sábado, 17 de novembro de 2012

BENFICA VINGA SPORTING - Contra duas equipas.

   O Benfica vingou a eliminação do Sporting na Taça de Portugal, com uma vitória incontestável contra duas equipas, a do Moreirense e a de arbitragem.
   De facto, Duarte Gomes, esteve ao seu nível, tentou de tudo para que o Benfica não chegasse ao golo e quando se começa uma crónica pelo árbitro, é porque de facto foi miserável.
   Fingiu que não viu penalti sobre Lima ainda antes dos 10 minutos, pouco tempo depois ignora outro sobre Luisinho, não satisfeito, consegue transformar um livre à entrada da área por faltíssima sobre Bruno César, num amarelo ao jogador benfiquista, aliado a esse facto, a disparidade no critério disciplinar, entradas a roçar a violência dos jogadores do Moreirense valeram apenas amarelo, quando travavam jogadores do Benfica em jogadas de perigo nada de cartões, mas aos jogadores do Benfica conseguia mostrar amarelos em faltas junto à área do adversário, ou seja em lances sem qualquer perigo, lamentável, vindo de um árbitro que não me esqueço, foi o único até hoje que me fez sair do estádio bem antes do termino do jogo, refiro-me a um Benfica - Sporting, que com o célebre penalti fantasma de Jardel, conseguiu conduzir o Sporting ao empate, mais um vigaro com apito.
  MOREIRENSE 0 BENFICA 2 - Quando uma equipa, com tanta mudança, algumas por opção técnica, mas grande parte por lesões, consegue ganhar com alguns momentos de bom futebol, contra duas equipas em vez de uma, está tudo dito quanto à forma categórica como ganhou este jogo.
    Mais uma vez Jorge Jesus esteve muito bem na gestão do plantel, algo que era acusado de não fazer, mas estranhamente, agora, esses que tanto lhe bateram, são os mesmos que o acusam de estar a facilitar, eu digo que Jorge Jesus, está a transmitir aos seus jogadores, uma clara demonstração de confiança em todos eles e os jogadores estão a responder de tal forma, que começa a ser já difícil de diferenciar titulares de suplentes, com tudo o que de positivo isso representa.
    Entrou muito bem o Benfica no jogo, percebendo que o centro do terreno estava demasiado povoado, fruto da densidade defensiva  do Moreirense, tentava criar desiquilibrios nas alas, embora quer Nolito, quer Gaitan, não estivessem particularmente inspirados, mas contavam com o apoio dos laterais e dos próprios avançados que fugiam da zona central para ganhar mais espaço e zonas laterais.
    Estas movimentações baralharam o adversário, porque jogava com 3 centrais e estes viam-se sem qualquer referência para marcar.
   Apesar de tanto domínio e com o árbitro a ignorar penaltis, foi uma tremenda injustiça chegar ao intervalo com o nulo no marcador.
  Na 2ª parte - O Benfica entrou da mesma forma no jogo, o bloco defensivo continuava muito subido, o que permitia roubar a bola em zonas adiantadas do terreno e ao mesmo tempo impedir o Moreirense de criar qualquer jogada de perigo, de facto, até ao golo do Benfica, não se viu Paulo Lopes.
   O golo esse surgiu num lance de bola parada, com Matic na ressaca a rematar forte e apesar de Ricardo Fernandes ter tentado evitar o golo, mais não fez que o confirmar e como o Sérvio e o Benfica já o mereciam, Matic foi um gigante no meio campo, quer na recuperação da bola, quer ao ser o primeiro jogador a iniciar a 1ª fase de construcção do jogo ofensivo da equipa.
    Vendo-se em desvantagem, finalmente o treinador do Moreirense abdicou do autocarro, lançando Pablo Olivera, carrasco do Sporting e de seguida Wagner, o outro carrasco, só que  solidez do Benfica mantinha-se, embora descendo mais o bloco, de forma estratégica no sentido de aproveitar algum espaço dado pelo adversário.
    Depois veio a já habitual quebra de Luz em jogos fora do Benfica, que parou o jogo durante quase 20 minutos, pausa essa que pelo que foi o jogo no seu reinicio, me pareceu ter sido prejudicial a um Benfica que até então mostrava um ritmo forte.
    Esta foi seguramente a melhor fase do Moreirense, embora de curta duração, que apenas criava algum frissom nos muitos livres laterais que Duarte Gomes ia arranjando, mas exceptuando um perigoso cabeceamento e Ghilas, que roçou a trave, nada mais criou.
   Mas curiosamente, agora com mais espaço e algumas transições ofensivas com igualdade ou superioridade numérica, mas inconsequentes e normalmente mal definidas.
   O jogo parecia já ganho, mas mesmo assim, ao cair do pano, Gaitan arranca pela esquerda, passa por um adversário e entrega de bandeja ao recém entrado Cardozo, que mais uma vez marcou, fazendo o 2 a 0, bastando para tal estar 15 minutos em campo, enfim, ainda há uns quantos sei lá o quê que o assobiam.
   Vitória justa do Benfica que vingando o Sporting segue em frente na Taça de Portugal, num jogo que assinalou o regresso do capitão Luisão, que esteve em bom plano e certamente tão feliz como os benfiquistas por ter voltado a fazer o que tão bem sabe.
   Pela positiva: A dinâmica e jogo do Benfica, numa equipa com muitas ausências importantes e o regresso de Luisão.
  Pela negativa: Duarte Gomes, fez de tudo, mas teve o azar de ter pela frente um grande Benfica.
  Arbitragem de Duarte Gomes: Lamentável, já disse tudo no início do post.

15 comentários:

Anónimo disse...

Será o 73?

Anónimo disse...

Qual é o clube com títulos em Portugal?

Anónimo disse...

...todos menos o benfas. Os que têm são todos gamados.

Jotas disse...

Lá tá o morcão do clube que recebe árbitros em casa e especialista em fruta a dar a importancia ao Benficade acordo com a sua grandeza. Só me resta agradecer, do fundo do coração, a enorme importância e atenção que dás ao Benfica e que eu nunca darei a quem está tão intimamente ligado à corrupção.

Fura-Redes disse...

Carrega Benfica! Rumo ao Jamor

Anónimo disse...

O clube com nome de freguesia que tem um presidente condenado pela Justiça tem menos títulos que o FCP?

Ricardo/águia_livre disse...

Grande jogo do Benfica com Matic a fazer esquecer Javi Garcia.
Alguém se lembrou desse fantástico jogador?
Duarte Gomes dizem que é benfiquista mas eu não acredito. Só não podia anular o auto-golo, porque se calhar até vontade disse tinha tal a vontade que mostrou em prejudicar o Glorioso.

Saudações desportivas.

Jotas disse...

Títulos comprados? Não obrigado, ao contrário de alguns não nos revemos na corrupção, mas lá está cada um se revê no que mais se adequa ao seu modo de estar.

Anónimo disse...

Então e os títulos salazarentos do clube com nome de freguesia?
Foram comprados? Não. Foram oferecidos.

Anónimo disse...

Jotas, para quê dar trela a um atrasado mental como esse adorador da fruta?

Jotas disse...

Toda a razão, até porque é daqueles que comprou a treta do Salazar que lhe venderam e se lhe perguntar quem foi Salazar fica engasgado e só indo a wikipedia é que consegue responder, deve ser mais um puto estupido.

MAGALHÃES-SAD-SLB disse...

Boa primeira parte do Benfica e dever de passagem de eliminatória cumprido na segunda.

Má arbitragem de Duarte Gomes, em claro prejuízo do Benfica.

Porque será que não simpatizo com árbitros que se dizem adeptos do Benfica??

Abraço Glorioso!

Manuel Oliveira disse...

Amigo Jotas, apaga esses comentários corruptos que vêm para tentar gozar o clube que é claramente melhor que o deles em tudo!
Sobre o jogo, é como dizes, já quase não se distinguem titulares de suplentes, salvo um ou outro caso.

Abraço.

Anónimo disse...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra generique
http://commanderviagragenerique.net/ achat viagra
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra generico
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ acquistare viagra

Anónimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra achat
http://prezzoviagraitalia.net/ viagra generico
http://precioviagraespana.net/ viagra

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista