quarta-feira, 7 de novembro de 2012

UMA BELA EXIBIÇÃO - Com um sabor amargo.

   Infelizmente, não pude ir ao Estádio apoiar o Benfica como gostava, questões laborais assim o determinaram, pois esta equipa tem merecido muito mais do que aquilo que os seus adeptos lhe têm dado.
    Foi de facto um bela exibição do Benfica, com um Ola John em grande, um Garay imperial e um Cardozo tão, mas tão injustiçado goleador, mas teve um sabor muito amargo, fruto da inesperada sobre o Barcelona, o que vem complicar  muito as contas, pois assim embora dependendo de si, terá forçosamente de ganhar em Camp Nou, tarefa herculiana essa, há que reconhecer.
    Mas o Benfica terá de pensar é em ganhar ao Celtic e depois ver o que dá a última jornada, porque embora não seja o desejado, há que pelo menos confirmar aquilo que para já está garantido, o mal menor que é saltar para a Liga Europa.
 Mas vamos ao jogo:
BENFICA 2 SP. MOSCOVO 0 - Uma boa entrada do Benfica em jogo, tendo começado a querer pressionar na frente, a ter bola, tomando desde cedo as rédeas do jogo, mas alguns desiquilibrios defensivos, fruto de algum nervosismo da equipa  e do jovem André Almeida, fizeram que rapidamente a equipa perdesse algum e discernimento.
    Talvez por isso, foi o Spartak a primeira equipa a criar uma grande oportunidade, salva por Artur, que tendo poucas intervenções durante o jogo, foram todas elas decisivas e em situações de grande perigo, isto já depois de logo aos 2 minutos, ter sido sonegado ao Benfica .
    Contudo, aos poucos, a equipa foi-se encontrado, depois de uma grande perdida de Salvio, após defesa valorosa do GR russo a remate de Lima, factor que não fora  desacerto e alguma falta de entendimento dos avançados, que caiam muitas vezes na mesma zona e que complicava o bom trabalho ofensivo de Enzo e companhia.
    Os lances de perigo eram agora alguns, mas raramente os pontas de lança se colocavam em posição de finalizar, pelo que o intervalo chegou com um nulo no marcador.
Na 2ª parte- Entrou aquele que gostem ou não do estilo, é o grande matador do Benfica, a referência de área e um marcador de golos por excelência, Tacuara, Óscar Cardozo, com a sua presença na área, Lima apareceu mais por trás e caia ora na zona interior esquerda, ora na direita, isso baralhou por completo a defesa adversária, com isso o crescimento de Ola John que tinha agora uma referência para fazer uso da sua enorme capacidade de ruptura no 1x1 e de cruzamento, muito preciso no passe este jovem, o qual está a crescer a olhos vistos, a mostrar porque razão o Benfica tanto investiu nele e a fazer perceber, aqueles que rapidamente rotulam os jogadores, sem perceber que por vezes, o tempo é necessário, num jogador habituado a um estilo completamente diferente, para além da sua juventude.
    O futebol do Benfica ganhou fluidez, velocidade e imprevisibilidade e foi após um belo cruzamento da esquerda que Cardozo ganhou nas alturas e cabeceou para o fundo das redes, estava feito o golo que a equipa já merecia.
   Com o 1 a 0, o Benfica tranquilizou e salvo um ou outro susto, fruto também de um crescimento necessário do meio campo benfiquista, em que também é preciso tempo, partiu para 30 minutos de grande capacidade, em que poderia ter marcado vários golos, tantas foram as ocasiões.
     Perante tamanha qualidade não estranhou que surgisse o 2º golo, Ola John que se entreteve a partir os rins aos seus adversários, em mais uma das suas belas iniciativas, colocou a bola no grande goleador e Cardozo resolveu.
    Cardozo estava imparável, fazia um jogaço, criava oportunidades, falhava alguns lances de golo porque está no sítio e cria muitas vezes ele o espaço, algo que alguns idolatrados não fazem e que pena foi ter falhado o penalti que ele próprio conquistou numa grande iniciativa individual.
    Devido a esse penalti, os russos ficaram reduzidos a 10 e então, a partir daí, o Benfica ficou a dever assim mesmo mais golos que mereciam e justificavam.
    Parabéns ao Benfica, aos jogadores e treinador, por esta bela noite europeia e vamos confiar que a sorte que não tivemos nesta jornada, apareça na última, a ver vamos.
  Pela positiva: Ola John, que crescimento, fruto de um treinador que nesta matéria manda bofetadas de luva branca a uns quantos, Garay imperial na defesa, Enzo, apesar de contratado a época passada, é uma das grandes aquisições desta temporada e como não podia deixa de ser Tacuara, mais 2 golos, mas enfim, basta estar 1 ou 2 jogos sem marcar e a memória curta de uns quantos entendidos em futebol, voltarão aos disparates.
  Pela negativa: Foi mesmo a derrota inesperada do Barcelona, que complica em muito as contas do Benfica, para que os tais experts, que tanto criticaram pelo empate em Glasgow, pensem antes de dizer sucessivamente disparates.
  Arbitragem: Deplorável, mal auxiliado, incrível o fora de jogo a Rodrigo numa jogada de extremo perigo, um penalti nas barbas daquelas estátuas atrás da baliza por assinalar e uma permeabilidade disciplinar com a extrema dureza dos russos, mau demais para uma Liga dos Campeões.
    Termino dedicando esta vitória ao Ary do Sp. de Moscovo, talvez agora nos ache mais fortes.

5 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Concordo plenamente com o que dizes, amigo Jotas!
A derrota do Barça é que não estava no programa, mas enquanto há vida há esperança.

Abraço.

Fura-Redes disse...

Como é que o Barcelona foi perder com aqueles toscos do Celtic. A sério, uma das grandes surpresas do ano

zeparafuso disse...

Vamos ver se não será mais dificil ganhar ao Celtic, que ao Barcelona. Tenho fé, acredito, que o Benfica até possa ganhar os dois jogos. Tem equipa para isso. Os jogos que o SLB perdeu, não mostrou em nenhum deles ser inferior aos seus adversários. Perdeu com o Barcelona em casa, mas não mostrou ser inferior em jogo jogado, apenas o Barça foi mais concretizador. Se o Benfica, nos jogos que faltam, for tão aproveitador e acertar na baliza adversária como o Barcelona fez na Luz, não tenho dúvidas que ganhará os dois jogos. Equipa? Temos!!!
Força Benfica!!! Benfica Sempre!!!

Nuno Silva disse...

Dificilmente o SLB pontua em Barcelona, pelo que...

... pode ser que vão finalmente a uma final europeia na Liga Europa... depois agradeçam ao Pinto da Costa o seu poder de influência.

Jotas disse...

O finalmente seria apenas a 9ª final europeia, algo que só mais 5 ou 6 equipas se podem gabar.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista