segunda-feira, 6 de agosto de 2012

MENOS DE 2 SEMANAS PARA O ARRANQUE DA LIGA - Uma questão de favoritismo.

     Estamos a menos de 2 semanas do arranque da edição da Liga 2012/13, com as equipas a terem os seus últimos ensaios, no sentido de estarem o melhor preparadas para o começo da competição.
     Vou procurar aqui fazer uma breve análise, em relação aos principais favoritos à conquista do título, falando em termos meramente desportivos, esquecendo a máfia toda que está adjacente ao nosso futebol, que lhe retira muito da verdade desportiva, como na época passada, a qual fez lembrar os anos 80 e 90, tal a vergonha da prova.
     Na minha opinião, o Porto parte como o maior favorito à conquista do campeonato e esse facto não deve melindrar os benfiquistas,  não tanto pelo facto de ser o actual campeão, mas porque é essa a obrigatoriedade de quem tem um orçamento astronómico para a realidade portuguesa, 100 milhões de orçamento para o futebol, mais do que Benfica, Sporting e Braga juntos.
    É realmente incrível como um clube nacional consegue orçamentos deste quilate, sabendo-se que as suas receitas estão muito longe de poderem colmatar tais valores, mas depois de se saber que o Estado paga a formação do Porto e os dinheiros públicos entram no Porto à velocidade de Usain Bolt, escondidos no seio de uma determinada espécie de fundação, já tudo é admissível.
   Já não me espantando com este tipo de situações, estranho sim, que aqueles que tão vigorosos foram ao classificar como falta de verdade desportiva o acordo da Liga com a Sagres por esta também patrocinar o Benfica, omitindo de forma propositada que o Benfica já tem um acordo de patrocínio com essa marca de cervejas desde a inauguração do novo Estádio da Luz, não se mostrem agora incrédulos quando o seu próprio dinheiro entra de forma escandalosa nos cofres de um clube de futebol, mas enfim, nada a que não se esteja habituado, o Benfica move a sua vida e é a ela que se resume.
    Obviamente que a qualidade dos jogadores do Porto, que advém de tamanho orçamento, faz com que na casa de partida, obrigatoriamente, o Porto tenha de ser considerado o grande favorito, digo mais, com 100 milhões, é o clube que efectivamente está obrigado a vencer.
    Já o Benfica, com um orçamento também ele elevado, mas que é metade do da equipa portista, ou seja, 50 milhões, parte na retaguarda.
   Obviamente, quer pelo seu historial quer pela qualidade dos seus atletas e anseio dos seus adeptos, os benfiquistas apenas admitem como bom resultado a conquista do campeonato, um cenário que exige muita dedicação, trabalho, concentração, mas sobretudo vontade e ambição de ganhar.
   O plantel é de qualidade, sobretudo do meio campo para a frente, onde as soluções de qualidade abundam, sendo claro que necessita de retocar o défice existente na sua defesa, nomeadamente nas laterais.
   Não sendo ainda demasiado tarde, o tempo urge e obrigatoriamente o Benfica tem de procurar no mercado uma solução na lateral esquerda da sua defesa, sob pena de poder comprometer as suas legítimas aspirações ao título.
   Outro dos eternos candidatos, é o Sporting, com um orçamento a rondar os 35 milhões, a equipa de Alvalade vai tentar novamente chegar a um patamar mais condizente com a sua dimensão, reforçou-se na minha opinião com alguma qualidade, e com um investimento bem menor do que por exemplo o Benfica, mas também não deixa de ser verdade que os seus reforços a custo zero, apesar do seu bom curriculum, eram jogadores sem mercado em equipas de top, pelo que é ainda uma incógnita o nível que poderão apresentar.
   A equipa de Alvalade e bem, procurou antes de mais colmatar as zonas do terreno onde mais carências evidenciou na época passada, o centro da defesa, as vindas de Boulahrouz e Marcos Rojo, são disso prova.
   Apesar de pré temporada não ser muito reveladora daquilo que poderá acontecer nos jogos a sério, a verdade é que o Sporting nesses jogos não tem apresentando grande ligação entre sectores e tem denotado uma enorme falta de criatividade no seu futebol, muitas vezes feito aos repelões, mais na vontade do que na qualidade e perdoem-me os sportinguistas, creio que Sá Pinto não é treinador para o Sporting e quando se esgotar aquela mensagem de fúria e entrega, a falta de qualidade e fio de jogo no seu futebol, poderá ditar um fim prematuro do ora adorado treinador leonino e é preciso não esquecer que a pré temporada leonina foi pensada com adversários de pouca exigência, no intuito de dar moral à equipa,  muito mais do que lhe dar dimensão e os resultados contra equipas de 2ª liga e de meio da tabela de algumas ligas,  não foram muito animadoras, pelo que julgo que o Sporting mais não fará do que tentar um lugar de acesso à Liga dos Campeões.
    Como outsider surge de novo o Braga, uma equipa que nas últimas épocas, sabendo que não disponha dos mesmos meios dos chamados 3 grandes, baseou sempre o seu futebol numa defesa consistente, num jogo feito pela certa e com grande proximidade entre os sectores, numa equipa que só atacava pela certa e ganhando assim muitos jogos pela margem mínima.
   Daí, eu achar um enorme erro de casting a contratação do actual treinador José Peseiro, a antítese daquilo que tem sido a base do futebol bracarense, bem como dos treinadores que o antecederam, não estando em causa a qualidade de Peseiro, este sempre foi conhecido pelo cariz ofensivo e por vezes até espectacular das suas equipas, factor esse que até lhe valeu alguns dissabores, ora perdendo o Braga essa solidez defensiva, sem os argumentos ofensivos dos outros candidatos, nem a mesma qualidade nos seus jogadores, poderá custar muitos pontos, pelo que não acredito num Braga tão forte e tão na luta pelos 3 primeiros lugares como em anos mais recentes.
   Obviamente tudo isto é falível, há sempre contigências numa prova longa que contrariam determinadas previsões, mas no fundo, o que eu mais desejo para a época que se aproxima, é que no final da temporada, todos sem excepção, possamos reconhecer o vencedor, independentemente de quem o seja, seria sinal que mesmo com naturais erros de arbitragem, a prova teria decorrido com normalidade, sem que se percebesse haver um campeão pré definido, o que infelizmente nem sempre se verifica.

8 comentários:

Ricardo/águia_livre disse...

Viva amigo Jotas

Gostei da análise. No entanto não me passa pela cabeça que o Benfica não seja campeão. Ainda não vi o Porto apresentar um futebol melhor que o do Benfica. Antes pelo contrário.
Logicamente que, como campeão, é o favorito. Mas acredito que não vai ganhar.
O Benfica precisa de facto de um lateral esquerdo, ainda que, o Melgarejo seja um jogador que se vai adaptar e vai ser um caso sério para bom como lateral
fala-se da vinda do Eliseu e da troca de Witsel, com mais alguns euros, por Fábio Coentrão. Fala-se também que o Oscar Cardoso vai sair.
Se sairem esses dois jogadores, o Benfica fica mais fraco.

Vamos esperar para ver

Cumpts.

Anti Idiota disse...

NOVO BLOG

WWW.COVILDOSIDIOTAS.BLOGSPOT.COM

Manuel Oliveira disse...

Pelo orçamento e pelo que se passa nos bastidores, claro que o fcp é favorito, mas qualitativamente temos melhor equipa.
Causa-me uma enorme confusão esse orçamento de 100 milhões porque exceptuando Hulk, Moutinho, Lucho e James, não vejo mais ninguém que pudesse caber no plantel do Benfica.

Abraço.

BR disse...

Boa análise, jotas.
Concordo com tudo. Sublinho apenas duas premissas essenciais, para mim, se o benfica quer lutar pelo titulo até ao fim: não pode vender o witsel e é URGENTE ir buscar um bom defesa esquerdo.
Sem uma destas duas, no máximo dá para fazer como o ano passado... "coisas bonitas" mas na hora H "cortam-nos" as pernas...

Abraços

Anónimo disse...

Quanto a mim o favoritismo dos corruptos só se explica quando o golo tarda a aparecer e surge o árbitro a fazer o resultado. Se fosse de igual para igual não tenho dúvida que o SL Benfica seria campeão.
A questão do lateral para mim não é de grande importância e espero vir a ter razão daqui a poucas semanas. Melgarejo tem força mental e capacidades para se adaptar ao lugar. Ele próprio o diz e vê-se a sua evolução de jogo para jogo.

Tomás Pizarro

Magas disse...

Sim senhora, este Tomás sabe do que está a falar.

Lá vão mais quinze de avanço.

É um problema de fundação.

Anónimo disse...

Não Magas, você é que sabe, mas como lhe é habitual manda umas papaias ao ar e fica-se por aí. Aliás para quê dizer, se é daqueles que a arca do reinaldo lhe tolda o miolo.

Tomás Pizarro

Islander disse...

Ricardo/aguia_livre, se fosse pelo futebol jogado o ano passado teríamos sido campeões... O favortito é sempre o porto, quer se goste ou não. De onde vêm esses números dos orçamentos que acho estranhos, já agora?

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista