competição em que se calhar terá de se preocupar mais em preservar o seu 3º lugar do que almejar a uma posição mais alta na classificação, esta prova é a única em que as suas aspirações se mantém intactas, pelo que não acredito que o Sporting vá fazer poupanças e comprometer a única prova que pode ambicionar ganhar.
    Hoje, infelizmente, não poderei estar na Luz, porque estou numa fase adiantada da minha recuperação à cirurgia no pé e não quero esforçar em demasia, de modo a não comprometer uma recuperação que foi mais complicada do que inicialmente se julgou.
   Obviamente, estarei colado ao ecrã, porque mesmo não vibrando com esta competição, sempre que joga o meu clube, nem que seja a feijões, eu tenho de estar presente de uma maneira ou de outra.
   O Benfica, pelo motivo atrás descrito e por condicionantes como o castigo de Coentrão e o regresso tardio de Cardozo, por motivos familiares, irá certamente fazer algumas poupanças, ou melhor, uma gestão do plantel, que esperemos seja a adequada ao nº de jogos que se aproximam e há que dar prioridade na minha perspectiva às competições mais valiosas e eu concordo que seja na Taça da Liga que se aproveite para dar minutos e rotinas aos menos utilizados.
    Sabendo que estarei longe do 11 de Jesus, eu apostaria num misto de habituais titulares e outros menos utilizados, até para poder também gerir um pouco o jogo do meio da semana com o Olhanense, assim apostaria para o meu onze em: Moreira, Maxi Pereira - Sidnei - Fábio faria e Peixoto - Airton - Amorin - Martins e Gaitan, Jara e Kardec ou Nuno Gomes.
   Um abraço para o novo ano e que o Benfica comece bem a defesa deste título que alcançou por 2 vezes em 3  anos de prova.

1 comentário:

troza disse...

Como tu dizes, é uma competição sem sentido nenhum. A única coisa que torna interessante esta taça é que é um troféu e um troféu é sempre bom.

Valorizada um pouco pelas vitórias do Benfica nos últimos anos, continua a ser algo que só é melhor que um torneio amigável porque no fim pode dar um troféu oficial. Os regulamentos são uma porcaria, tem servido para "mostrar" que os arbitros erram também a favor dos clubes de lisboa (que é para o pessoal se esquecer de como é que os campeonatos são decididos) e o único objectivo é criar jogos entre os clubes grandes...

Dito isto, uma vitória é sempre uma vitória e foi bom o facto do Benfica ter começado o ano a ganhar!

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista