domingo, 29 de agosto de 2010

FINALMENTE A MERECIDA VITÓRIA - Há males que surgem por bem.

--- Finalmente a ansiada e já merecida vitória, num jogo com muito para contar e com um Benfica forte, determinado na busca dos 3 pontos, numa vitória incontestável e pelos números certos.
   Um jogo marcado pela estreia de Sálvio, ainda que curta e pela redenção de Roberto.
BENFICA 3 V. SETÚBAL 0 - Sinceramente, aos 20 minutos o meu comentário foi: " Mas que raio de bruxa nos rogou uma praga? " É que de facto a sorte não tem acompanhado a equipa, o Benfica entrou muito forte e determinado em inverter o rumo dos últimos jogos, marca cedo, nota-se que a equipa está embalada e que a questão seria por quantos vamos ganhar e de repente, vindo do nada, um atraso infantil e ridículo do Maxi Pereira ao Júlio César obriga-o a cometer penalti e a ser obviamente expulso, só não o seria como bem se recordam, se o seu nome fosse Vítor Baía e jogasse no Porto.
    Contudo há males que surgem por bem, foi este o caso, Roberto foi obrigado a entrar e a frio foi decisivo neste triunfo, ao parar o remate frouxo e denunciado de Hugo Leal e com isso, embora reduzida a 10 unidades, a equipa continuou em vantagem no marcador e uniu-se e é precisamente esse ponto um dos aspectos que quero realçar, a união da equipa em torno do objectivo dos 3 pontos, com uma entrega notável e um espírito de entreajuda digno de registo.
   Tais factos foram na minha perspectiva da máxima importância para o futuro deste Benfica, Roberto toma uma importante e esperemos que decisiva injecção de moral e confiança, tão necessária para quem ocupa aquela posição e os jogadores do Benfica calam algumas vozes críticas que já se erguiam e que punham em causa a união do grupo, no entanto, julgo que a resposta a esses críticos foi ontem dada de forma cabal, ou seja, a equipa foi amiga e solidária.
    Em inferioridade numérica desde muito cedo, temeu-se que o Benfica se pudesse afundar, afinal de contas, a equipa não estava psicologicamente forte e a confiança não era a mesma de uma equipa que venha de um ciclo vitorioso, daí a importância da defesa do Roberto.
  Até ao intervalo e apesar do Setúbal tentar ganhar as rédeas do jogo, a verdade é que apenas conseguiu ter mais bola, pois o jogo era o Benfica que o controlava e bem, através de uma boa ocupação dos espaços com as linhas muito próximas e o recuo de Saviola no apoio ao meio campo, ao mesmo tempo que não deixava Cardozo demasiado sozinho.
   Depois surgiu o outro momento do jogo, o golo de Luisão em cima do minuto 45, um golo que tranquiliza em definitivo a equipa e faz com que se desça aos balneários com 2 a 0 e a marcar um golo com menos um atleta e que injecção de confiança isso representa.
Na 2ª parte o jogo não teve muita história, um Benfica não dominador mas controlador e um Setúbal incapaz de criar supremacia no último reduto benfiquista. Jesus mexeu e muito bem na equipa ao intervalo ao retirar Saviola e colocando Amorim, o qual encostou mais na direita do meio campo e com isso o lateral setubalense ficou impedido de subir no terreno, Aimar encostou mais no apoio ao Cardozo e Gaitan abria na ala esquerda, esta mudança táctica foi decisiva no controlo do jogo do Benfica que consegue ainda ampliar a vantagem no marcador e impedir a equipa visitante de criar uma única oportunidade de golo, aliás, adivinhou-se sempre mais depressa um golo do Benfica que do Setúbal, que tendo um pouco mais de bola, nunca teve o controlo do jogo.
   Vitória inteiramente justa do Benfica, solidária, determinada e com a equipa a dar um inequívoco sinal que quer mudar o rumo do acontecimentos, no fundo aquilo que nós adeptos também queremos.
Pela positiva: A defesa de Roberto no penalti e as excelentes exibições de Aimar e Javí Garcia, enormes no meio campo.
Pela negativa: A desplicência de Maxi Pereira no lance da penalidade, poderia ter custado os 3 pontos.
Arbitragem de Vasco Santos sem mácula, dignificou o jogo e não complicou aquilo que os jogadores facilitaram.

11 comentários:

VHugo disse...

Pois é Jotas o futebol é bonito por estas razões, mas para mim o Roberto não provou nada ainda. O setúbal não fez cruzamentos para a área, logo não posso avaliar se já esta melhor ou não.


http://forcamagicoslb.blogspot.com/

águia_livre disse...

Vinha para comentar. Dizer algo que aqui não estivesse escrito. Li e ... desisti.

Fantástico artigo

JVG disse...

Foi bom para o Roberto ter defendido o penalty. Além de lhe elevar a moral, pôde sentir o apoio da massa associativa e também o dos colegas.
Porém, mais uma vez teve uma falha que só não dá golo, porque a bola é cortada pela defesa. No lance da marcação de um livre do lado direito do ataque do Setúbal, em que os jogadores estão todos alinhados junto à entrada da área e para onde a bola é dirigida, em vez de se manter entre os postes, sai disparado sem chegar a tocar na bola, já entretanto aliviada pela defesa. Se calha a ser ao contrário, ele não estava lá para defender.
Julgo que esta seria uma altura ideal para ele sair para outro clube a título de empréstimo.
Saudações.

Manuel Oliveira disse...

Totalmente de acordo amigo Jotas! Sei que já leste também o meu post por isso sabes que assim é.
Todos esperamos que tenha sido a injecção de moral que precisávamos.

Abraço.

Micaela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Micaela disse...

Esta tudo dito, só me concordar :D
Força Benfica

www.gloriosasfera.com disse...

Debates, Entrevistas, Discussão, Conversação, EM TEMPO REAL

Cria a conta do teu blog no Twitter Glorioso e marca hora com os seus leitores

http://twitter.gloriosasfera.com/

sloml disse...

É a tal coisa. Os portugueses passam do 8 ao 80 com uma rapidez... a verdade é que o Roberto apenas defendeu um penalty. Continua a ser o mesmo guarda-redes que era antes. Com muita pena minha, que continuo a achar que o Júlio César é o nosso melhor guarda-redes e que devia ser o titular, o Maxi lembrou-se de fazer aquele disparate e tirá-lo da baliza por pelo menos um jogo. Na próxima jornada, em Guimarães, lá teremos o Roberto na baliza. Bem, para bem do Benfica espero que esta tenha sido a injecção de moral que ele precisava e que a partir de agora seja o guarda-redes que todos desejamos.

PS: Há 3 anos aconteceu a mesma coisa num Benfica-Marítimo. Lembram-se? O Quim foi expulso, o Butt entrou e defendeu o penalty do Makukula. E não foi por isso que o alemão ficou com a baliza. Para reflectir...

Aires Mamedes disse...

Boas..

Realmente grande exibição, grande vitoria, grande entreajuda grande equipa!

O pobre coitado do Jimenez nao passou de besta a bestial so porque teve a felicidade de defender um penalty, o ar assustado e a falha destabalhoada sempre que sai dos postes nao desapareceu como ficou bem demonstrado num cruzamento logo a seguir no jogo..

a defesa do penalty nao fez com que se tornasse um super GR.. as fragilidades estao lá!!

Nao se compram jogadores de 8,5M€ para se trabalhar e formar.. por esse preço tem de ser um grande jogador ja com provas dadas e uma mais valia para a equipa!

Jogadores assim temos aos "pontapés" nas reservas e juniores.. e até bem melhores!

Esse GR pode-nos custar o campeonato.. infelizmente dps de defender um penalty será que vai ficar??

Cumprimentos,
Alexandre.

Águia Preocupada disse...

Roberto ficar? Livra! Quando parecia que JJ tinha tomado consciência das consequências a que a sua teimosia poderia levar o nosso clube, eis que alguma alma penada nos pregou mais uma partida! JJ ao declarar que "há males que vem por bem" faz-me desconfiar que vamos ter mais uns sustos e que Roberto não larga a baliza assim com tanta facilidade! Mas que mal fizemos nós a Deus para ter que aturar o diabo?!

AG disse...

Excelente post amigo Jotas.
Foi uma grande vitória do Benfica e poderá ser apartir daqui que venham mais vitórias e deixar para trás a má fase.
Quanto ao Roberto,ele não teve muito trabalho excepto o penalti que esteve realmente bem.Mesmo assim é dificil verificar se está melhor mas ainda tenho dúvidas quanto a isso.

Abraço

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista