segunda-feira, 3 de maio de 2010

O SONHO FOI ADIADO - Festejaremos na nossa casa.


   Porto 3 Benfica 1 - Em 1º lugar, quero felicitar o Porto pelo 3º lugar garantido ontem à noite e que tão efusivamente foi festejado pelos seus adeptos com toda a legitimidade, um lugar no pódio justo, de uma equipa que pautou a sua época por uma teoria de vitimização constante, logo vinda daqueles que estiveram anos a fio ligados à mais negra página do futebol português, em seguida, felicitá-los pelo triunfo alcançado, foi justo e quando assim é só me resta ter a humildade suficiente para dar os parabéns ao adversário, pena, que do outro lado não haja a mesma capacidade.
   Antes de entrar no jogo propriamente dito, quero referir que não iria falar de arbitragem, porque acho que o Benfica, no essencial, perdeu por culpa própria, mas, depois de ouvir o que Jesualdo Ferreira disse no final da partida, acusando o árbitro de dualidade de critérios, só posso concluir uma de duas coisas, ou Jesualdo está senil e já não diz coisa com coisa, ou ao analisar o jogo, fê-lo na condição de benfiquista e não na de treinador do Porto.
   De facto, só alguém que não está no seu perfeito juízo, pode acusar Olegário Benquerença de qualquer coisa em prejuízo do seu clube, quando foi precisamente o Benfica a ter razões de queixa e muitas, não só para este jogo em si, mas essencialmente tendo em vista a última jornada, os amarelos mostrados a Di Maria e Javi, foram absolutamente ridículos, Di Maria vê amarelo por ter sofrido uma falta e estar no chão com 2 jogadores do Porto a ameaça-lo e ele encolhido, não esboçando qualquer reacção, Javi Garcia vê amarelo por ter efectuado um corte limpo, transformado em livre temos ainda o caso do amarelo a Fábio, este até posso aceitar, mas estranho apenas, que os 3 primeiros amarelos mostrados aos jogadores do Benfica, tenham sido precisamente a jogadores em risco de exclusão e sem que nada o justificasse, imaginem o cenário de vitimização que seria criado se fosse ao contrário.
   Ficou ainda um penalti claro por marcar contra o Porto, Hulk mete mão na bola, a qual está bem afastada do corpo a quando do livre de Di Maria, num entanto no lance sobre Maxi Pereira dou o benefício da dúvida e o erro mais grave, está no 2º golo do Porto, aliás, um duplo erro na mesma jogada, Farias o autor do golo, está em posição irregular e Belushi faz uma simulação grosseira de penalti, logo, seria falta contra o Porto e amarelo para Belushi, por isso, acho que ninguém no seu perfeito juízo consegue perceber a que se referia Jesualdo, uma palhaçada, vindo de um homem que naquele clube, enraizou bem a sua cultura.
   Mas vamos ao mais importante, o jogo em si, o Benfica entrou melhor no jogo, pressionante e com a bola sempre longe da sua baliza, ao mesmo tempo que criava situações aflitivas no último reduto do Porto, Di Maria logo aos 5 minutos atira forte à barra, num lance de canto transformado em pontapé de baliza e pouco tempo depois, Javí Garcia, à boca da baliza atira por cima, lances esses capitais, pois sabe-se como é importante marcar primeiro neste tipo de jogos.
   A partir dos 15 minutos, o jogo equilibrou, o Porto avançava mais as suas linhas, mas excepção a um belo remate de Guarin, não criou nenhuma situação de golo, ao invés, o Benfica, circulava bem a bola e tirando um penalti por marcar contra o Porto, por mão de Hulk, não havia sinal de perigo.
   Quando pelo desenrolar do jogo, se antevia um nulo ao intervalo, na sequência de um canto, Bruno Alves, cabeceia para o fundo das redes, num lance em que Luisão ficou muito mal na fotografia.
   Na 2ª parte, o Porto pareceu-me melhor, mais confiante e o Benfica algo nervoso, um Benfica que esteve desde cedo muito condicionado pelos amarelos cirúrgicos que lhe foram mostrados e quer por natural receio, tirou muita agressividade à equipa, até que em mais uma simulação grosseira, como muitas que os jogadores portistas fizeram ao longo do jogo, Fucile e bem, leva o 2º amarelo por simular penalti.
   Contra dez, o Benfica começou a pressionar mais e pouco depois, Luisão empata o jogo, dando alguma justiça ao marcador, mas curiosamente, foi precisamente aí que começou o descalabro do Benfica, em vez de acalmar, tirar ritmo ao jogo e serenar os ânimos, a equipa pareceu acusar uma terrível pressão, disso se aproveitou o Porto para marcar o seu 2º golo, num lance em que os jogadores do Benfica ficam a reclamar simulação grosseira de Belushi, que tentou cavar um penalti, com Benquerença estranhamente a mandar seguir e com Farias, vindo de situação de fora de jogo, a marcar o 2 a 1, em lance duplamente irregular.
   Com esse golo sofrido e com as alterações efectuadas por Jorge Jesus, pareceu-me que o Benfica ganhou alguma profundidade no seu jogo, mas, foi algo precipitado no último passe, com a equipa a denotar muito coração, mas pouca cabeça, dando mesmo alguns espaços ao Porto que se revelaram fatais, como no golo de Belushi, um grande golo, mas em que Aimar se encolhe com receio de ser ele mais um amarelado e mais um ausente do último jogo.
   O jogo terminou aí e há que saber dar muito mérito ao Porto, que em inferioridade numérica, marcou 2 golos, algo que numa equipa como o Benfica não se admite, daí, eu achar que independentemente de tudo o resto, o Benfica não é já campeão por culpa própria.
   Pela positiva: A capacidade e determinação do Porto em vencer o jogo, mesmo jogando com 10 jogadores e o golão de Belushi, pela negativa: O nervosismo excessivo dos jogadores do Benfica, que tirou discernimento à equipa e as infelizes e ridículas declarações de Jesualdo no final do jogo.
   Arbitragem de Benquerença, foi muito difícil, na minha opinião pese embora todos os factos atrás descritos, não foi por ele que o Benfica perdeu.
   Braga 1 P. Ferreira 0 – Não vi o jogo como é óbvio, mas mais uma vez, o Braga ganha o jogo de forma irregular, com um golo fora de jogo, depois do escândalo de Guimarães e muitos outros, o Braga lá vai seguro na 2ª posição, mas nem quero imaginar o que se diria se fosse o Benfica a ser beneficiado desta maneira por arbitragens verdadeiramente miseráveis, para alem da desinspiração cirúrgicas dos guarda – redes adversários nos seus jogos, o que obviamente não deixa de ser coincidência. Lamento dizer, mas não fossem as últimas arbitragens nos jogos do Braga e o Benfica à muito que já era campeão e se calhar o Porto era 2º classificado, mas isso não interessa para nada, até porque sendo contra o Benfica, todos os meios justificam os fins e tudo é admissível e humano.
   Uma referência ao Sporting 0 Naval 1, com a curiosidade de em Alvalade se festejar efusivamente os golos do Porto, nada que a mim me espante, confirmando-se aqui que de facto os sportinguistas como se orgulham de dizer são realmente diferentes, no seu masoquismo, sempre em defesa daqueles que mais os têm lesado nos últimos anos, é caso para dizer quanto mais me bates, mais eu gosto de ti, diferentes, porque se afirmam com os únicos que não estão ligados ao sistema e aos podres do nosso futebol, mas são os primeiros a festejar os triunfos daqueles que lhe estão ligados, estando sempre prontos a uma defesa acérrima e convicta do clube que mais escândalos causou no nosso futebol, enfim, cada um sabe de si e se eles gostam de ser assim que o sejam, apenas acho estranho, que movidos pelo seu ódio que lhes tolda o raciocínio, ainda não tenham percebido, que é precisamente por causa do Porto que são neste momento o 3º clube a nível nacional e que quanto mais os defendem, maior o fosso cavado, mas, obviamente, isso não lhes interessa para nada, desde que o Benfica não ganhe.
   Como disse um amigo sportinguista em jeito de provocação: “ epá, sinceramente estava eu e tantos outros ao meu lado, tão entretidos a festejar os golos do Porto, que quando dei por mim, olhei para o placard e reparei que a Naval já estava a ganhar”, esta frase, explica tudo.
   Mas como eu sou também diferente e porque não sou movido por ódios ridículos, dou os parabéns ao Sporting, pelo extraordinário feito no Andebol, ao apurar-se para a final da Taça Chalenge, num campanha brilhante da sua equipa, cujo justo prémio de marcar presença na final, foi ontem alcançado, contra a equipa teoricamente mais complicada, o que depois do futsal encarnado, deixa antever mais uma sucesso europeu de uma equipa nacional.
   Bom, o sonho ficou adiado mais uma semana, o Benfica depende de si mesmo, bastando-lhe um empate no jogo com o Rio-Ave, sinceramente, não acredito que o Benfica desperdice em casa, perante o seu público que vai encher a Catedral , a oportunidade de ser campeão, mesmo com todos os jogadores que foram impedidos de alinhar nesse jogo, o Benfica é mais forte e estou convicto que vai conseguir vencer, apesar das muitas dificuldades que lhe vão se causadas e não contem com o Nacional, Benquerença, com toda a certeza vai ser nomeado para o Nacional - Braga e se o golo dos bracarenses não for ilegal, com toda a certeza, Bracalli estará num dia de menos inspiração, assim como Coelho do Paços de Ferreira ou de Djuricic do Leiria. Já o Benfica, vai com certeza ter no seu jogo um árbitro do Porto.
   Mas todos aqueles que estão neste momento com tremenda euforia por o Benfica ter perdido um jogo, o 1º da 2ª volta da liga, festejem bem esta semana, vibrem abundantemente, que nós benfiquistas, daremos a adequada resposta no próximo fim de semana, mas não para festejar uma vitória num jogo ou uma derrota de um adversário, mas sim para festejar o título de Campeão Nacional.

21 comentários:

Blog do Vascão disse...

Com certeza Jotas, em casa a a festa será bem melhor. Participe do Bolão do Brasileirão 2010.

Abraço
Jeferson
Blog do Vascão

troza disse...

A tua crónica está mais uma vez muito bem feita. Eu talvez não falasse do segundo golo do Porto até porque seria muito difícil ver o fora de jogo. E, claro, parabéns à equipa porque corre corre e corre, mesmo jogando mal, mostra vontade. E isso é algo que não via no Benfica desde o tempo do Trap, que tínhamos uma equipa miserável mas que se matava a defender e a atacar.

Os amarelos aos jogadores do Benfica... aposto que houve mais amarelos ridículos. Mas o do Di Maria é impressionante. Lembrando o de Micolli há uns anos, Di Maria tem sido um alvo fácil para os árbitros. É impressionante como vê amarelo sempre que está quase a ser suspenso (se não me engano, a primeira vez foi frente ao Setúbal). Enfim... venham falar do Falcão "agride o adversário mas não merece amarelo" (pois não, era vermelho directo...) e dos "Senhores que batem em tudo e todos nos túneis e acham que não merecem castigos" mas a verdade é que o Di Maria é a segunda vez que não passa um jogo em risco de ser suspenso se vir amarelo sem ver o amarelo.

Jorge Jesus (pelo que li esta manhã) foi atingido por um objecto que vem da bancada. Espero que o Benfica lute para que o Porto tenha uns jogos à porta fechada porque é o que acontece no resto da Europa. Sei que o presidente tem-se afastado de todo este tipo de coisas (e bem porque assim mantém a equipa concentrada em jogar melhor do que a andar em baixo a pensar que são muito bons e que não ganham por tremendas injustiças... o que às vezes é verdade mas a equipa não pode pensar assim) mas esta deve ser o limite.

Quanto ao último jogo: sem flanco esquerdo titular (Carlos Martins ou Ramires devem ir para lá - se bem que o Saviola ou o Weldon bem treinados nesta semana seria uma opção interessante - e César Peixoto na defesa são bons mas não são os titulares) e, quase de certeza, o Jorge Sousa.

Se não ter o flanco esquerdo pode vir a ser algo positivo (acredito que ficamos melhores defensivamente assim e só precisamos de um empate), a junção dos dois não é boa para o Benfica pois um penalty inventado ou um golo em fora de jogo do Rio Ave com o jogo 0-0 e é campeonato para o Braga (que, de certeza, terá um campo mais largo, um penalty e um golo em fora-de-jogo).

Assim, no próximo jogo o Benfica tem de marcar o 2-0 o mais rápido possível sem correr grandes riscos. E o Luisão vai ter de estar melhor que ontem.

Parabéns ao andebol do Sporting e espero que seja desta que uma equipa portuguesa de andebol ganhe uma final europeia.

E parabéns ao Benfica: único campeão justo. Já devíamos ser campeões há muito tempo (desde a goleada ao Olhanense). Se não ganharmos o campeonato quero ver os lagartos a dizerem que este é o ano do golo mal anulado ao Luisão, tal como dizem do golo da mão do paços de ferreira...

Vai ser difícil... o jogo mais difícil da época em casa mas eu acredito que temos equipa para ganhar.

E já sabemos: o Benfica vai ser roubado e todos vão dizer que o Benfica foi favorecido. Basta ver o jogo em casa com o Braga: um penalty roubado ao Benfica, uma expulsão perdoada ao Braga mas como o Benfica marcou um canto 7 segundos depois da hora, foi super beneficiado... enfim...

Nuno disse...

Esta estratégia, para quem não tem futebol e vive, para além das
arbitragens, de conjugações do Zodíaco que permitem, uma vez por cada 3
Luas, golos do Abelúcio e do Bronco Alves, foi bem montada, como antevíamos.

Resta-nos, e não é pouco, cilindrar o Rio Ave

Jotas disse...

Só para deixar aqui bem claro, que aceito opiniões de todas as cores e de todos os quadrantes, mas há uma coisa que não admito neste espaço, é ordinários, esses, simplesmente serão ignorados e apagados, como foi agora mesmo o de um ordinareco de um clube que nem é preciso dizer qual.

Trapalhadas disse...

O benfica tem de saber receber como estes clubes do norte...axo k alguem devia faezr uma futura recepcao a moda de angola(a k fizerem ao togo)...:P

http://trapalhadas2010.blogspot.com/

troza disse...

Jotas, eu por acaso vi o comentário mas não tive tempo de responder pk já estava com um pé fora de casa. Se o tal individuo quiser ter uma discussão civilizada e mostrar o seu ponto (que talvez tenha razão ou alguma razão) eu gostava muito de saber. Sou um pouco faccioso a ver a bola mas tempo ser o menos possível. É nas discussões com adeptos adversários que podemos aprender a ver as coisas como deve ser.

Quanto à recepção ao Porto... por mais justo que eu achasse que eles tivessem sempre de passar por aquilo tudo fossem onde fossem (nós, Benfiquistas, somos mais que eles em quase todo o lado...) acho que não o devemos fazer. O futebol é um jogo, serve para entreter. Já chega que os Flatulentos Corruptos do Porto façam do futebol uma guerra... Sejamos nós, a maioria, a fazer as coisas como deve ser.

No entanto, espero que o Benfica emite um comunicado a responder ao do Porto. Chega de eles atacarem o Benfica sem levar com a resposta. É verdade que o nosso clube não é santo e até têm razão nalgumas coisas. Mas fazem deles próprios santos o que é mentira. E já chega de o Benfica não limpar a areia que atiram para os olhos dos portugueses todos os dias.

E só uma coisa que me esqueci de dizer à pouco: depois do sumarissimo do Javi, que tal uma despenalização do Di Maria? Seria mais que justa... E já que para penalizar as excepções são sempre para o Benfica, porque não uma excepção na despenalização de um jogador do Benfica?

E já agora... com tanto anti-benfiquismo visto neste país... estou inclinado a torcer pela selecção da Argentina e pela selecção do Paraguai no mundial... Temos uma federação que só protege um clube, uma comunicação social que só ataca o Benfica...

Jotas disse...

Viva Troza, de facto eu também acho que descer ao nível de alguns clubes é ser igual a eles e eu não quero o meu clube igual ao Porto.
Julgo que a direcção do Benfica e bem na minha opinião, vai dar a resposta adequada no fim do campeonato, de facto, tem sido vergonhoso os ataques constantes de que o Benfica tem sido alvo quer do Porto quer do Braga, principalmente a partir do momento que se tornou o líder, ao invés e isso é um facto que ninguém pode negar, o Benfica tem primado a sua conduta pelo silêncio ignorando os ataques de que tem sido vítima.
Mas as acções são para quem as comete e no final, acredito que a festa será de quem a merece, ou seja, nossa.

garanhão plus disse...

Além da roubalheira incrível a que se assistiu, as gentes do fcp, mostraram mais uma vez ao país, que a sua conduta só conhece uma palavra: Violência.

troza disse...

Jotas, eu acredito que a direcção já tem respondido como deve ser. Alguns exemplos:

Benfica TV - Já vi muitos benfiquistas a duvidar do projecto. Não é só tornar o Benfica dono dos seus próprios jogos. É unir a nação benfiquista em torno do clube que vai além do futebol o que acaba por promover os outros desportos em Portugal. Permite também aos benfiquistas ter um canal onde se pode limpar a areia que os outros todos mandam para os nossos olhos. Nem todos vêm à net e são inteligentes para ver que aquilo que passa nas outras estações é mentira...

Basquetebol: a retirada da nossa equipa da liga tmn foi uma mostra da grandeza do Benfica. Sem o Benfica acabou a liga profissional. Só durou um ano. Mostrou principalmente que o Benfica está a preparar-se para não aturar as descriminações habituais. O hoquei pode acabar e, eu acredito, sem o Benfica vem a crise neste desporto em que já fomos os melhores do mundo. Isto tem um risco que é por tudo aos nossos pés. Esperemos que não, apenas sirva para que tratem o nosso clube da mesma forma que tratam os outros. Uma ideia era o Benfica planear uma liga de futebol à parte da federação (com devida aprovação da UEFA) para conseguir um tratamento justo por parte desta. Um pouco o que aconteceu há uns anos com a Superliga europeia, que fez com que a UEFA tivesse de dar muito mais dinheiro aos clubes, já que são eles que fazem render a liga dos campeões...

Silêncio: O andar sempre a por pressão nos arbitros é jogo para outras equipas. Acho que o silêncio deste ano impede roubos mais escandalosos porque tira a pressão como desculpa dos erros do arbitro. Além disso, interessa evitar todo o tipo de polémicas com os outros clubes. Eles já jogam contra nós com as ganas todas e escusamos de os motivar ainda mais.


No entanto, espero que seja como dizes: que no final do ano responda bem. Mais do que o simples dizer por dizer, é dizer acompanhando cada coisa que diz com as provas todas e uma análise imparcial, de modo a que ninguém diga que falta isto ou aquilo nem que estamos a mentir e que até a própria defesa tenha a credibilidade toda junto de todos os amantes do desporto rei. Para mim incluiria a análise de todos os jogos e dizer, claro está, também os lances em que o arbitro errou a favor do Benfica e não cair no erro de justificar este erro do arbitro com outros (como exemplo: não dizer que o Luisão não devia ter ido para a rua com o Sporting porque este e aquele não foram, mas dizer que o arbitro seguiu um critério errado o jogo todo não explulsando Luisão, Veloso e Moutinho). Isto também para pedir a penalização dos arbitros maus (que cometem muitos erros) e premiar aqueles que apitam melhor.

O Benfica deve ainda apertar com as suas claques e, se necessário, emitir comunicados a pedir a não violência como resposta à violência: que a resposta seja dada todos os jogos em casa com o apoio dos adeptos benfiquistas. O único jogo menos limpo que o Benfica poderia fazer era pedir aos adeptos para não irem a certos estádios: seja por desrespeito dessa equipa para com o Benfica seja pelo elevadissimo preço dos bilhetes. Mas atenção, elevadissimo não quer dizer elevado só porque são mais caros que os bilhetes na Luz. Quero dizer mesmo preços injustos.

Jotas disse...

Subscrevo o que dizes.

Manuel Oliveira disse...

Jotas, o post está óptimo como é habitual mas vou falar é sobre a revolta que nos assola a todos.
Como é possível o país assistir impávido e sereno a tudo o que aconteceu e ninguém do Governo, da FPF, da Liga, abra a boca. Não se vê nada a mexer pelo menos por enquanto.
Não sou apologista da pressão também, mas o Benfica deve estar atento à nomeação do árbitro. Alguém responsável devia "lembrar" o Sr. V.Pereira que não provoque, nomeando algum Sousa, Dias ou Machado para domingo.
Abraço.

carlos silva disse...

repudio todos e quaisquer actos de violencia mas para os senhores que se esquecem de que clube são, eu digo:
2 - O clube, de resto, é o denominador comum nos seguintes factos: morte de espectador numa final da Taça de Portugal; ataque a uma equipa de hóquei em patins, que deixou um atleta do FC Porto em coma; incêndio de um autocarro de portistas em visita ao pavilhão da Luz; invasão de campo e agressão a um árbitro assistente; conivência e apoio a claques não legalizadas, que acarreta multas a ritmo quase semanal, devido ao lançamento de material pirotécnico diversificado; colocação estratégica de stewards num túnel, a fim de provocar a equipa adversária;


e mais nao digo.
Quanto ao jogo o porto ganhou bem, e o benfica vai ser campeao, e o Sporting garantiu a quarta posiçao, mesmo perdendo. Quanto aos festejos, já vi identicos na luz quando o sporting perde.

carlos silva disse...

So para responder ao garanhao

troza disse...

Carlos Silva, tiraste isso do comunicado do Porto.

1 - A morte do adepto é realmente um facto muito triste. Não sei quanto ao que já foi feito mas nos 20 anos da morte desse senhor, Benfica e Sporting deveriam fazer uma justa homenagem com as receitas do jogo a reverter para a família. Ou melhor, nos 15 anos (que é para o ano, se não estou enganado). Infelizmente morreu este adepto para que os very-lights tivessem de ser banidos. Acabou por ser um senhor (ao que se sabe) honesto, daqueles que vai ver a bola por gostar do desporto e da festa que é o futebol. Infelizmente também, o very light saiu do meio dos benfiquistas. E infelizmente, a proibição dos very-lights surgiu tarde. É, para mim, o episódio mais triste de todo o futebol nacional.

2 - A agressão ao árbitro assistente é outro facto lamentável... e agora vou dizer uma coisa e tom de brincadeira: não gostavas de fazer o mesmo? Agora voltando a falar a sério: e a agressão constante de jornalistas e, mais recentemente, de gente da justiça por parte dos super dragões? Ainda mais grave porque um calduço ainda dá para o próprio agredido rir-se da situação passado uns anos... as marcas que os super dragões deixam são lamentáveis e isso é censura. No entanto, tens razão, uma situação que devia ser punida e acho que a própria direcção do Benfica devia punir o adepto em questão (da mesma forma que digo que devia apertar com as claques...). Lembro-me de uma certa invasão de campo no jogo do golaço do Geovanni em Alvalade que, felizmente como neste caso, não deu em nada de grave.

3 - Incidentes com autocarros já vi com os 3 clubes. Curiosamente os factos mais antigos, que eu me lembre, envolvem os adeptos do FCP como agressores...

4 - O caso do hoquei não conhecia. A ter acontecido é lamentável mas é preciso também saber até que ponto os adeptos não foram provocados. No entanto, provocados ou não, isso não devia influenciar na punição dos mesmos. Aliás, do hóquei lembro-me da agressão dos adeptos e jogadores do porto à equipa do Barcelona, um ano em que o Barça ganhou a final da liga dos campeões de hóquei ao Porto. Felizmente não conheço nenhuma história com o Sporting, talvez porque o Sporting acabou com o hóquei, mas ainda bem que, neste capítulo o Sporting se mantém ao lado. É de louvar e gostava que o meu clube tivesse a história limpa neste aspecto como tem o teu;

5 - o lançamento de material pirotécnico é uma coisa lamentável que acontece com as claques dos 3 grandes e é lamentável. Acho que no Sporting é só a JuveLeo (até agora tenho um grande respeito pela torcida verde e pelo directivo XXI - o meu irmão costuma ir para o directivo e conheço - um pouco de vista é verdade, quem o conhece melhor é o irmão da minha namorada - um dos responsáveis da torcida verde e digo que, apesar de ser a claque com mais bandeiras que pessoas ou a claque do karaoke, eu admiro estas claques assim - sem registos negativos na história e acho que deviam ser todas assim), no Benfica os NN e no Porto os mini-colh@es. Aqui só digo que, se os NN não são legalizados, o Benfica não os devia apoiar. De resto, não podem atacar o Benfica mas todos, porque é um dos males do futebol português;

6 - Quanto aos stwearts, nem gozes comigo... acho que é muito mau gosto voltar a falar disso sem referir que o lugar do Hulk depois do jogo é no... balneário. Se alguém estava onde não devia era o Hulk... E a minha opinião é esta.

troza disse...

7 - Falta falar do campeonato de juniores. Já ouvi a versão de gente que lá estava e que a culpa foi das guerras das claques, ou seja, foi da claque do Benfica e da JuveLeo (deixo de fora o directivo e a torcida verde porque, o que sei, só a juveleo esteve envolvida). Falta falar daquela vez que os tripeiros ficaram no 3º anel e passaram o jogo a arremessar objectos para os aneis inferiores quando os adeptos de equipas estrangeiras se portaram muito bem quando ficaram nesse lugar. Falta falar de muitos tristes episódios que ocorreram pelos estádios deste país envolvendo claques dos 3 grandes (e não só... o Guimarães em Alvalade há uns anos não andou a atirar cadeiras?)

8 - O apito dourado é uma realidade e os clubes visados não são os de Lisboa... felizmente.

9 - Conclusão: todos os clubes têm de lutar para que estas cenas acabem. Há que penalizar as pessoas que fazem estas coisas e não dar umas multas aos clubes. Mas isso vai ter de partir dos próprios clubes e chega de proteger criminosos como fazem os 3 grandes com gente da claque.

Por último... não sei se leste os meus posts anteriores mas eu digo-te a ti: parabéns pela ida do Sporting à final da taça challange de andebol. Isto já não disse, mas digo agora: Espero que ganhem e, acima de tudo, dignifiquem o andebol do Sporting e de Portugal, sabendo ganhar e perde (de acordo com o resultado).

troza disse...

Esqueci-me só de dizer uma coisa: o Benfica pode ter aquele historial mas o Porto tem um muito maior. E não me lembro de haver um clima de terror/ameaça como houve este ano na ida do Benfica ao cabrão.

De lembrar que, da última vez que o Benfica foi campeão, aconteceu o mesmo e os Super Dragões foram lá agredir os benfiquistas.

Nenhum dos clubes tem moral mas se há um que tem menos é o Porto, até porque se sabe que os SuperDragões (mini tomates) estão ao serviço quase directo do Pinto da Costa enquanto que as outras claques não estão ao serviço dos presidentes do clube. Mas repito, o Benfica (e também o Sporting, mas eu falo pelo meu clube) devia penalizar os elementos destabilizadores das claques.

carlos silva disse...

Tirei do comunicado do Porto por acaso, mas quando se fala de violencia no desporto, ninguem mas mesmo ninguem, nem mesmo o Sporting pode falar. Temos de ser sinceros, e todos fazem porcaria, e ninguem tem telhados de vidro. Felizmente foi só clima de terror, pois na taça de portugal nem clima de terror havia, mas não foi por isso que deixou de morrer gente, e isso sim é bastante mais grave. Quanto a impunidades, elas tem sido normais em Portugal.

carlos silva disse...

a proposito, deixo aqui um artigo do publico deste ano:

http://relvado.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=rv.stories/47488

o joao que falam é o joao ferreira

troza disse...

Carlos, não é por terem feito mal no passado que não se pode falar do mal que se faz no presente.

A verdade é que este ano nem o Benfica nem o Sporting fizeram mais que os petardos em jogos nacionais (o sporting só tem mais o incidente da juveleo com a claque do atlético madrid)

Quanto ao Porto, os erros cometeram-se e voltam a ser cometidos e serão novamente cometidos. É mais grave do que aquilo que o Benfica e o Sporting fazem (na sua maioria) que é emendar erros passados.

Pelo menos é assim que eu vejo. Se não, que moral tem alguém neste mundo para falar do que quer que seja? Todos já fizeram erros... E os que não fazem agora não podem falar dos que fazem?

Quanto à morte do adepto... foi um infeliz acidente: como se vê nas imagens, os outros dois very lights foram para cima e aquele não... E não foi a pedido do presidente que se fez estas coisas. Concordo contigo que foi gravissimo. Mas aqui já se resolveu a questão proibindo very-lights. Quanto ao resto, há dirigentes a apoiar as actividades, a perdir para se fazer sempre mais... Não é grave mas é preciso morrer alguém de novo para mudar a maneira de estar no futebol? Para realmente se fiscalizar a entrada das claques nos estádios? Para punir os culpados? Eu espero que não

Quanto às impunidades: infelizmente para nós que não fazemos nada disso e para o futebol que perde muito da festa com essas porcarias...

troza disse...

Quanto a esse artigo, já agora lembro-te que, na altura, até o presidente do Sporting disse que era normal...

Concordo? Não. De maneira nenhuma. Mas se era prática normal para todos os clubes, também não se podem fazer acusações. Não é normal é um gajo como o Bimbo da Bosta dar conselhos matrimoniais a quem quer que seja, quanto mais a arbitros...

Jotas disse...

O problema que está em causa aqui não é a acção de alguns adeptos, com mais ou menos gravidade, isso todos têm imensos telhados de vidro, o que está em causa é o facto de o Porto aprovar, pactuar e incentivar a esses actos, no fundo é o que diz o seu comunicado, apenas lamento que adeptos de outros clubes, apoiem tão ordinário comunicado, para quem se diz diferente...

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista