domingo, 27 de novembro de 2011

10 HERÓIS CHEGARAM - Para vencer o 7º derbi seguido.

     Um derby nem sempre bem jogado, mas cheio de emoção e alguns belos momentos de futebol, com o Benfica a vencer pela entrega, humildade e espírito de sacrifício, os campeões também se fazem assim.
  BENFICA 1 SPORTING 0 - Notou-se no principio do jogo algum respeito mútuo, ambos os treinadores tentavam perceber ao que vinham e só aos 10 minutos o jogo despertou, primeiro com um cabeceamento de Wolfwinkel e depois com um remate fantástico de Gaitan ao poste.
   Em bola corrida as defesas sobreponham-se aos ataques e só em lances de bola parada o perigo surgia, ora numa, ora noutra baliza.
   O jogo sem ser muito rápido, fruto das muitas faltas, tinha uma entrega notável dos jogadores e começava a ficar interessante, com alguns bons lances ora numa ora noutra baliza, o golo adivinhava-se.
   O Benfica tentava normalmente sair em transições rápidas, normalmente por intermédio de Aimar, que estava bem, no jogo e causava alguns problemas a Carriço, era ele que pautava o jogo e definia os seus momentos, já o Sporting tentava pressionar alto e lançar Capel no sentido de explorar a sua velocidade, colocando também Wolfswinkel a sair muitas vezes da zona de finalização, para tentar deslocar os defesas do Benfica, o jogo estava interessante e equilibrado. 
   Foi precisamente num lance de bola parada, através de um pontapé de canto que Javi Garcia cabeceia firme e decidido para o fundo da baliza, marcando o golo ao minuto 41, um momento importante do jogo e que fazia com que o Benfica fosse para o intervalo em vantagem no marcador.
  Na 2ª parte, o Sporting entrou determinado em chegar com maior perigo junto da baliza do Benfica, que por sua vez iriam tentar explorar os maiores riscos que inevitavelmente teriam de correr.
  Sempre que podia, o Benfica assustava Patrício e Cardozo numa jogada fantástica obriga mesmo o guarda-redes leonino a grande intervenção, só que a resposta do Sporting foi imediata e Artur, responde de forma soberba a um cabeceamento de Elias em excelente posição para empatar o jogo.
   Depois deu-se o caso do jogo, a expulsão por acumulação de amarelos de Cardozo, não vou aqui questionar a sua justiça, apenas acho que num derbi, com a emotividade que existe nos jogadores, parece-me que um pouco de bom senso e não seria por uma palmada de protesto no relvado que se tira um jogador do campo, colocando a sua equipa em inferioridade numérica.
   Se fosse ao contrário, Uii, o que não diriam dirigentes, treinadores, jogadores, adeptos e afins, era ali que estaria certamente a resposta para a derrota, mas o Benfica não é assim chorão, o Benfica uniu-se e teve um treinador fantástico no banco que rapidamente alterou a substituição que estava para fazer, lendo os momentos do jogo na perfeição.
   Com 10 e em vantagem no marcador, obviamente o Benfica defendeu mais e o Sporting teve o domínio do jogo, mas o que eu gostava mesmo de saber é como seria o jogo 11 para 11, será que o domínio do Sporting seria este? Será que com o passar do tempo e o Sporting a arriscar mais que em contra golpe, onde o Benfica é muito forte, o jogo não seria outro?
   A verdade é que os jogadores uniram-se, cerraram fileiras e apesar de a equipa do Sporting ter tido algumas situações de perigo, também o Benfica as teve e relembro que até mandou mais uma bola na trave, duas no total.
   Em suma, vitória feliz é certo, mas atendendo às contrariedades do jogo merecida, pela crença e pela raça e já lá vão 22 jogos oficiais sem conhecer a derrota, tornando-se assim a única equipa da Europa até ao momento imbatível e para além do derbi, já jogamos 2 vezes com o Manchester, em Braga e no Dragão, cabe agora a palavra aos outros quando tiverem jogos com o grau de dificuldade que o Benfica já teve e depois, no final da 1ª volta ser verá quem está em melhores condições na luta pelo título.
Pela positiva: A união da equipa do Benfica após a expulsão de Cardozo, os gigantes Witsel e Javi Garcia, dois autênticos muros e a atitude do Sporting que nunca desistiu de tentar empatar.
 Pela negativa: A expulsão de Cardozo que condicionou toda a estratégia da equipa para a 2º parte, Cardozo sabe como as coisas funcionam e deveria controlar-se, só não prejudicou a equipa, porque ela foi mesmo uma equipa.
 Arbitragem de João Capela: No geral foi boa, boa condução do jogo, dialogante, mas na minha opinião e mesmo aceitando o 2º amarelo ao Cardozo, julgo que o bom senso e o perceber que este é um jogo especial como disse Luís Freitas Lobo, poderia ter sido evitada.
   Lamentáveis e vergonhosas as palavras de um ex judiciária Paulo Pereira Cristovão, cujo seu nome está ligado a episódios que em nada dignificam aquela força policial, uma figura que mais não quer que protagonismo e que assim que pode agarrou-se logo a um tacho no Sporting, ao vir dizer que as condições dos adeptos do Sporting eram pré históricas e que os lugares eram poucos para os adeptos leoninos, quando havia lugares vagos e eram muitos, dava para pelo menos mais 1000 pessoas, eu estava lá e vi e digo aqui que a tal estrutura não é nada de especial, não põe em causa a dignidade das pessoas ao contrário do que pensava, só me apercebi dela, a muito custo e porque efectivamente era ali que estavam os adeptos leoninos.
   Pré histórico foi o comportamento da claque leonina, incentivada pelos seus dirigentes, cuja atitude não me supreende pelo facto de ter que agradar a quem tentou agredi-la, lhe chamou os mais diversos nomes, tentando impedir a sua tomada de posse após as eleições,  os quais criaram um folclore inadmissível e mesquinho com a história da gaiola, que diga-se, ao contrário do que de forma mentirosa afirmam, foi estreada pelos adeptos da Bósnia, quando incendiou de forma ostensiva e grave as bancadas do estádio da Luz, isso sim é comportamento selvagem e pré - histórico, que com certeza merecem a aprovação da direcção leonina.
       O que acontece é que esses senhores não sabem perder, dói-lhes imenso perder com o Benfica e como não têm mais por onde pegar...lamento, aí vão 9 derbis sem perder e 7 vitórias seguidas.
   João Gabriel, limitou-se a usar o direito de resposta, respondendo a um ser definitivamente pré histórico nas palavras e como se sabe no comportamento, com tal o meu aplauso, respondeu à medida de quem simplesmente mereceu.
  No fundo, os dirigentes leoninos, aprenderam e estão a adoptar postura em tudo semelhante aos seus aliados e amigos que pagaram a árbitros para eles perderem jogos e que eles veneram, ou seja, criar um fait- divers, para desviar a atenção do importante para o acessório, e o importante é mais uma vitória do Benfica no derbi e esta soube muito bem, porque como li noutro espaço, eles já nem apreciam lagartos, mas sim sapos, verdes, pequenos e inchados.

7 comentários:

troza disse...

Excelente post

Grande Benfica. Jogaram com a raça, o querer e ambição, lutaram o jogo todo!

Parabéns também à equipa do Sporting. A união e verdadeiro espírito de equipa está lá presente e, para além dos jogadores de qualidade que acrescentaram ao plantel, isto é algo que tem feito a diferença para a equipa de alvalade este ano.

Só para dizer que a segunda falta do Sporting foi igual à que deu expulsão do Javi Garcia o ano passado em Braga. Onde estão agora todos aqueles que disseram que ele foi bem expulso? Claro que nem amarelo foi e foi a decisão correcta mas sabes que não resisto a pedir coerência em alguma situações.

Quanto ao comportamento dos adeptos do Sporting... e depois não queria a estrutura? Teria sido igual aquela vez em que os adeptos do Porto criaram uma chuva de objectos

Manuel Oliveira disse...

Vitória justa, feliz também é certo, mas porque ficámos em inferioridade numérica duma forma inadmissível.
Quanto ao comportamento dos lagartos, nada que nos espante depois das barbaridades que foram ditas durante a semana. Sentiram as costas quentes!

Abraço.

Joseph Lemos disse...

Se a bola ao poste do Gaitan entra, iam levar bolas suficientes para tapar o fosso!!!

carlos disse...

Estava à espera que o benfica goleasse e fiquei mt surpreendido com o meu scp a mandar na luz, mesmo com 11, sen vejamos o slb criou 3 situaçoes 2 de bola parada, o scp nem as conto só de elias foram 3 ou 4, faltou eficácia na hora de finalizar. Mas estivemos mt mais fortes do que o benfica e apesar de o treinador do benfica dizer que o scp jogou em contra golpe, nao sei de facto quem foi jogar em contra golpe, o scp nao foi, quer com a posse de bola ao intervalo quer depois disso.

Grande scp, quanto aos incidentes eu disse neste blog que ia dar merda, e não falhei, já previa, não é a primeira vez que se incendia bancadas, e n ha de ser a ultima, e o benfica ja incendiou alvalade, lembro me bem(7-1)

carlos disse...

http://visaodemercado.blogspot.com/
aconselho a leitura do post sobre o jogo, analisado por pessoas sem clubismos, e excelente análise na qual se confirma a grande exibição do sporting, que acho que ninguem pode negar

Jotas disse...

Visão mais lagarta e facciosa não há, tanta que já vetaram comentários meus, por isso não é exemplo.
Essa do pensares que eras goleado é conversa de garoto, infantil, mas enfim não me espanta.
De resto, apenas desejo que todos os anos tenha este orgulho, tu ficas feliz e eu também.

carlos disse...

Muito orgulho, achei muito boa a exibição e mt injusto o resultado, eu e todos os benfiquistas com quem vi o jogo, e todos aqueles que sabem ver bola, sem olhar à cor da camisola. 3 oportunidades, contra 6 de outro clube. 6 remates, contra 12, praticamente metade dos ataques, e posse de bola 60 a 40, afinal quem jogou em casa? Afinal quem jogou em contra-golpe? gostava que tivessem feito essa pergunta ao JJ. Em alvalade já não espero perder.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista