quinta-feira, 5 de novembro de 2009

BENFICA MOSTROU SER GRANDE - A um ponto do apuramento

---- Foi mais uma grande noite europeia do Benfica, a calar Londres e com 2 mil benfiquistas (quase tantos como em Alvalade) a fazerem-se ouvir.
   Numa noite em que também Sporting, apesar da péssima exibição e resultado ante um adversário banal, quase carimbou a passagem à fase seguinte. Já o Nacional disse adeus à Europa.
   O Porto, na Champions, com 4 jornadas, já está nos 1/8 de final, aproveitando bem um grupo menos difícil que outros.

EVERTON 0 BENFICA 2 - Uma noite boa, ante um adversário bom, em que o Benfica demonstrou personalidade, carácter e uma grande força física e psicológica, as grandes equipas são assim, reagem bem às derrotas e depois de Atenas, o Benfica venceu em Paços e agora, depois de Braga, voltou a reagir em grande.
   O jogo começou com grande intensidade, o Everton tentou imprimir um ritmo forte, mas o Benfica não só não se intimidou, como aceitou o desafio.
   Apesar de um natural maior ascendente da equipa inglesa, a verdade é que o Benfica nunca foi uma equipa encolhida, procurando sempre a baliza adversária, embora nas suas transicções, falta-se algum a criatividade, fruto da ausência de Aimar.
   Apesar de atacar mais, o Everton não criava oportunidades, a defesa encarnada mostrava-se coesa e Sidnei, mostrava estar à altura dos acontecimentos e David Luíz esteve intratável quer na esquerda, quer a fechar no meio quando tal se impunha.
   À medida que o tempo avançava, o Benfica apoderava-se do jogo, criando mesmo a melhor oportunidade, aos 40 minutos por Ramires, que havia de sair lesionado, com um cabeceamento ao poste e Saviola na recarga a proporcionar a defesa da noite a Tim Howard.
Na 2ª parte, houve muito mais Benfica e para quem dizia que o Benfica só goleou o Everton, devido às ausências na Luz, eis a resposta.
   As transicções do Benfica eram mais rápidas e o Everton começava a não conseguir reagir a um Benfica mais pressionante e ainda antes do golo de Saviola, já Di Maria tinha desperdiçado um golo quase certo, após um grande passe de Cardozo.
  Com o golo e a entrada de Aimar, o Everton acabou e a superioridade encarrnada era mais que evidente, trocando a bola e fazendo os jogadores ingleses a correr atrás da bola, até que Cardozo mata o jogo em mais uma grande iniciativa atacante, depois, foi gerir até ao fim e a demonstracção, que este Benfica está vivo e de saúde, recomenda-se e começa a adquirir estatuto europeu.
Pela positiva, A decisiva entrada de Aimar e a capacidade do Benfica para aguentar e até dominar um jogo com um ritmo à inglesa, pela negativa, a lesão de Ramires, que parece de alguma gravidade.
Arbitragem, fantástica, fosse assim em Braga e se calhar, tinhamos falado de um outro jogo.
SPORTING 1 VENTSPILS 1 - Um jogo marcado por muito pouco público (relembro que à mesma hora na Luz, estiveram quase 45 mil), e mais uma exibição miserável do Sporting, perante um adversário que só dificilmente conseguiria a permanência na nossa 1ª liga.

   Faz confusão a incapacidade que o Sporting vem demonstrando para dar velocidade e imaginação ao seu futebol, a equipa entrou adormecida e com isso permitiu em mais um lance aéreo de bola parada, o golo do adversário e com o seu estado anímico era o pior que lhe podia acontecer.
   Apesar da incapacidade de conseguir furar a muralha dos letões, num lance irregular por mão de Vukcevic, o Sporting chega ao empate, ainda antes da meia hora, mas a verdade é que nem isso pareceu animar a equipa.
Na 2ª parte, mais do mesmo, o Sporting voltou a demonstrar a mesma incapacidade e o seu adversário continuava fechado, fechadinho, como que o empate lhe servisse.
  O jogo estava aborrecido, mal jogado e se é verdade que o Sporting teantava atacar e marcar o golo que lhe garantisse desde já o apuramento e o 1º lugar do grupo, mas quase não criava situações de golo, ao invés, foi mesmo a equipa do Ventspils, que criou a jogada mais perigosa, valendo Rui Patrício. pelo que o empate foi um resultado justo e adequado ao que se passou em campo.
Pela positiva, o facto do Sporting ter o apuramento eo 1º lugar praticamente garantido, pela negativa, a falta de público e a péssima exibição do Sporting.
Arbitragem foi no geral boa, embora com um erro grave com influência no resultado, uam vez que o golo do Sporting resulta de uma mão de Vukcevic.
NACIONAL 1 AT. BILBAU 1 - Não vi o jogo, pois estava a ver o Benfica, mas já ouvi a crónica e pelo que disseram na rádio, o Nacional voltou a cometer o mesmo pecado de outros jogos, ou seja, colocando-se em vantagem, remeteu-se novamente à defesa no sentido de defender a sua vantagem e pagou caro.
  Pelo que sei tambem, parece que foi sonegada perto do fim um penalti para o Nacional, que a ser marcado e convertido, deixaria os madeirense na corrida ao apuramento.
  Assim, só um milagre para apurar o Nacional, que diga-se, tem o grupo mais complicado de todos, sendo este facto agravado pelo facto evidente de também a sua equipa, não ser do nível das suas congéneres portuguesas que disputam a mesma prova.
APPOEL 0 PORTO 1 - Mais uma vitória tangencial, mas justa, do Porto, ante um adversário que luta, trabalha, mas obviamente, não tem a mesma qualidade da equipa portista.
   Pareceu-me que estranhamente o Appoel até entrou melhor no jogo, procurando ter a iniciativa, mas foi sol de pouca dura, pois a sua qualidade, não lhe permitiria bater-se de igual para igual com a equipa do Porto e exceptuando um lance em que Hélio Pinto, obrigou Helton a uma grande defesa, o Appoel pouco mais conseguiu assustar um Porto, que embora longe do nível de outras alturas, criava lances de perigo em transicções ofensivas muito rápidas, mas quer Rodriguez, quer Hulk, que Falcão, tiveram uma 1ª parte algo desinspirada e só por esse motivo, não houve maiores estragos na defensiva adversária.
    Na 2ª parte, o Porto, ciente da sua superioridade melhorou, fruto da melhoria de Hulk e o Appoel começava a ter algumas dificuldades em partir para a ofensiva e começava a demonstrar as mesmas lacunas do jogo do Dragão, ou seja, a perda de bola nas suas transicções e com isso o Porto aproveitava para criar perigo e só não marcou antes do bom golo de Falcão, porque, Hulk, de forma incrível, isolado falhou um golo feito.
  O resultado foi justo e apesar do grupo ser algo acessível, o Porto está de parabéns, porque soube tirar o necessário proveito dessa situação e apurar-se com apenas 4 jogos.
Pela positiva, o resultado e o apuramento, pela negativa, o mau jogo proporcionado por ambas as equipas.
Arbitragem muito positiva, apesar dos infundados e constantes protestos do público cipriota.

9 comentários:

VHugo disse...

Mais uma demonstração de evolução na equipa!

adicione-me à sua lista de blogues...

www.forcamagicoslb.blogspot.com

Pablo Aimar disse...

Nasceu um novo blogue sobre o grande golorioso. Tal como eu divulgo o vosso, gostaria de contar convosco para divulgar o meu.

Obrigado, Força Benfica!

Nuno Silva disse...

Foi uma vitória importante do Vosso Benfica...

Não deixa de ser curioso que o Benfica frequentemente só começa a carburar depois de marcar o primeiro golo. Até lá parece-me que fez um jogo banal e equilibrado, apresentando um ligeiro ascendente no início da 2ª parte.

Como costumo dizer... gosto que os adversários directos do Porto andem entretidos nas competições europeias, para se desgastarem... desde que não vençam as respectivas competições, senão ficam com demasiada moral!

Blog do Vascão disse...

Jotas valeu o comentário la no blog, e boa sorte ao seu Benfica.

abraço
Jeferson

Jotas disse...

Boas Nuno, olha que o FCP também se desgasta nas competições europeias, a questão esta época, julgo eu, vai ser, quem se vai desgastar mais depressa e quem tem melhor banco.

carlos silva disse...

Sem querer utilizar este blog de benfiquistas, mas penso que de futebol para expressar a minha indignação gostava de fazê-lo.

Hoje é um dia que ainda me fez mais Sportinguista do que aquilo que sou, estranho uma vez que tou em total desacorod com a saída de Paulo Bento, e porque sempre fui um fã e apoiante incondicional, das suas palavras, do seu incitamento à violencia muitas vezes referido ao futebol(chamado verdade) e da sua honestidade , transparencia, e no fundo personalidade que trouxe para o futebol portugues e para o Sporting.Independentemente das suas opçoes técnicas a meu ver nem sempre absolutamente correctas mas normalmente sim, foi um grande homem que deixa o nosso futebol e o meu Sporting, que falta que vai fazer.E hoje é um dos dias mais tristes da minha vida de Sportinguista senão o mais triste, é como Paulo Bento diz tentaram atirá-lo para fora do Sporting, mas ele só saiu quando quis, e saiu PELO SPORTING, PELOS JOGADORES, há muito poucos talvez nenhum capaz de fazer o que fez da maneira que fez, tando no clube que está.

Depois quando vi o meu presidente(o tal dos 90% de votos) e muitas vezes criticado aqui, o que é normal, aparecer na conferencia, e chorando em frente Às camaras sem soluçoes aparentes(que vai encontrar), e prestando um tributo ao ponto de dizer que NEVER despedia o paulo Bento, e ao ponto de chorar mostrando que vive o Sporting com coraçao, independentemente do errado ou certo que esteja, notou-se que temos um SPORTINGUISTA À FRENTE DO CLUBE.nunca vi um presidente chorar por um treinador, nem por nada, e hoje vi a diferença, fez-me lembrar o rui costa(jogador na luz) quando marcou um golo ao benfica.O presidente transmitiu tudo aquilo que um associado com VALORES(nao há muitos) sente, e a tal diferença do Sporting para os outros.Para os outros normalmente é uma coisa banal, normal de ano a ano, de há uns tempos para cá o Sporting mudou e mudou porque teve o melhor homem que o nosso Sporting ja teve à frente da equipa desde que sou nascido, independentemente dos titulos conquistados e dos resultados, estou a falar De futebol.E porque para mim ao contrário dos Sportinguistas o futebol nao é so vitorias, e nao é so resultados estou triste e vou ao ponto de dizer que com o PAULO bento e com este presidente, desceria de divisão com ele.(ESTA SECALHAR A MINHA GRANDE DIFERENÇA E RAZAO PARA SER DO SPORTING).GRANDES HOMENS QUE TINHAMOS A LIDERAR O NOSSO CLUBE.agora espero que pelo menos 1 fique.OBRIGADO BENTO, E OBRIGADO BETTENCOURT, tenho dúvidas que consiga manter o meu amor ao Sporting depois disto, mas o presidente merece, e vou fazer tudo para que consiga.

PAULO BENTO FOREVER NO MEU CORAÇAO.
Bettencourt melhor presidente do meu clube.

carlos silva disse...

Secalhar é fanatismo, queria deixar aqui um comentário que li dum benfiquista num fórum, para vermos.

A conferência de imprensa foi um exemplo e não me lembro de um clube seja ele grande ou pequeno fazer algo do género. Eles explicaram o que aconteceu e o que se passou com frontalidade e dizendo todos os pontos nos i´s ao lado do presidente, ao contrário de outros treinadores e assim que só querem é o dinheiro e indemnizações altas. Em varias aspectos o Sporting deveria ser um modelo quer para o Porto como para o Benfica meu clube.
Quanto ao Paulo Bento foi um exemplo de verdade que andou cá no futebol nacional o que é raro e um bom treinador que fez um excelente trabalho no Sporting no tempo que lá esteve.
Agora é esperar pelos próximos passos da Sad do Sporting e uma instituição é mais do que um treinador e precisa dos seus adeptos para ter força e voltar a erguer-se e o campeonato ainda vai a um terço do seu fim.

GIL VICENTE disse...

Caro Jotas

Mais uma crónica completa.
Dá gosto ler.

Um abraço

Bruno Venâncio disse...

Jotas. Espectáculo.

Carlos Silva, lê isto: http://redpass.blogspot.com/2009/11/racismo-e-complexo-de-inferioridade-eis.html

Parece-me que algumas partes são verdade. Que achas?

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista