sexta-feira, 7 de maio de 2010

FIM DE SEMANA DE EMOÇÕES - Corações ao rubro.


   Aproxima-se a passos largos o último fim-de-semana futebolístico do nosso campeonato, temporada 2009/10, com ele o terminar de um mar de paixões, alegrias, tristezas, discussões, enfim, tudo aquilo que deve rodear este maravilhoso desporto e que faz dele um turbilhão de emoções, não o triste espectáculo de constantes provocações, faltas de respeito, atitudes de guerra e autêntico terror que por vezes grassam no nosso campeonato, os quais repugno de forma veemente, mas que infelizmente são já uma imagem de marca do nosso país e com a conivência de alguns comentadores que na comunicação social proliferam o seu ódio e não o seu amor ao clube.
   Jogam-se então muitas e importantes decisões, na Liga Vitalis, são 5 equipas para 2 poleiros, vantagem clara para o Beira-Mar, que depende apenas de si para festejar um merecido regresso ao convívio dos grandes, defrontando no seu terreno o já despromovido Carregado.
   Outra equipa que depende de si é o Portimonense, clube pelo qual tenho especial simpatia, não me perguntem porquê, gosto e pronto, mas o qual tem uma complicada deslocação ao terreno de um outro candidato, a Oliveirense, bastando aos algarvios um empate e nesse caso, estaremos na presença de um regresso forte e histórico de um Algarve com 2 equipas na principal Liga.
   Mais a norte, o Feirense tem ainda uma palavra a dizer, embora dependa de terceiros, terá de vencer no Estoril e esperar que o Portimonense ou o Beira-Mar percam os seus jogos e num patamar mais distante e complicado, surgem os açoreanos do Santa Clara e estes só com uma enorme conjugação de factores conseguirão o almejado regresso à 1ª liga.
   Na liga Sagres, os motivos de interesse são ainda maiores, pois trata-se da mais importante prova do nosso calendário e se no que toca à despromoção tudo está decidido, já nas luta pela Europa, Guimarães, Nacional e Marítimo lutam pelo último lugar de acesso à Liga Europa, prova onde Porto e Sporting já têm presença garantida, embora no caso do Porto tudo possa acontecer, basta recorrerem de qualquer coisa para o Conselho de Justiça da Federação e até campeões podem ser, pois este órgão federativo dá-lhes sempre razão.
   Não deixa contudo de ser curioso algo que me parece de alguma promiscuidade, se o Nacional, vencer o Braga e o Guimarães não vencer o Marítimo, é o Nacional que vai à Liga Europa, contudo, Manuel Machado, treinador do Nacional, vai ser o futuro treinador do Guimarães e a questão que se coloca é se quererá o treinador dos madeirenses tirar o seu futuro clube de uma competição europeia, onde ele próprio participará na próxima temporada caso os minhotos se qualifiquem? Aí está um assunto a merecer reflexão e que pode gerar algumas suspeitas e esse facto pode ainda beneficiar o SC de Braga, pois o seu jogo é precisamente na Madeira contra o Nacional, mas vamos acreditar que o profissionalismo vai prevalecer e as pessoas vão ser sérias e querer defender o seu clube até ao fim.
   Deixando de fora a luta europeia, vamos ao mais importante, à grande decisão da temporada, o título de campeão nacional.
   Não vou aqui vincar a minha opinião de quem merece mais ou não ser campeão, todos conhecem a minha preferência e sabem desde há muito a minha opinião, vou-me antes reportar aos factos que podem suceder.
   O Benfica é a única equipa que depende de si, ou seja, ganhando ou empatando na recepção ao Rio-Ave, não lhe interessa os outros resultados, tem apenas de cumprir a sua missão, a qual me parece estar perfeitamente ao seu alcance e que servirá para coroar uma época brilhante, com o melhor futebol que se viu nos relvados nacionais, a acontecer, este será um prémio justíssimo a todo o grupo de trabalho do Benfica.
   Não deixa de ser curioso também este jogo ter uma particularidade interessante e até pertinente para o clube e o atleta, a questão do Fábio Faria, contratado pelo Benfica em Dezembro, eis que inesperadamente para o próprio jogador, ele vem à Luz defrontar o seu futuro clube, que quer ser campeão. Não deve ser nada fácil o estado de espírito deste atleta no momento, por um lado quer ajudar a sua equipa até ao fim, por outro quer ver o seu futuro clube campeão.
   A questão torna-se tanto mais sensível se atendermos a tudo o que podem vir acusar este jovem, se não jogar é porque fez falta ao clube, se jogar e tiver o azar de falhar num lance crucial, é porque fez de propósito para ajudar o clube que já o contratou, pois como se sabe, no que diz respeito ao Benfica, os nossos rivais, estão sempre prontos e à cautela para colocar tudo em causa, mesmo que essa contratação já tenha sido feita há quase 6 meses e não como da contratação de Nuno ao Aves pelo Porto, feita na semana que antecedeu a última jornada desse campeonato em que Sporting e Benfica também podiam ser campeões.
   Obviamente, disso não falam os sempre zelosos sportinguistas quando os assuntos não são Benfica, afinal de contas, a subserviência e a veneração ao Porto, conjugada como ódio ao Benfica fala muito mais alto.
   Esse factor,  segundo a minha opinião, reflecte uma clara perda de identidade do clube, pois quando os adeptos e direcção de uma equipa como o Sporting, se revê numa equipa que deveria ser rival, isso representa claramente uma perda de identidade, a qual toma contornos ainda maiores, quando se usa o argumento de se reverem em clubes ganhadores, assumindo desse modo, que o Sporting já deixou de o ser e quem se revê no Porto por este ser um clube ganhador, independentemente dos meios utilizados, deve assumi-lo, ser coerente e usar cachecóis desse clube, assumindo o seu portismo sem camuflações.
   Não deixa aliás de ser curioso, que venerem o clube que ao longo dos tempos, mais os tem provocado, mais os tem prejudicado e ofendido, culminando hoje, com uma situação semelhante a muitas outras num passado recente, a contratação pelo Porto de Lazaretti, jogador do Guimarães, que o Sporting também queria contratar, o que me leva a concluir que não sendo um clube assumidamente masoquista, o Sporting é sem sombra de duvidas, o clube mais católico do mundo, pois está sempre pronto a dar a outra face.
   Já o Braga, terá de vencer na Madeira e esperar que o Benfica perca, missão essa complicada, mas matematicamente possível, motivo de sobra, para que com toda a legitimidade, os adeptos bracarenses, mantenham acesa a chama do título, o que muito beneficia o Braga, o campeonato e a própria possível vitória final do Benfica.
   Não faltam portanto motivos de interesse para um fim de semana futebolístico que promete emoção a rodos e cuja esperança benfiquista e na qual me incluo é a de poder comemorar um título ganho de forma inteiramente justa e por muito que alguns queiram desvalorizar, não conseguem, pois quando as pessoas ligadas ao futebol, desde treinadores a jogadores, antigos jogadores e treinadores e demais pessoas ligadas ao futebol e sem ligação aos clubes envolvidos nesta luta, reconhecem a inteira justiça do título ao Benfica, caso este se confirme e elegem o seu futebol como o melhor desta época, a larga distância dos seus mais directos adversários, todos os outros argumentos caiem por terra e apenas servem para serem eles mesmo ridicularizados por quem efectivamente sabe e percebe de futebol.
   Não deixa de ser curioso poder constatar, que para além da natural ansiedade dos adeptos do Benfica e Braga, o que sabe muito bem, porque é sinal que estamos na luta,  há adeptos de outros clubes que nada ganharam e que nada podem ganhar, ainda muito mais ansiosos e expectantes, o que me faz ter a certeza que vai haver festa e da rija este Domingo ao final da tarde e noite, ou para festejar a conquista de um campeonato, ou para os outros festejarem o facto do Benfica não ser campeão, o que não deixa de ser sintomático em relação à grandeza a que nos elevam, ou seja, será uma espécie de festejar qualquer coisa que não sei bem o quê, enfim festejos dos fracos e oprimidos.
   Para terminar e como benfiquista convicto, mesmo correndo o risco de em caso de falhanço, ser alvo de muito chacota por parte dos meus amigos de outros clubes, que não me passa pela cabeça outra coisa que não a conquista do 32º título do Benfica e que tenho grande fé e convicção que com o apoio do público que esgotou a Catedral e a entrega total dos seus atletas, esse título não fugirá, por muitas manobras de bastidores que usem, por muitos milhões que ofereçam aos jogadores do Rio-Ave e por muitos Jorges Sousa que coloquem a apitar, a força do Benfica tem de superar tudo isso.
   Assim sendo, lanço o desafio que hoje me deixaram via “sms”: “ Vamos demonstrar a nossa força, Somos o maior clube do Mundo, não existe igual, incomparável, enorme, diferente, único, Sport Lisboa e Benfica, mostra a tua raça, querer e ambição, nós só queremos Benfica campeão. Coloca na tua janela, uma bandeira, camisola ou cachecol do Benfica, vamos colorir o país de vermelho”. Eu já fiz a minha parte, faz tu a tua.

Uma abraço e até Domingo na Catedral.

7 comentários:

magalhães.Sad.SLB disse...

GRANDÍSSIMO POST!!!

GLORIOSAS SAUDAÇÕES!!! E DOMINGO TODOS NA LUZ! DENTRO OU FORA DO ESTÁDIO, O IMPORTANTE É APOIAR O GLORIOSO...

FORÇA SLBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB!!!!!!!!!!!!!!!!

Bimbosfera disse...

Boas, por partes, que é grande o post, e vou comentando conforme leio, senão não me lembro de tudo.
O caro Jotas gosta do Portimonense porque... foi contra o Pinto da Costa aqui há umas épocas atrás, em que estavam para subir, mas falaram mal do PC e ficaram até agora na segunda. Também gosto porque tive 2 colegas de quarto de lá! E parece que tiveram aqui há uns anos um marcador de bolas paradas muito bom, há já largas épocas, um gajo que, dizem, era coxo, não corria, mas que a marcar era um luxo, aquilo a bola saía dos pés dele para dentro da baliza, certinho direitinho.
Uahuahauhauhauahahahahaha!!! Gostei da analogia dos corruptos, terem sempre razão, ehehehehehhe! Realmente, nesta república das bananas, ou dos bananas, é que nós somos sempre prejudicados em detrimento dos corruptos.
Sobre essa conjugação, dos resultados, o Machado ainda há-de querer vingar-se do Benfica, digo eu, e que melhor forma de o fazer que prejudicando o seu clube em prol do Braga, manter o seu futuro clube nas próximas competições europeias, ui... que grande salgalhada... Será complicado. A ver se temos Homens ou homenzinhos.
Sobre o Fábio Faria, por mim não jogava, não pelo valor, mas, como aconteceu com o das malas Vuiton, para o proteger. Se ele calha a fazer alguma coisa que nos possa beneficiar sai mal com os colegas, sai mal com o clube, sairá mal da opinião dos adversários, e o Benfica sai mal disso tudo. Não joga e acabou-se. O ideal seria ele jogar e não fazer nada, mas, entre isso e não jogar e não ser falado, e jogar e ser falado se acontecer alguma coisa, prefiro a primeira. Mesmo que ele queira jogar.
É uma espécie de verde-azulado, tipo a cor do mar... Eheheheh! São uns sportinguistas da tanga, os que admitem isso... E ainda são muitoso. Já os portistas, por acaso, não se revêem em nada nos verdes, mas é com eles todos. Eu não me revejo em nenhuns... Ehehehe! P.s. em relação a isto. O Sporting não dá a outra face, dá a outra «nádega» na minha opinião, ehehehhe! Quem fica com o Postiga deve com certeza estar a levar no dito cujo... E ainda pagar por cima! Ehehehehe!
Sobre os festejos dos antis, que é o nome deles, parece que se fartaram de festejar no último jogo os golos do Porto, o que só prova a sua amizade «anal» para com os azuis. Além disso também devem ter festejado o golo da Naval, que é verde e branca e treinada por um que gosta deles os dois, azuis e verdes... Isto resume-se à felicidade deles em festejar não o bem deles mas o mal do Benfica.
Sobre a consideração final, sem dúvida, se não limpamos isto é muito, muito triste, mas até agora merecêmos, e é ver se se põe mesmo uma corzinha vermelha à janela, para pintarmos este Portugal de vermelho!!! A ver é se não marram depois connosco, ehehhehe!
Grande, grande post! Parabéns!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

http://Bimbosfera.blogspot.com

Paulo Silva disse...

É de facto um fim de semana se verdadeiras emoções..

O benfica meu clube de coração pode sagrar-se campeão, tal como o beira-mar, clube da minha terra natal!

Bom post,
cumprimentos,
http://portuguesesnoestrangeiro.wordpress.com/

Blog do Vascão disse...

Parabéns pelo título que certamente virá.

Participe do Bolão Blog do Vascão.

Abraço
Jeferson
Blog do Vascão

troza disse...

Muito bem, mas só quero fazer um reparo...

O Benfica é o clube mais católico de Portugal:

1 - Joga na catedral,

2 - É treinado por Jesus,

3 - já teve Isaías...


Isto para não falar de algumas frases curiosas que vêm na Bíblia.

Falando a sério, acho que tudo pode acontecer e as probabilidades estão um pco mais equilibradas com os árbitros que vão apitar. Mas creio que o Benfica consegue o campeonato com toda a justiça e contra tudo e todos.

É actualmente o único justo campeão (já aqui disse, basta ver o confronto directo com o Braga) mas, acima de tudo, parabéns por voltarem a jogar com a garra e com as ganas à Benfica!

António Duarte disse...

Amigo Jotas, não devemos perder tempo a pensar no que o "cretino lipoaspirado" vai ou não vai fazer, temos é que fazer a nossa parte e torcer e apoiar os nossos bravos naquela que vai ser "A VITÓRIA DA CONSAGRAçÃO DO 32° TÍTULO".
Nota: Gosto muito da apresentação gráfica do teu blog, mas os comentários praticamente são ilegíveis, penso que devias (re)ver isso. Abraços.

sloml disse...

Não temos de ter medo de árbitro nenhum nem de nada que venha de fora. Temos equipa para arrumar o Rio Ave à vontade. Ele não conseguiu fazer nada a favor do seu querido Porto na final da Taça da Liga, portanto não será com o Rio Ave que vamos ter problemas por causa do árbitro. Vamos ganhar e mais nada!

E quanto a mim, espero fazer a festa já hoje pelo Portimonense que há 20 anos que não está na 1ª. Força Portimão e força Benfica!

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista