sexta-feira, 7 de outubro de 2011

O TÉDIO DE TÃO LONGA PARAGEM - Mas a hora é de Selecção.

   Todo este tempo de paragem do nosso campeonato, devido aos compromissos da Selecção Nacional, é um tédio tremendo, faz falta a adrenalina patente nos jogos dos nosso clubes, faz falta ver a nossa equipa ultrapassar determinado obstáculo e a expectativa que a outra escorregue, ainda por cima, numa época que promete competitividade e emoção até ao fim.
    Mas a hora é de selecção, também ela numa fase decisiva para o apuramento para o Europeu, confesso que adoro assistir aos europeus e mundiais e sem Portugal, a emoção não é a mesma, aliás, começo a sentir falta daquele apoio maciço que se via na era Scolari, em que cada jogo da equipa das quinas era uma festa, com uma comunhão de um povo em relação a uma equipa como nunca se havia visto.
    Depois da triste e penosa era Queiroziana, sucedeu-lhe Paulo Bento, um treinador com capacidade, que devolveu um futebol consistente e devolveu bons resultados à equipa, mas que continua tal como no Sporting, a criar demasiados atritos com jogadores.
    Se a novela Ricardo Carvalho lhe confere razão, pois a opção de quem joga em detrimento de quem tem de ser sempre do treinador e o facto de não se ser opção nacional não pode nunca ser razão para desertar, sob pena de nos sujeitarmos a convocatórias de 11 jogadores, casos há cuja explicação consistente não existe.
   Não se percebe porque razão, o melhor lateral direito português, que joga regularmente numa das melhores equipas europeias da actualidade, demonstrando estar num belo momento de forma, não é opção para o seleccionador, assim como não se percebe, como pode um jogador alegar motivos pessoais para não vir à selecção, quando se tem pela frente duas finais, refiro-me a Danny, ainda por cima quando se sabe que o grande problema foi uma quisto sebáceo.
   Não se percebe ainda, como pode um dinossauro que há muito devia ter dado lugar a quem sabe e aos mais novos, Amândio de Carvalho, tem o descaramento de proferir tão ignóbeis declarações sobre a ausência do jogador do Zenit, em que nada disse, apenas confirmando que não há autoridade e rumo nas selecções nacionais.
    Portanto e apesar dos resultados estarem do lado da equipa e do treinador, muitos casos há para serem devidamente explicados, sob risco de comprometer os nossos objectivos, ou em caso de presença no europeu, se começar com muitos equívocos, com consequências imprevisíveis.
   Paulo Bento para se confirmar plenamente, tem de começar a lidar com situações de stress e com os problemas com os jogadores de uma forma diferente, embora lhe reconheça alguma coerência.
   No entanto para já, o que interessa é que Portugal mais logo, entre com o pé direito na primeira das duas finais que tem pela frente, vencendo hoje, o play-off fica desde já garantido e o apuramento a um pequeno passo.
  Força Portugal, queremos-te no Europeu.

3 comentários:

magalhães.Sad.SLB disse...

Concordo com a análise Jotas... sempre simpatizei com o PBento mas existem situações que não compreendo nem sei a quem servem??? Um Exemplo disto a não convocação de Bosingwa ( de longe o melhor lateral direito Português), NÃO QUESTIONO O TREINADOR, É O QUE TEMOS AGORA, QUE VAI "PICANDO" O BENFICA mas a FPF precisa de uma vassourada, só não sei é se esta será implementada por Fernando Gomes, próximo Presidente da FPF.

Ainda assim e sempre: FORÇA PORTUGAL!!

carlos disse...

hOJE SOMOS DO MESMO.melhor lateral direito para mim também é, embora o joao pereira tenha feito grandes jogos na selecção, ainda melhores que no Sporting.HOJE FORÇA PORTUGAL

Sakana disse...

Ó ARTURINHO...ESTÁS A FICAR MAL, MEU SAKANA!!!

WWW.SAKANAGEM69.BLOGSPOT.COM

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista