quinta-feira, 19 de agosto de 2010

COMPETIÇÕES DA UEFA - Um grande Braga e um medíocre Sporting.

--- Foi uma semana europeia de contrastes para as equipas lusas, desde a sensacional vitória do Braga sobre o Sevilha, de longe o mais poderoso adversário que calharam em sorte aos clubes nacionais, a uma humilhante derrota leonina em casa ante uma equipa de um nível médio baixo na Europa do futebol.
   BRAGA 1 SEVILHA 0 - É justo começar pelo Braga, foi de facto uma importante vitória de afirmação na Europa deste clube.
   Se é verdade que os arsenalistas entraram bastante nervosos e até receosos do seu adversário, sempre mais preocupados em defender que atacar, também não deixa de ser verdade que o Sevilha criou muito pouco para tamanho domínio territorial, isto porque de facto o Braga é uma equipa compacta, muito unida e forte defensivamente, com 2 centrais de enorme categoria como são o Moisés e o Rodriguez, daí o nulo ao intervalo que se aceitava.
  Na 2ª parte, o jogo transfigurou-se, o Braga sentiu que fisicamente estava melhor que o adversário e no momento certo Domingos arriscou, tirando um homem do meio campo (Luís Aguiar), fazendo entrar Lima, alargando desse modo a frente de ataque, subindo a sua defesa que encostou no meio campo e impediu que os jogadores do Sevilha conseguissem virar-se para a sua baliza com a bola controlada e assim começou a ficar por cima do jogo e a dominar o seu adversário, chegando justamente ao golo por Matheus, num lance contudo irregular, pois o jogador bracarense estava em posição irregular.
    O Sevilha não reagiu, mostrava-se algo debilitado fisicamente e o Braga com mais felicidade poderia ter marcado o segundo, que a concretizar-se, seria também um castigo demasiado severo para os espanhóis, pois este jogo não foi muito fértil em oportunidades.
GENK 0 PORTO 3 - Deste jogo só vi a 1ª parte e alguns fogachos da segunda e o jogo estava algo aborrecido, com o Porto a dominar territorialmente mas sem criar muito perigo, enquanto o Genk tentava criar desiquilbrios através de contra ataques que também não lhe saiam bem, até que apareceu uma figura no jogo, o árbitro, desequilibrando completamente o jogo a favor dos portistas ao conseguir transformar uma falta ofensiva de Falcão em penalti, o qual foi concretizado pelo mesmo jogador.
   Assim, muito à sua maneira, o Porto conseguiu ganhar a vantagem no marcador que lhe deu a necessária confiança.
   Na 2ª parte, parece que o Genk estava a reagir ao golo e a tentar chegar à igualdade, mas uma entrada desnecessária, mas bruta de um defensor da equipa belga sobre Moutinho, que mais uma vez morreu três vezes até sair em maca e reentrar em campo, valeu um cartão vermelho.
   Depois, contra 10 e uma equipa completamente enervada pelo árbitro da partida e que desde já era uma equipa vulgar, deve ter sido muito fácil gerir o resto do jogo e chegar a uma vantagem confortável.
SPORTING 0 BRONDBY 2 - Demasiado mau para ser verdade, esta equipa do Sporting mais uma vez mostrou-se desgarrada, sem chama, com muitos atletas sem classe e capacidade para representarem o clube e com um treinador que mais uma vez falhou em toda a linha.
   Na 1ª parte é verdade que o Sporting teve quase sempre o domínio da partida, mas a lentidão de processos era tal, que deu sempre a ideia que era o Brondby que controlava o jogo.
   Sinceramente não me lembro que grandes situações de golo, uma ou outra jogada de algum perigo, mas oportunidades muito poucas, mas quando se é tão permissivo, normalmente é se castigado e foi o que aconteceu, quando de adivinhava o nulo ao intervalo, os dinamarqueses marcam, num lance em que foi evidente toda a passividade da equipa leonina.
  Na 2ª parte esperava-se desde logo um Sporting decidido a virar a partida, mas pura ilusão. Paulo Sérgio não alterou em nada um equipa que não rendia e como tal foi o Brondby que fez o 2º golo e se é verdade que esta equipa foi bastante eficiente, também o é que foi sempre muito mais esclarecida em campo.
   A perder por 2 golos, esperava-se que o treinador do Sporting coloca-se a carne no assador, mas não, foi bastante conservador nas substituições e só perto dos 80 minutos apostou em Saleiro em detrimento de um jogador do meio campo, ou seja, mexeu mal e sem riscos na equipa.
   O Sporting teve efectivamente uma fase de muita pressão sobre o adversário, pondo a nu a sua vulgaridade, rematando aos postes por 2 vezes na mesma jogada. pode mesmo queixar-se de 2 penaltis incríveis que ficaram por assinalar a seu favor, é um facto, e seria mesmo importante a equipa de Alvalade marcar pelo menos 1 golo, mas no essencial a equipa deve queixar-se de si própria, do seu vazio de ideias e estar consciente que no futebol actual, para se ganhar não se pode jogar 10 minutos.
  Há muito trabalho e complicado a fazer em Alvalade, tal como no meu Benfica, mas a diferença é que na minha opinião o Sporting não tem matéria prima e Costinha tem-se revelado a par do seu Presidente um desastre e a questão que se coloca neste momento é perceber quanto tempo vão eles durar em Alvalade.
  BATE BORISOV 3 MARÍTIMO 0 - Não vi este jogo, pelo que me disseram apesar da justeza da vitória do Bate, o resultado foi demasiado pesado para um Marítimo que cometeu demasiados erros defensivos.
   Posto isto, afigura-se como missão muito espinhosa conseguir o pleno no apuramento das equipas nacionais para a fase de grupos destas competições da UEFA e pela conjugação de resultados, sabendo-se das enormes dificuldades que ainda esperam o Braga na 2ª mão, configura-se como muito possível o terrível cenário de termos apenas 2 equipas portuguesas, Benfica e Porto, a competir na Europa.

3 comentários:

abidos disse...

Caro Jotas, concordo com a tua analise, e acrescento uma 'curiosidade':
Os comentários da BenficaTV aos jogos do Benfica, são muito mais imparciais, do que os comentários que eu ouvi esta semana nos jogos em Braga, e em Genk!!!
Imagina que o Braga perdia por 1-0 com um golo em fora-de-jogo, ou então imagina um penalty 'daqueles' marcado contra os Corruptos, com uma expulsão do Fernando para 'rematar' a eliminatória?!!!
Seria um fartote...!!!

Abraços

Jotas disse...

De facto foi vergonhoso.

troza disse...

Bem, primeiro os parabéns ao Braga. Há algo que o Benfica tem de se mentalizar: o ano passado, com uma garra semelhante à de Braga só fomos campeões por 5 pontos. Deveriam ter sido mais, mas a verdade é que o Braga joga muito para a equipa que tem. E os jogadores têm-se mantido longe de polémicas do querer sair para clubes maiores (também, os que saíram foram para o Sporting e deram-se mal...). Como eu já dizia o ano passado: o Benfica pode perder vários jogos, acabar mal no campeonato e tal... mas TEM DE MOSTRAR GARRA E VONTADE DE VENCER em TODOS os jogos.

Basta lembrar que o ano passado o Benfica fez um dos seus melhores jogos em Braga. Perdemos 2-0 mas até ao fim os jogadores correram e mesmo com o resultado já decidido (2-0 em tempo de compensação...) eles corriam e tentavam tudo. Quero ver isto este ano!

O segundo ponto... isto de ser equipa do norte tem as suas vantagem: O Porto mais um penalty inventado e o Braga um golo em fora-de-jogo. Erros acontecem mas, estranhamente, quando olho para o ano passado para as eliminatórias Benfica vs Marselha e Sporting vs Atlético Madrid vejo uma roubalheira descarada aos dois clubes de Lisboa. É de estranhar... já em 2004 o Porto foi levado ao colo em Manchester e em 2006 o Benfica foi roubado no Nou Camp. Para não falar de outras situação (Shalke 04 no jogo em que eliminou o Porto foi roubadissimo). É estranho que mesmo na europa os árbitros errem para os mesmos...

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista