sexta-feira, 26 de novembro de 2010

CHAMPIONS JA PASSOU - A vida continua.

--- A Champions já foi, agora chegou a hora de reapontar baterias para a Liga, onde existe uma posição a defender e dela depende senão o êxito desportivo, o financeiro, pois como sabemos o 2º lugar, objectivo realista, revela-se de extrema importância por via do acesso a maior competição na Europa de clubes.
     Ao passar por alguns blogues, fiquei estupefacto com algumas reacções e movimentos extremos contra tudo e todos, como que a pedir uma revolução, apelando a concentrações que visem destituir que gere os destinos do clube. Aviso já que não contam comigo para isso, não me associo a movimentos destrutivos, de gente que nos maus momentos mais não faz do que pedir cabeças, servindo muito mais para desestabilizar, do que para construir, o Benfica não precisa de adeptos para os bons momentos, mas sim de benfiquistas para todos os momentos, sempre com o firme sentido de ajudar a equipa a evoluir e na defesa da imagem do clube, mesmo que tenhamos como eu fiz, de por vezes criticar o que achamos que funciona mal, assim não só não me revejo em tais atitudes, como as acho de mau tom e de uma cobardia atroz e não de benfiquismo, porque disso, a mim não me dão lições, como tal, este espaço não serve para isso.
    Parece ate que há pessoas, talvez saudosas dos tempos de Damásio e Vale e Azevedo, que estão associadas a certos movimentos, geridos por pessoas com ambições em assumir os destinos do clube e que se aproveitam da ingenuidade de alguns, os tais que se refugiam na toca quando os resultados são bons e quais salvadores da pátria, na ânsia de poder, metem a cabeça de fora procurando a sua oportunidade para se apoderarem de um cargo muito apetecível, sempre que surgem os maus resultados.
   Posto isto e virando-me para o essencial, cabe o grupo de trabalho benfiquista, unir-se, trabalhar para que as coisas melhorem e para pelo menos, apresentar um nível exibicional e de resultados, mais de acordo com a valia do plantel e dos pergaminhos do clube.
   Assim, este jogo de Aveiro, pode vir a ser crucial, pois em caso de derrota, a contestação aumenta e a confiança nas potencialidades da equipa, vinda dos próprios atletas, pode baixar a níveis preocupantes, que conduzam a equipa a uma onde de resultados ainda mais catastrofica e o meu forte desejo (ao contrario de alguns que se dizem benfiquistas) vai no sentido de evitar que tal aconteça.
   Assimilada a eliminação da Liga dos Campeões e com a Liga Europa no horizonte e ainda muita para tentar vencer, a equipa tem de aceitar esse facto e partir para uma limpeza da imagem deixada, uma equipa que se exibiu a níveis que roçaram a perfeição na conquista do 32º titulo nacional, tem forçosamente de valer e jogar mais e eu creio que se surgir uma serie vitoriosa, a confiança volta e com ela os bons resultados.
   Espero ainda, que os adeptos do clube, não entrem na onda jornaleira que agora procura arranjar casos em todos os cantos e que sejam adultos, pensando e analisando pelas suas cabeças, sem se emaranharem na catadupa de aldrabices e tentativas de desestabilização, bem orquetsradas, diga-se, que surgirão diariamente na comunicação social.
   Nesta semana há também um sempre apetecível clássico, o Sporting recebe o Porto e este jogo fica desde já marcado pela sempre presente incoerência do Presidente leonino, que depois de se ter referido a João Moutinho como maça podre e de atitudes inqualificaveis, surge agora a classifica-lo como excelente profissional, o que a mim me custa a compreender.
   Entendo que se o Moutinho tivesse sido transferido para o Benfica, Bettencourt não teria margem para vir em sua defesa, mas, sendo agora jogador do Porto, em nome da usual subserviencia e da sã convivência, eis que em mais um acto de vassalagem, surge a tentativa de apaziguamento dos adeptos para com um atleta que ele próprio o havia classificado como traidor, estão a ver mesmo, num cenário idêntico, o Presidente do Porto ter semelhante atitude, não estão?.
   Mas, apesar dessa incoerência, de uma coisa estou certo, o Presidente do Sporting falou com boas intenções, ou seja, no sentido de acalmar os ânimos e para que tudo decorra com normalidade, assim não entendeu Villas Boas ( se fosse o Jesus, a ter as atitudes que este já teve, seria rotulado de arrogante, principalmente pelos adeptos leoninos, assim...) e o treinador portista, apressou-se a mostra a sua desconfiança por tão nobres palavras, chamando desse modo mentiroso e mal intencionado a Bettencourt, o que diga-se, foi algo já antes feito pela estrutura portista em tempos não muito longínquos,  porque nobreza, como sabemos, como palavra e atitude, não existe no vocabulário portista.
   Contudo, este pormenor, não preocupa, nem irrita com toda a certeza as hostes leoninas, afinal de contas, a origem desta agressividade veio do clube amigo e que tanto veneram, como bons católicos, estou convicto, que mais uma vez, estão prontos a dar a outra face.
   Quero ainda dizer que não me preocupa, nem quero saber, nem tenho desejo por qualquer resultado no Sporting - Porto, desejo sim, que o meu Benfica recupere da mossa de Israel e vença em Aveiro, só assim se pode reerguer.
  Para terminar, um pequeno comentário ao sorteio da taça, há quem diga que os sorteios são sorte ou azar, contudo, estranhamente, a sorte sorri sempre aos mesmos, já na temporada passada, o Porto só nas meias finais apanhou uma equipa da 1º Liga, este ano vai pelo mesmo caminho, parece a historia da bola quente e fria, apenas não sei qual será a bola quente, se a do Porto se a do Juventude. 

6 comentários:

margaridabenfiquista disse...

concordo plenamente Caro Jotas!!!!

é sempre um prazer ler o que escreves, venho sempre aqui embora não comente muito
..

lobos do mar disse...

Obrigado por ter passado pelo blog, caro Jotas... Boa sorte também para o Benfica.

SirRik disse...

Excelente...

Muito bom mesmo ler o que escreves.

É sempre bom saber que alguém partilha as mesmas angustias e que acima de tudo o amor pelo Benfica é TUDO.

Parabéns!

Coração Encarnado disse...

Sempre excelente, sempre elevado, o meu sincero acordo.

Um abraço, caro "Jotas"

Bruno Pinto disse...

Caro Jotas,

Sempre aziado em relação ao grande FC Porto...
Eu acho que a culpa de o Benfica não jogar nada é do árbitro. Só assim se explicam resultados como a banhada no Dragão e a goleada em Israel frente àquela grande equipa europeia. A culpa é do sistema.

Ontem o FC Porto só não ganhou porque o árbitro não deixou: golo sportinguista em fora-de-jogo, não expulsão de Maniche por agressão a Moutinho e expulsão errada de Maicon, que não cometeu qualquer falta. Mas aqui é porque o árbitro é humano e errar é humano.. É ou não é?? Grande Jotas...

Jotas disse...

Caro Bruno Pinto, apenas lamento que na temporada passada, tenhas andado longe daqui, estiveste doente?

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista