segunda-feira, 28 de novembro de 2011

ÙLTIMO RESCALDO DO DERBY - e o orgulho de ser lampião.

    Pela última vez vou falar de episódios extra jogo, julgo que esses já aqui foram suficientemente escalpelizados e vou colocar um ponto final neste assunto para depois falar de futebol.
   Lamenta-se que pessoas sem moral para apontar o dedo o façam e este espaço limitou-se no post anterior apenas a dizer que por vezes o melhor caminho de alguns é o silêncio tal os telhados de vidro que têm, infelizmente, alguns dos adeptos do Sporting presentes na Luz, acabaram por dar razão ao uso da Caixa de Segurança.
   Julgo ser consensual e não é preciso reflectir muito, para se perceber que toda a celeuma ridícula dos dirigentes leoninos antes do jogo, mais não serviram do que acicatar e ser um rastro para possíveis episódios de violência.
   No fundo, alguns dirigentes leoninos, como Eduardo Barroso e o próprio Presidente leonino, com todas as palavras feitas de modo irresponsável antes deste jogo, acabaram por ser o principal mote instigador e co-responsáveis da atitude protagonizada pelos energúimenos que outrora tentaram agredir Godinho Lopes, os quais levaram consigo para dentro do estádio garrafas de um liquido inflamável que foi usado para atear o fogo no interior do estádio e cujas consequências poderiam ser imprevisiveis, numa acção claramente premeditada e previamente planeada, uma acção pré histórica e gente dessa só veio dar razão aos dirigentes do Benfica e justificar plenamente o uso de uma jaula que é de facto o sitio que se coaduna com o seu comportamento.
   Ao invés, antes do jogo, em momento algum os dirigentes do Benfica responderam aos do Sporting, preferindo o silêncio, daí não perceber, a não ser a falta de coragem, o motivo pelo qual alguns jornalistas falam sempre em ambos e plural quando as atitudes de uns e de outros foram completamente distintas.
    O problema é que infelizmente, algumas pessoas curtas de cabeça, com a mania da perseguição, acham que tudo o que não esteja de acordo como o que acham correto é provocação, é ataque ao Sporting, enfim é aquela vitimização que é já imagem de marca do Sporting desde alguns anos a esta parte.
        Ao dizer isto não me refiro a clubes em particular, refiro-me a todos os vândalos que vão para o futebol não para dele desfrutar, mas sim para espalharem o terror e a violência, são animais e é por causa de gente dessa que se justificam jaulas.
   Queixam-se ainda de forma leviana e mentirosa, que os lugares disponibilizados eras reduzidos e de 1 lugar para 2 pessoas, isso é falso, porque eu estava lá e vi que no sector destinado ao Sporting, haviam bastantes lugares vagos, mesmo quando já estavam todos no seu interior e em relação aos atrasos na entrada, a leviandade dos dirigentes leoninos é realmente uma vergonha, pois o que se passou com os adeptos leoninos na Luz, é exactamente igual ao que se passa com adeptos do Benfica em alguns jogos fora, Alvalade incluído, situação essa cuja responsabilidade não pode ser imputada aos clubes, esse atraso deve-se ás revistas e infelizmente alguns dos revistados, pelo seu historial violento, exigem que a revista seja minuciosa e cuidadosa.
  Devido ao post anterior acusam-me de ser típico lampião, confesso que sou, ser Lampião, é rever-me apenas e só no meu clube e com ele vibrar, não é rever-se nos outros, ser lampião é torcer sempre pelo seu clube, querer apenas que o seu clube seja campeão e caso não o seja, marimbar-se que seja clube x ou y, ou seja, ser lampião é ter identidade própria e não prestar vassalagem a ninguém, no fundo ser lampião é tudo aquilo que nos diferencia de um sportinguista, ao qual interessa antes de tudo que o Benfica não vença, venerando por isso um clube acusado e condenado por corrupção desportiva, que lhes humilhou o Presidente, que pagou a árbitros para perderem jogos, tudo isto só pelo medo que o Benfica possa vencer.
   Para terminar também a análise a este derby, julgo que foi o unânime nos adeptos de ambos os clubes, que este foi um derby intenso, emotivo e embora nem sempre bem jogado, acabou por ter bons momentos e situações de finalização, sendo por isso um jogo digno da história deste tipo de partidas.
    Natural e legitimamente, os adeptos leoninos ficaram satisfeitos com a postura da sua equipa e com a qualidade exibicional patenteada na Luz, de facto, este Sporting é claramente superior a outros mais recentes, tem melhor treinador, melhores jogadores e melhor organização, mas é preciso não esquecer que o tal domínio de que alguns falam, foi muito mais consentido que conquistado por todas as incidências que envolveram e antecederam o jogo.
   É preciso não esquecer algo que me parece estar a ser ignorado, o Benfica veio de um jogo de enorme intensidade e desgaste em Inglaterra frente ao campeão inglês e vice-campeão europeu e todos sabemos como é alto o ritmo das equipas inglesas, nesse jogo perde a sua maior referência, ou seja, teve 3 dias para recuperar desse jogo e de encontrar alternativa ao seu líder e capitão, já o Sporting, teve toda uma semana para preparar o jogo.
   Por este facto, o Benfica não optou pela sua normal pressão alta a todo o campo, porque sabia que o Sporting estava naturalmente mais fresco e que mais para a parte final do jogo isso poderia ter consequências, optando estrategicamente por dar a iniciativa de jogo ao seu adversário e pressionar no seu meio campo defensivo e daí sair em contra golpe, o que conseguiu algumas vezes.
fê-lo sacrificando um elemento criativo da equipa, fruto da inferioridade numérica.
  Tenho a firme convicção que 11 contra 11 e em vantagem no marcador a 2ª parte do Benfica seria bem diferente, é que perante a obrigatoriedade de ir atrás do prejuízo, a equipa do Sporting não só não iria conseguir chegar tantas vezes perto da área do Benfica, como se sujeitaria muito mais a sofrer um 2º golo,  com 10 o Benfica ficou algo manietado, mesmo assim é curioso verificar que o Rui Patrício teve mais defesas que Artur e que para além disso o Benfica ainda acertou 2 vezes na trave e se é verdade que rematou mais, rematou quase sempre pior que o Benfica e se teve 60% de posse de bola, muito se deve ao facto de ter jogado mais de 30 minutos com um homem mais, um por maior que parece estar a ser ignorado, porque no fim da 1ª parte a posse de bola era equilibrada.
   Percebo que os sportinguistas sintam um certo sabor de injustiça no resultado, mas o futebol é isto, também o Braga em Alvalade dominou todos os aspectos do jogo, mas foi o Sporting que ganhou contra a Lázio, reduzidos a 10, também tiveram de defender e contar com alguma sorte e nem por isso as suas vitórias deixarão de ser meritórias.
   Por todas as incidências do jogo, por ter jogado um derby mais de 30 minutos em inferioridade numérica após um desgastante jogo da Champions, só posso dizer que o Benfica mereceu os 3 pontos e teve uma postura e mentalidade competitiva fantástica e que enche de orgulho qualquer benfiquista que se preze.

2 comentários:

Carlos Alberto disse...

Foi uma vitória à campeão e o andrupto-mor sabe bem disso por isso ontem perdeu a cabeça com o Baldemarda Duarte da TBI

troza disse...

Mais um excelente post.

Digo-te só uma coisa quanto ao Sporting (o clube que jogou à bola): eles têm motivos para ter gostado da postura da equipa porque, mesmo com uma qualidade inferior, deixou tudo em campo. E é isso que o Braga tem feito nos últimos anos em todo o lado (menos num estádio onde são obrigados a prestar vassalagem) e é isso que o Benfica também tem feito este ano. É nestas alturas que um adepto se orgulha da sua equipa... por dar tudo em campo e é isso que os adeptos querem (porque o rumo do clube vai para além dos jogadores e dos treinadores e já é outra conversa).

Quanto ao Sporting na vertente dos anti-lampiões com preferência para o verde e para isto tudo, dois pontos:

1 - Até há quem queira inventar um penalty num lance em que tudo o que acontece é com a bola parada... Isto mostra tudo.

2 - A jaula isto e não sei o quê... deram razão ao uso da jaula. Se o Benfica não tivesse usado aquela estrutura e esses adeptos do sporting tivessem sempre a mandar objectos para baixo como os animais do porto a culpa seria do Benfica. Vê-se que o problema é ter sido o Benfica. Porque não vi o Godinho Lopes indignado quando os adeptos do Benfica ficaram dentro de uma estrutura semelhante em Basileia...

Por último... para quando uma acção policial como deve ser? Entra sempre qualquer coisa para os estádios... a mim não me deixaram entrar uma vez com um guarda chuva...

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista