quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

2 PASSOS PARA AS MEIAS - em ritmo de treino.

    O Benfica, deu ontem um importante passo rumo às meias finais da Taça da Liga, batendo em casa o secundário Santa Clara, num ritmo de treino, que só animou com a entrada de Nolito.
  BENFICA 2 SANTA CLARA 0 - Foi um jogo de pouca intensidade e pouco conseguido por parte da equipa benfiquista, muito por força das inúmeras alterações introduzidas no onze, algo que se compreende e que julgo ter sido a medida certa face ao jogo em causa.
   A qualidade de jogo menos conseguida, não tem a ver com a qualidade dos jogadores que iniciaram a partida, obviamente, quando entra em campo uma equipa com poucas rotinas e ritmo de jogo, isso com toda a naturalidade reflecte-se na produtividade, daí a equipa ter melhorado imenso com a entrada de 3 jogadores com outra rotina.
   A 1ª parte teve poucos motivos de interesse, num jogo disputado quase sempre devagar ou devagarinho, as situações de perigo eram escassas, com o Santa Clara a não ter dificuldades de maior, a este ritmo, de guardar bem os caminhos da sua baliza, no entanto, salvo uma ou outra situação, denotou sempre pouca audácia ofensiva.
  Na 2ª parte, o jogo parecia caminhar na mesma monotonia, embora o Benfica fosse mais dominante ainda que na etapa anterior.
   Dando conta que a equipa denotava alguma falta de ritmo e sentia dificuldades em acelerar o seu jogo, Jorge Jesus que já havia colocado Witsel ao intervalo, viu-se forçado a colocar Rodrigo e Nolito em campo e a acção deste último foi determinante no resultado.
   Nolito é assim, não há jogos mais nem menos interessantes, vai para cima deles, às vezes até parece que faz as coisas de modo meio atabalhoado, mas a verdade é que tem uma capacidade de partir para cima dos adversários, criando constantes desiquilibrios, com as vantagens adicionais de ter um notável capacidade de passe e de ser vertical no caminho das balizas adversárias.
   Com um ritmo mais alto e uma equipa mais entrosada no seu meio campo, não tardou o golo, Nolito (quem havia de ser), dá um verdadeiro nó cego no defesa açoriano e oferece de bandeja o golo a Nelson Oliveira e que bom foi para a confiança do miúdo marcar.
   O mais difícil estava feito, a partir daí e até ao fim só deu Benfica, é verdade que nem sempre com um futebol fluído, mas ainda assim bem melhor que na 1ª parte.
  Por isso, não tardou o 2º golo, onde um dos adjectivos que usei para classificar Nolito foi usado na perfeição, a sua capacidade de passe, com uma desmarcação notável para Witsel que com classe colocou um ponto final na partida.
  Pela Positiva: Nolito, entrou e transformou um jogo até aí monótono.
  Pela Negativa: Gaitan, teve uma atitude demasiado desinteressada do jogo que me pareceu mais que estar simplesmente fora de forma, que se cuide, pois apesar de toda a sua enorme qualidade, Bruno César e Nolito atravessam um grande momento de forma.
  Arbitragem: nada a dizer, serena como o jogo.
   Assim, finda esta jornada, o Benfica precisa apenas de um empate na última jornada com o Marítimo para carimbar o passaporte para as meias finais, já o Braga, com a vitória de ontem por 2 a 0 frente ao Penafiel, está praticamente apurado, só uma hecatombe na última jornada os fará cair.
  Já em relação ao Porto que venceu o Estoril por 1 a 0, antevendo-se por isso um clássico na meia final da prova, devo dizer que depois de ouvir certos comentadores afectos a esse clube, que talvez porque nunca ganharam essa prova, dizem à boca cheia que ela não representa nada para o seu clube, estranhei que mais de metade do seu onze, fosse constituído por habituais titulares e os que não o são, por norma são opção regular nos jogos do Porto, sinal claro, que afinal, esta prova não é assim tão desprezada pelo clube, como alguns querem fazer crer.
   Aliás, relembro aqueles de memória mais curta, que inclusive, o Porto perdeu um final contra o Benfica e o seu desinteresse foi tanto que jogou na máxima força.
   É óbvio e já aqui o referi diversas vezes que a Taça da Liga, não é nem será nunca a grande prioridade do Benfica, no entanto, não deixa de ser uma prova oficial e como tal é sempre melhor ganhá-la que perde-la, acho graça, que algumas pessoas, aquelas que por norma não conseguem alcançar mais insistam em dizer frases feitas e nomear esta prova como Taça Lucílio Baptista, devo relembra-los, que o Benfica não venceu uma, mas sim três vezes esta prova e só numa delas esse senhor foi o árbitro e se calhar a razão para algumas pessoas quererem ainda desvalorizar mais esta competição, é exactamente o facto de nunca a terem conseguido ganhar, assim a vençam e certamente o seu discurso será outro.
   Já o Sporting em ebulição interna, com Presidente e treinador a contradizerem-se, pode ter comprometido o seu apuramento com o empate em Alvalade 1 a 1, jogando com todos os titulares, ante um Moreirense com vários suplentes no seu onze, continuando com uma exibição a roçar a mediocridade, continuando sem vencer em 2012.
    O Gil Vicente lidera o seu grupo com 4 pontos e o Sporting pode ser obrigado a vencer por mais de 1 golo, uma vez que o Rio-Ave está também na luta e se marcar 2 golos e o Sporting 1, apuram-se os vilacondenses.
   Não posso deixar aqui de registar e deixar à consideração dos sportinguistas que também desvalorizam as conquistas do Benfica nesta prova, que se houve equipa que usou quase sempre a base principal da sua equipa, em todas as suas edições, contribuindo mais que ninguém para a sua valorização, essa equipa foi o Sporting e para quem diz que esta prova não interessa ao seu clube, ficou hoje provado que não é bem assim.

4 comentários:

Carlos Alberto disse...

Para além de que foram quem mais gente levou ao Estádio!

A Taça Benfica é uma maravilha!

Jotas disse...

Caro Carlos Alberto, não sei o que se passa, mas ultimamente tenho lido com imenso agrado os teus posts, mas não consigo lá deixar o meu comentário.

Carlos disse...

Volto a dizer para mim esta taça interessa pouco ou Mais que 0(para o clube nao sei que n tou la dentro), quando deixar de ser uma taça feita para os grandes ou quando tiver um lugar europeu, talvez me passe a interessar mais.

Agora devo dizer que pela primeira vez em 27 anos quase 28 de sportinguismo senti vergonha de ser de um clube que um jogador chega há 4 meses e já manda no clube, simplesmente vergonhoso, BOJINOV RUA

Berrante De Encarnado disse...

O nosso puto tem de ganhar ritmo e confiança. Este seu primeiro golo pode dar-lhe o que precisa.

Cumprimentos benfiquistas

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista