domingo, 15 de janeiro de 2012

FECHAR A 1ª VOLTA COM GOLEADA - E momentos de pura magia.

    Este Benfica, confiante, parece estar em clara transformação, daquele Benfica frio, calculista e até algo cínico de 2011, aparece em 2012, um Benfica goleador, por vezes demolidor, com uma criatividade atacante e uma beleza de jogo que não deve deixar nenhum adepto de futebol indiferente, este é o Benfica que cativa e leva gente aos estádios.
   Contudo, haverá momentos durante a 2ª volta, em que aquele Benfica mais cauteloso e cínico terá de ser colocado em prática, porque a equipa está bem, mas cada jogo é um jogo e há ainda um longo é árduo caminho a seguir, sempre com os pés bem assentes, para que no fim, possamos então dar azo à nossa alegria.
     Este é o Benfica à Jorge Jesus, um técnico que merece o maior apreço e respeito de todos os benfiquistas, como se pode constatar neste blogue, mesmo nos momentos de menor fulgor e durante toda a temporada passada, defendi que este treinador devia continuar e até renovar, apenas porque mesmo que não consiga ganhar, este treinador devolveu-me a ilusão de acreditar que tudo faremos para o conseguir, porque desde há muitos anos não via um futebol no meu clube que me desse tanto prazer e porque este homem, colocou o Benfica em patamares condizentes com o seu estatuto e devolveu o nível de exigência adequado a um clube desta dimensão.
   BENFICA 4 SETÚBAL 1 - Apesar de ter entrado praticamente a perder, nunca me pareceu que os jogadores do Benfica entrassem na partida com a sensação que este jogo seria fácil, até entrou bem, mas na primeira falha, sofre o golo.
   Noutro contexto, certamente este golo abanaria a equipa, mas quando um equipa confia no seu potencial, os jogadores acreditam uns nos outros, com naturalidade, as coisas acabam por surgir e foi exactamente isso que aconteceu, a partir de determinado momento, era só Benfica que dava, com velocidade quando era preciso e paciência quando se exigia, sem sobressaltos, o Benfica ganhou o domínio do jogo, encostou o seu adversário e os lances de perigo surgiam com alguma frequência.
   Fruto desse domínio, o golo do empate, após passe magistral de Witsel, Nolito entra pela esquerda e já no interior da área setubalense, quase sem ângulo, consegue igualar o jogo, com um golo de elevado recorte técnico e cheio de intencionalidade.
    Com a partida empatada antes dos 25 minutos e com a velocidade imposta no jogo, percebia-se que o Benfica iria conseguir com relativa facilidade a reviravolta, pese embora o susto com um remate de Neca que quase dava nova vantagem ao Setúbal, mas isso, foi apenas um oásis no meio do deserto, pouco depois, Cardozo, quem havia de ser, o goleador mor do nosso campeonato, faz o 2 a 1, numa jogada de insistência.
   O Mais complicado estava feito e a goleada já pairava no ar, adivinhava-se que os golos iriam surgir ainda na 1ª parte e de facto, esse golo acabou por surgir, num belo lance individual do enorme Cardozo (espero que tenha calado de vez as Martas Rebelo deste País), que finaliza de forma excelente, pondo um ponto final quanto ao vencedor do jogo ainda antes do intervalo.
  Na 2ª parte, claramente o Benfica baixou o ritmo, o que se compreende, há ainda muito jogo pela frente, mas mesmo assim, teve sempre o controlo e domínio do jogo e conseguiu momentos de pura magia, Rodrigo começou a abrir o livro, Emerson acalmou assim que sentiu o jogo ganho e a confiança era a palavra de ordem.
   Com um domínio absoluto e com belas jogadas que só por mero acaso não foram finalizadas, adivinhavam-se mais golos, o Setúbal esse, a espaços aparecia, mas quase sempre sem grande fulgor, pelo que foi com naturalidade que o Benfica ampliou a vantagem com um belo cabeceamento de Matic.
   Daí até ao fim do jogo, foi uma delicia para os 56 mil adeptos ( e pensar que outros num clássico ficam exuberantes com 48 mil), os quais animavam o estádio com uma imensa onda vermelha a circular pela Catedral, num apoio constante e de rara beleza do primeiro ao último minuto, a equipa merece e os adeptos de ontem mereceram esta equipa, foi de facto uma bela noite na Luz.
   Pela positiva: A capacidade de reacção do Benfica, aliada a qualidade de jogo colectiva e individual, com momentos mágicos e a confirmação que Rodrigo é hoje em dia, um dos jovens mais promissores da Europa do futebol, não marcou, mas jogou um monstruosidade, julgo poder afirmar que já se está na presença de um grande jogador.
  Pela negativa: A expulsão de Cardozo, o avançado paraguaio fez uma enorme exibição, pena que tenha sido manchada por uma infantilidade que insiste por vezes em cometer, mas desta ver percebi, era a ânsia por um hattrick que mereceu que lhe estava na mente.
   Arbitragem de Hélder Malheiro: Se no capítulo técnico nada se lhe pode apontar, decidiu quase sempre bem e não alinhou em simulações, já no capítulo disciplinar foi algo permissivo com os jogadores do Setúbal, os quais por vezes abusaram de entradas por trás com alguma dureza sem levarem amarelo, no entanto, o seu trabalho no geral foi positivo.
 

7 comentários:

Boss disse...

Em relação ao ao lance que levou a expulsão do Cardozo, é bom dar uma vista de olhos no último paragrafo da crónica no blog "O Belo Voar da Águia", quando não se sabe falar sobre o futebol e não saber nada de futebol dápara dizer SEMPRE asneiras.

Saudações benfiquista

Paulo Thomson - Queluz

Jotas disse...

Caro Boss, se verificar posts anteriores, eu sou um acérrimo admirador e defensor de Cardozo, contudo por vezes tem expulsões que não se entendem, até porque ele sabe que já está marcado.
Mas sinceramente, apesar de algum rigor, julgo que não se pode dizer que foi um erro de arbitragem.

Carlos Alberto disse...

O Cardozo queria descansar na 4ª feira!!!

Anónimo disse...

Off topic: Incrível! Coroado ataca de novo! Tribunal do nojo:

80'

Matic comete falta sobre Bruno Amaro, que seguia isolado para a baliza?

Coroado:

Houve falta. O pé esquerdo de Matic tocou o pé direito de Amaro, contribuindo para o seu desequilíbrio. Lance idêntico ao de Javi García sobre Djaniny.

MAS O QUE É ISTO?! ESTE GAJO ESTÁ COMPLETAMENTE OBCECADO! Já é a segunda vez que menciona o lance de Javi sobre Djaniny! Que nojo, mesmo!

Peço desculpa, mas isto tira-me do sério!

Cumprimentos.

J.

marley disse...

Esse Coroado está senil!Para além de mal formado e mal intencionado ainda está com os parafusos mal apertados! Enfim!Nem vale a pena dar-lhe importância!
Viva o Benfica
maria

dezazucr disse...

É verdade Jotas, é incrível como ainda há benfiquistas que vão na campanha da imprensa contra Jesus e contra Cardoso.

Manuel Oliveira disse...

O Benfica está quase igual ao do rolo compressor da época do título.

Abraço.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista