segunda-feira, 8 de outubro de 2012

VITÓRIA SOFRIDA - Numa exibição estranhamente nervosa.

    Apenas hoje posso falar sobre o jogo desta jornada, infelizmente por ter estado fora de Lisboa, não pude ir ao Estádio, assistindo pela TV a uma partida mais complicada que o previsto, fruto de alguma estranha inércia do Benfica e um nervosismo de certa forma incompreensível, numa exibição má, mas com uma vitória justa.
   BENFICA 2 BEIRA - MAR 1 -  Tinha dito na ante visão deste jogo, que é neste tipo de partidas que se podem perder campeonatos e que o jogo seria complicado ou não, fruto daquilo que a equipa do Benfica fosse capaz de fazer e da atitude que tivesse no jogo.
    Ora creio que o problema esteve mesmo aí, os jogadores julgaram o jogo ganho ainda antes de ser jogado e quando deram conta, já perdiam, com um golo resultante de um lance inofensivo, com Artur que tantas vezes tem sido brilhante, a facilitar imenso neste lance, acontece aos melhores.
    Esse golo claramente enervou a equipa e reforçou ainda mais a atitude super defensiva dos aveirenses, à imagem daquilo que é costume em Ulisses Morais, o anti jogo com constantes quedas no chão imperava e a verdade é que o Benfica tentava, mas sempre de forma lenta, previsível e com muitos passes transviados.
    Mesmo assim, jogando de forma lenta, a equipa criava situações de golo, porque de facto, este Beira-Mar é uma das equipas mais vulgares desta liga, aliás, perante a noite desinspirada do Benfica, tivesse outro adversário em campo e os problemas poderiam ser muitos.
   Com a 1ª parte a chegar ao fim, surge o caso do jogo, penalti marcado contra o Beira-Mar, que não existiu, caiu do céu uma oportunidade de ouro, mas escreveu-se direito por linhas tortas e Rodrigo falhou o penalti, rematando de forma muito denunciada, permitindo a defesa de Rui Rego.
 Na 2ª parte, o Benfica entrou um pouco mais rápido, mas a desinspiração individual e colectiva continuava, confesso que nesta altura, comentava com os meus botões, que se o Benfica não marcasse depressa, o anti-jogo iria acentuar-se, a equipa enervar-se e poderia acontecer o impensável, mas felizmente, em 2 minutos o Benfica deu a volta ao marcador, primeiro numa bela bicicleta de um sempre competitivo e inconformado Maxi Pereira, que mesmo estando numa má fase, nunca vira a cara as adversidades e depois por Rodrigo após uma excelente assistência de Lima, estava feito o mais difícil.
    Já em vantagem no marcador, pensava-se que o Benfica acalmaria e partiria para uns 30minutos finais, mais de acordo com a sua qualidade, mas nada disso aconteceu, a equipa continuava estranhamente ansiosa e nervosa, o público não ajudava e a sorte é que o Beira-Mar foi sempre pouco mais que inofensivo, embora o Benfica se tivesse colocado a jeito.
    Em suma, uma vitória justa, com uma exibição muito aquém das capacidades da equipa.
 Pela positiva: O inconformismo de Maxi Pereira, sempre com uma alma imensa, mesmo estando em má forma.
 Pela negativa: O excesso de nervos que não se percebe de toda a equipa e os energúmenos do assobio, são sempre a mesma porcaria.
  Arbitragem de Rui Costa: Uma arbitragem que estava a ser bem positiva, ficou manchada por um erro grave, o penalti a favor do Benfica à beira do intervalo que não existiu, felizmente para a verdade do jogo, esse lance não influenciou o resultado uma vez que o penalti foi falhado.
   Quero aqui destacar as palavras dos treinadores, primeiro Jorge Jesus, teve toda a razão no que disse sobre o público do Benfica, uma equipa que lidera a liga, não merece ser tratada assim por alguns energúmenos do assobio e merecia mais carinho e gente no seu estádio, assim como fez justiça ao excelente comportamento da claque, apenas discordo quando JJ afirma que o Benfica fez uma grande 1ª parte, sinceramente creio que só o treinador é que viu isso.
    Destaco ainda as palavras de Pedro Henriques comentador do jogo, que afirmou e bem que não se compreende como alguns adeptos de revoltam e ofendem todos aqueles comentadores e jornalistas que por vezes dizem coisas menos favoráveis ao Benfica, mas que depois, quando as coisas não correm bem, são os primeiros a mal tratar a equipa com assobios, concordo plenamente com estas palavras.
    Esses palhaços que vão ao estádio assobiar, deviam ficar e casa, era um favor que faziam ao Benfica, gente dessa que só favorece os adversários e lhes presta um favor, não faz falta nenhuma, o Benfica precisa é de adeptos no estádio que estão com a equipa quando ela mais precisa, sinceramente, benfiquistas só dos bons momentos metem-me nojo.
     Termino este post com um reparo as palavras descabidas e ridículas de um treinador também ele medíocre e ridículo, Ulisses Morais, a justificação por ele dada para a derrota é descabida e demonstra uma enorme falta de inteligência, porque desculpar uma derrota, com um lance que foi falhado é estupidez, teria razão se o penalti fosse concretizado, mas dizer que esse lance condicionou a equipa é uma desculpa que não se percebe, pois ao contrário do disparate que afirmou, quando se falha um penalti, a equipa que se enerva é a que falha e a equipa que cresce emocionalmente é quem beneficia desse falhanço, foi sempre assim.

8 comentários:

Juris disse...

"Exibição estranhamente nervosa",

de quem?. Ó Jotas!.

Pelos menos já não aturamos os vossos gritos em inglês.. Help.!..Help!.

Mas, que PORRA!.

A situação normalizou. tudo como dantes, quartel em Abrantes.

Jotas disse...

Perdoem-lhe, ele não sabe o que diz, alguém percebe o Juris? Nem ele se p+ercebe, coitado, mais um caso para ter pena.
Apenas registo a enorme importância que nos continuam a dar, é proporcional a ignorància que lhes continuo a dar.

GuachosVermelhos disse...

Da tua crónica também estranhei este pedaço!!!
(Com a 1ª parte a chegar ao fim, surge o caso do jogo, penalti marcado contra o Beira-Mar, que não existiu, caiu do céu uma oportunidade de ouro, mas escreveu-se direito por linhas tortas e Rodrigo falhou o penalti, rematando de forma muito denunciada, permitindo a defesa de Rui Rego.)
Ouviste a opinião do Pedro Henriques? e olha que ele anti-benfiquista!!!
Passou-te pela cabeça que na terça feira os jogadores tinham tido o tremendo desgaste de correr atrás do Barcelona?
Também estranho que não tenhas referenciado uma defesa com as mãos (dentro da área) de um jogador do Beira-Mar...
Estranhamente nervosos, um titulo que calça que nem uma luva...

Jotas disse...

Caro Guachos, claro que o jogo do Barça teve alguma influência, embora eu pense que houve algum excesso de confiança e quando se deu conta estava a perder. Quanto aos casos do jogo, é apenas a minha opinião.
Saudações benfiquistas.

GuachosVermelhos disse...

Saudações caro Jotas,
Eu sei que é a tua opinião, o que estranho é que seja mais penalizadora que a dos próprios anti-Benfica mas tudo bem!
O nervosismo toca a todos...

Ricardo/águia_livre disse...

De facto foi um jogo menos conseguido pelo Benfica, mas no fim ganhámos e isso foi o mais importante...

Juris disse...

Cheguei!.. Jotas... e vi..

"Perdoem-lhe, ele não sabe o que diz"....

hum hum hum...

"Não posso debater com quem tem a cabeça vazia"

As frases não são minhas, amigo Jotas!.

Anónimo disse...

Caro Jotas, obrigado por poder votar no questionário dos candidatos sem ter dúvidas quanto às discrepancias entre candidatos.
É que se fôr a certos blogs do bota-abaixo é de partir a rir com as tendencias de voto. É sempre o rangel a ganhar e com diferenças loucas. Já se sabe que são as trapalhices nos blogs de sempre a funcionar. Quando não é a mentir é a adulterar as votações. O normal sem dúvida.

Miguel

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista