terça-feira, 25 de outubro de 2011

BALANÇO DA LIGA - Após 8 jornadas.

   Estamos ainda numa fase prematura da época, com tudo por definir e decidir, onde, ao contrário de outras épocas não muito distantes, o equilíbrio tem sido a nota dominante, o que confere maior emoção e gaúdio aos amantes do futebol e das respetivas equipas, basta ver que entre o 1º  e o 5º classificados, apenas 3 pontos os separam e que bonito é assistir a uma prova assim, apenas desejo que não haja mais interferências externas à produção das equipas, de modo a permitir que no final, possamos dizer que venceu o melhor e tenhamos a capacidade de saber dar os parabéns ao vencedor e poder honrar os vencidos pela sua dignidade no campeonato.
    Apesar do Marítimo e do Braga estarem neste lote de 5 equipas separadas por 3 pontos, pelo que me tem sido dado a ver, parece-me que mais tarde ou mais cedo, a luta será a 3 ou 4, pois não me parece que o Marítimo tenha estofo para estar muito mais tempo nesta posição e o Braga irá dizer ao que vem nas próximas jornadas em que defrontará Benfica, Porto e Sporting, para mim os mais sérios candidatos ao título.
   O Benfica desta época dá sinais de ser um forte candidato, não é a equipa com a espetacularidade da época do último título conquistado, mas parece-me uma equipa mais realista e madura, que aborda os jogos com seriedade, preveligiando mais a posse de bola em vez das transicções rápidas e futebol avassalador.
   O próprio dispositivo tático da equipa parece-me diferente, mais consistente e com um meio campo mais preenchido, com Witsel, pela sua acção quer nos equilíbrios defensivos, quer nos desdobramentos ofensivos, a ser uma unidade fundamental no futebol do Benfica.
  O Benfica é a única equipa portuguesa e das poucas na Europa que ainda não perdeu em jogos oficiais e já defrontou fora o campeão nacional, já jogou com o campeão inglês, com o vice-campeão holandês e vencedor da Taça e Supertaça do seu país e a verdade é que nesses jogos mostrou estar a um bom nível.
  O Sporting transfigurou-se por completo após um mau início de temporada, embora com algumas razões de queixa das arbitragens, a verdade é que o seu futebol não tinha chama, apresentava-se desligado e os índices de confiança dos jogadores eram nulos.
   Bastou um jogo para dar o clique que por vezes se precisa e esse jogo foi o de Paços de Ferreira, em que o recuperar de uma desvantagem de 2 golos em 15 minutos e a equipa ter nesse mesmo jogo em estado de coma à beira de um KO e ressucitar, deu-lhe o querer e a alma que precisava.
   Ao contrário de algumas pessoas, gosto de ver e tentar perceber o futebol com alguma imparcialidade e como não sou movido por sentimentos anti, nem ódios ridículos, julgo que isso me permite ver as coisas com algum realismo e é por isso que não me custa nada e tenho a capacidade de reconhecer onde outros mostram incapacidade, que este Sporting actual, é a equipa que apresenta o futebol mais espetacular e avassalador de todos os candidatos ao título, fazendo-me lembrar o Benfica campeão em termos de fome de golos e de velocidade de jogo, embora esta equipa leonina seja menos consistente no seu futebol que o Benfica campeão.
   Lamento apenas, que os adeptos do Sporting no geral, tenham tido imensa dificuldade em reconhecer isso em relação ao Benfica, lá está, porque quando se é movido por sentimentos anti, normalmente não temos descernimento nem capacidade para ver as coisas como elas são.
   O Porto, em termos exibicionais é talvez a equipa mais irregular, capaz de bons jogos, com índices de produtividade elevados e depois, noutros jogos, a equipa parece cansada e incapaz de produzir um futebol com ritmo elevado.
    Contudo, a qualidade do seu plantel é elevado, apresentando muitas e boas alternativas quer nas alas, quer no meio campo, conforme se viu nesta última jornada, mas tem na minha opinião um ponto mais fraco que os seus mais directos rivais, o treinador, que me parece bem mais limitado que os do Benfica e Sporting, o que se pode revelar decisivo num campeonato que se prevê muito equilibrado.
   O Porto tem sido favorecido por um calendário bem menos exigente, não tem um ciclo chamado complicado durante a 1ª volta, não conseguindo mesmo assim destacar-se dos seus mais diretos opositores, a sua 2ª volta em teoria mais complicada, pode ser um revés para si.
  Já o Benfica vai ter após o jogo com a Olhanense um ciclo muito difícil, jogará em Braga, recebe o Sporting e vai ao Marítimo, julgo que será o decisivo teste às reais capacidades e ambições do Benfica, se passar esta fase com pelo menos 6 pontos conquistados, o que lhe irá permitir continuar na linha da frente colado aos outros candidatos e atendendo á 2ª volta mais acessível que vai ter, o Benfica torna-se um candidato ainda mais forte.
   O Sporting, após passar esta fase com jogos mais acessiveis e que muito contribuiram para o aumento da sua moral, terá a partir do jogo do Benfica um ciclo muito complicado, com Braga e Porto a fazerem também parte do seu menú e se após essa fase continuar ali colado na luta, teremos então um sério candidato.
   Iremos ter por isso muito emoção até ao final da 1ª volta e aí sim, teremos então um noção mais precisa e realista, de quem serão os mais sérios e fortes candidatos ao título, julgo mesmo que quem acabar esta fase na liderança, muito dificilmente não será o próximo campeão.

4 comentários:

mWo disse...

Amigo Jotas, concordo com o seu brilhante post na sua grande maioria. Mas na minha opinião sincera e mais imparcial possível, acho que o Sporting ainda é muito "fogo de vista" e basta ver os números e as estatísticas. As 5 vitórias que tem na Liga são todas contra equipas do meio da tabela para baixo, e apenas duas delas foram por margem alargada (Setúbal e Gil Vicente). Quando jogou com o Marítimo (5º) perdeu e contra o Olhanense (6º) empatou, se bem que foram prejudicados. Para mim, vai-se ver o verdadeiro valor deles a partir do Derby na 11ªJornada que é quando comeÇam os jogos verdadeiramente difíceis.

Abraço

troza disse...

Mais um grande post.

Eu acho que o Benfica nesse ciclo de jogos pode conseguir um resultado positivo com 6 pontos se 3 deles forem frente ao Sporting... é uma vitória que vai além dos 3 pontos (moralização/desmoralização do adversário, vantagem sobre um rival que ameaça ser muito perigoso este ano...)... claro que, para mim, a perder seria o jogo frente ao Marítimo já que o do Braga também vale mais que os 3 pontos... só que o Braga é fora e por isso eu digo... resultado positivo é a partir dos 7 pontos (empate em Braga e vitória nos outros dois jogos).

último! disse...

Dá.lhe Jotas os lagartos estão todos excitados com o jogo do Benfas que esquecem de ganhar já no próximo, vai uma aposta?

Bruno Pereira disse...

Caro Jotas,
Discordo ligeiramente em alguns pontos, nomeadamente os 6 pontos nesses 3 jogos. Ganhar em casa ao Sporting é imperial, tal como pontuar em Braga e ganhar no Funchal. Pelo meio haverá jogos da Champions e não estou a ver que tipo de gestão poderá ocorrer caso não asseguremos o apuramento no próximo jogo da Champions (facto em que acredito). Não concordo também que o Sporting possa ser comparado ao Benfica de à 2 anos. Nem pensar! Uma andorinha não faz a primavera e a equipa de Alvalade ainda terá muito para mostrar para poder "dizer", como já dizem os seus adeptos à boca cheia, que está em condições de ombrear com Porto e Benfica. Compare-se as unidades do Sporting uma a uma com as de FCP e SLB. Notar-se-á muita diferença. Em seguida passe-se para o banco. Diferença abismal que apenas não se faria notar se o Sporting fosse eliminado muito cedo da Liga Europa - não me parece que vá acontecer. Quanto à maturidade da equipa do Benfica este ano...a anos luz da existente no ano passado e da do Sporting deste ano...mas...futebol é futebol e são 11 para cada lado! A ver vamos ;)

Abraço,
Bruno Pereira
http://orgulhosamentelampiao.blogspot.com

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista