domingo, 22 de fevereiro de 2009

JORNADA DE DERBY - Sporting a mais, para Benfica de menos

--- Numa jornada marcada pelo derby lisboeta, houve muito Sporting, para pouco Benfica e quando assim é, nada mais resta do que ter o fairplay necessário e dar os parabéns aos justos vencedores.
SPORTING 3 BENFICA 2 - Numa 1ª parte essencialmente equilibrada, o Sporting entrou melhor no jogo, ante um Benfica demasiado expectante, mas oportunidades não havia, até que Liedson, abre o livro com um sensacional golo, num pontapé fantástico. Com a desvantagem o marcador, o Benfica reagiu bem, começou a ter mais posse de bola e aos poucos marcava mais presença no meio-campo adversário e após uma bola no poste com um cabeceamento de Yebda, Polga de forma algo infantil, faz penalti indiscutível sobre Suazo e a igualdade que nesta altura o Benfica já justificava.
Depois, poucas oportunidades houve até ao intervalo, com excepção a um lance passível de grande penalidade, cometido por Maxi Pereira, que também de forma infantil, coloca o braço na bola, desviando-a intencionalmente da sua trajectória, ainda bem, que este lance não influiu no resultado, à semelhança do penalti sobre Yebda na 1º volta.
Na 2ª parte, tudo mudou de figura, o Sporting entrou forte e foi embalado pela felicidade de marcar logo no recomeço da partida por Derlei e com o 2 a 1, o Benfica não mais conseguiu reagir, a moral da equipa leonina estava em alta e o meio-campo benfiquista, sempre em grande inferioridade numérica, não conseguia ter a posse de bola, para além disso, o Sporting atacava fortemente pelo lado esquerdo, fazendo cair ali Izmailov e Vukcevic e posteriormente Pereirinha, ante um David Luíz, desastrado é verdade, mas também tremendamente desamparado, perante a inércia dos seus colegas e até do seu treinador, que ao ver a aposta clara da equipa da casa, devia colocar alguém na ajuda à cobertura do lado esquerdo da sua defesa, não o fez e naturalmente, após 2 oportunidades claras de golo, o Sporting chega ao terceiro golo, novamente Liedson, agora com um fantástico golpe de cabeça.
O jogo estava ganho, no entanto, Cardozo ainda reduziu a diferença, com um bom golpe de cabeça, golo esse que pode vir a ser importante em caso de desempate, já que no confronto directo, a vantagem é do Benfica.
3 a 2, foi o resultado final, numa justa vitória, que diga-se em abono da verdade, peca por escassa, tal o dominio leonino na 2ª parte, em que se destaca Liedson, sempre em grande contra o Benfica, Izmailov, mais um belo jogo e Moutinho, um senhor no meio-campo. No Benfica é difícil destacar alguém, talvez Maxi Pereira, que é de facto o jogador mais competitivo do Benfica 2008/09.
Olegário Benquerença teve alguns erros, bem no penalti sobre Suazo, mal no penalti de Maxi Pereira que ficou por marcar e beneficio da dúvida num possível penalti sobre Aimar logo no início da partida, na sequência dum lançamento de linha lateral e sobre Liedson, já na 2ª parte.
Julgo que um vermelho a Luisão, por chapada a Liedson e a Derlei que atinge intencionalmente Luisão com um pontapé por trás, não seriam mal mostrados, mas compreende-se a decisão de Olegário, porque o jogo foi globalmente correcto.
Quanto a este Benfica, preocupa o facto de não ter dinâmica de jogo, os princípios estão lá, os jogadores existem, mas a dinâmica colocada em jogo, é normalmente pouca, as excepções são raras e de facto quando elas existiram a equipa jogou, num entanto, julgo que a equipa continua na luta e se calhar poucos pensariam que tal fosse possível no principio da época, já que a desvantagem do Benfica perante os seus rivais era imensa, o Sporting e o Porto, apresentam uma estrutura consolidada à 2 épocas, mesmo treinador e mesma espinha dorsal da equipa, o Benfica começou de novo, por isso julgo que se mantiver a base, o Benfica na próxima temporada, será um candidato ao título, mais sólido e mais forte que esta época.
Para os que me acusam de facciosismo, basta ver que quando os jogos são como este derby, tenho a sensatez e o fairplay necessário de reconhecer o mérito do adversário e de lhe dar os parabéns pela vitória, deixando ainda a questão que se o Benfica ganhasse os últimos 3 jogos, com os casos e os lances com que o Porto os venceu, o que estariam neste momento a dizer ?
PAÇOS DE FERREIRA 0 PORTO 2 - Em mais um jogo marcado por casos, o terceiro seguido, o Porto venceu bem, até porque foi na 1ª parte superior ao seu adversário, embalado por Hulk, que é cada vez mais uma confirmação, velocidade, força e potência de remate, aliados à sua idade (22anos), fazem dele um diamante em ebulição.
O Porto entrou no jogo decidido a resolver cedo as coisas e Hulk, num misto de talento, que grande remate e alguma felicidade, a bola bate no pé de Ferreira e desvia a trajectória, fez o 1º golo da partida, que diga-se, já se adivinhava. O Paços só conseguiu reagir ao domínio do seu adversário, à passagem dos 35 minutos, enviando mesmo uma bomba à barra da baliza de Helton.
Na 2ª parte, o Paços entrou melhor, estava a reagir bem e o Porto tinha mais dificuldade em fazer as suas transições ofensivas, mas Ricardo faz grande penalidade sobre Hulk, num lance muito contestado pelos locais, mas que se aceita a decisão de Jorge Sousa, uma vez, que apesar de tocar na bola, este acaba por derrubar Hulk e aceita-se a decisão, porque a bola ficava ao alcance do jogador portista se este não fosse derrubado.
Com o segundo golo, o Porto voltou a ficar senhor do jogo e já de forma algo inesperada, o Paços marcou um golo, na minha opinião mal invalidado, uma vez que após cabeceamento de Tatu, a bola bate no braço de Carlos Carneiro, mas este não esboçou qualquer reacção, tinha até o braço encostado ao corpo. Num entanto, dificilmente o Porto iria perder os 3 pontos mesmo que esse lance fosse, como devia, validado.
A verdade porém, é que a equipa portista, num momento de equilíbrio da Liga, teve a felicidade de em lances de grande dúvida, ter todas as decisões a seu favor, e assim tem agora 4 pontos de avanço sobre os seus rivais, avanço esse, que pode ser a necessária alavanca para uma recta final cheia de moral do Porto. Tem a palavra o Sporting na próxima jornada.

4 comentários:

garanhão plus disse...

"Olegário Benquerença teve alguns erros, bem no penalti sobre Suazo, mal no penalti de Maxi Pereira que ficou por marcar e beneficio da dúvida num possível penalti sobre Aimar logo no início da partida, na sequência dum lançamento de linha lateral e sobre Liedson, já na 2ª parte".
Jotas nem acredito no que li. Beneficio da dúvida no penalti sobre o Aimar? Aquilo foi nas barbas do fiscal de linha, uma vergonha, se esse lance fosse marcado, ainda com 0 a 0, se calhar hoje estavamos a falar de um sensacional Benfica. Penalti sobre Liedson? Aonde?.
O sporting jogou melhor, é verdade, mas o Benquerença, como sempre, ajudou e muito, perduou ainda uma agressão de Rochemback e outra a Derlei, foi sim um habilidoso.

pedrove disse...

Caro amigo....boa visao de jogo, mais um post lúcido que conta tudo como foi, o ser BENFIQUISTA é isto, reconhecer a superioridade do adversário quando ela é evidente e livre de esquemas e favores sabujos.
Espero que esta vitória do recreativo do lumiar, para bem do campeonato seja seguida de outra no antro da ladroagem, isto evidentemente se o ENORME E GLORIOSO BENFICA fizer aquilo que lhe compete, que é ganhar ao Leixões.
EU ACREDITO
CARREGA BENFICA

carlos silva disse...

garanhão muda as lentes.a jogada do terceiro o golo é deliciosa, e o Sporting nessa jogada teve bastante falta de fair play, uma vez que um jogador do benfica(sidnei)estava no chão, e a jogada prosseguiu.

Desculpem a boquinha

Maestro disse...

Excelente post amigo.

Acho que o sporting foi globalmente melhor e o benquerença não teve influencia no resultado, apesar de alguns erros.

Quem me dera uma arbitragem destas do lucilio.

Esse sim, um verdadeiro ladrão.

Aquele abraço Jotas

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista