terça-feira, 22 de setembro de 2009

BENFICA DEIXA PORTO ATRÁS - Braga, segue firme na liderança.

--- Terminou mais uma jornada da liga portuguesa, jornada essa muito positiva para o Benfica e que despertou o apetite para o clássico de sábado.
U.LEIRIA 1 BENFICA 2 - Foi uma vitória complicada, contra um bom adversário e uma das equipas mais competitivas desta liga e que defende muito bem e ao mesmo tempo muito importante, porque o Porto havia perdido e porque a seguir vem um clássico, onde alguma ou as duas equipas vão perder pontos.
   Confesso que no final da partida, estava convencido que Jorge Sousa, havia cometido um erro grosseiro, com nitída influência no resultado, facto esse motivado, confesso, pela minha ignorância, pois julgava que qualquer acção de jogo perigoso, que foi evidente e consensual nos orgãos de comunicação social, era sempre punível com livre indirecto. Mas hoje de manhã, ao ler o jornal, constatei que estava errado, pelo simples facto de segundo a lei XII (fica aqui a informação para os que anseiam dizer que o Benfica é levado ao colo), diz o seguinte: " O jogo perigoso não implica necessariamente contacto físico entre os jogadores, No caso de contacto físico, a acção passa a ser punida com um pontapé de livre directo ou com pontapé de grande penalidade", logo, o árbitro obedeceu à lei e assinalou bem a grande penalidade.
   Mas eu e os meus companheiros de blogues, assim como quem me visita neste espaço, podemos ignorar algumas leis do jogo, já quem tem responsabilidades e comenta em orgãos de comunicação social, quer rádio, televisão e jornais, tem a obrigação no mínimo de se informarem e saberem das leis do jogo, sob pena de cairem no ridículo. Se é por desconhecimento é grave, se é por conveniência é desonestidade.
   Também, não me espanta, que os nossos adversários, que em muito casos, por uma questão de inveja, ou de falta de lucidez, aproveitam a mentira em que só eles pretendem acreditar, normalamente apanágio dos fracos e invejosos, para virem a terreno dizerem que o Benfica está a ser levado ao colo. Sinceramente já pouco me importa, porque essa é a costumeira lenga lenga, sempre que o Benfica está à frente dos seus clubes e pela incapacidade de muitos em dar o mérito a quem o tem e com o mal dos outros estou eu bem.
    Quanto ao jogo em si, o Benfica entrou a ganhar, em mais um lance de bola parada, fruto do imenso treino dessas importantes situações do jogo e logo se pensou que o Benfica iria embalar para mais uma noite de gala. Puro engano, o Leiria não estava pelos ajustes e reagiu bem, chegando ao empate de forma feliz é certo, mas que foi um prémio pela sua atitude competitiva.
   20 minutos e o jogo empatado, o qual foi sempre disputado com garnde atitude competitiva dos intervenientes, mas com um futebol pouco atraente e sem grandes oportunidades até ao intervalo.
   Veio a 2ª parte e o jogo continuou como estava, o Benfica a atacar mais, mas nem sempre bem e o Leiria a fechar muito bem os caminhos da sua baliza, mas sempre com os olhos postos na baliza de Quim, cabendo-lhes mesmo a melhor situação de golo por Kalamba (julgo ser esse o nome). Depois, veio a penalidade de Tall, sobre Aimar e o Benfica ganha um jogo complicado, num campo em que poucos vão passar e são estes jogos que fazem campeões.
   Jorge Sousa, fez no global uma arbitragem positiva, foi corajoso no lance do penalti, onde ajuízou bem, falhando apenas ao não admoestar Panandetiguiri, com o 2º amarelo, por uma entrada por trás a Di Maria.
Aspecto positivo do jogo, vai mais uma vez para a presença maciça dos adeptos do Benfica, 23.500 pessoas no Magalhães Pessoa é obra e é pena que essa capacidade tremenda de mobilização e de sustento dos clubes portugueses, não seja humildemente destacado pelos nossos rivais, pela negativa, o mau estado do relvado, que prejudicou o espectáculo.
BRAGA 1 PORTO 0 - Vitória justa do Braga, com um golo feliz. Desde o minuto inicial, o Braga teve sempre mais bola e iniciativa, ante um Porto estranhamente à espera do erro do adversário e a demonstrar uma tremenda incapacidade de assumir o jogo.

   Numa 1ª parte a bom ritmo, as oportunidades de golo foram escassas, ainda assim sinal mais para o Braga, que criava um ou outro susto ao último reduto portista, fruto da velocidade dos seus homens mais adiantados, Alan, Meyong e Paulo César, ficando mesmo por marcar um penalti do tamanho do Municipal de Braga, por falta de Álvaro Pereira sobre Alan. Por outro lado, Vandinho, que grande jogador e Hugo Viana, impediam as saídas para o contra ataque do Porto, onde faltava alguma criatividade e no ataque o excesso de individualismo de Hulk, fazia com que algumas boas iniciativas morressem à nascensa, pelo que o nulo ao intervalo se aceitava.
Na 2ª parte, o Braga voltou a entrar melhor e Alan, num lance de grande felicidade, bateu um Helton traído pelo desvio da bola nas costas de Varela, colocando alguma justiça no marcador. Foi então que o Porto acordou, reagidno bem ao golo sofrido, mas batendo sempre numa defesa muito bem montada e que não deixava os jogadores portistas criarem grandes oportunidades de golo, as quais apenas aconteceram no período de compensações, onde aí, brilhou Eduardo com duas belas intervenções.
   Resultado justo de um Braga líder, com 5 vitórias em 5 jogos.
Pedro Proença teria nota positiva, não fosse o facto de fazer vista grossa a um evidente penalti contra o Porto, quando estava em cima do lance e sem ninguém a tapar-lhe o ângulo de vissão e se fosse mais rigoroso, poderia ter expulso Hulk por acumulação de amarelos, por mais duas simulações.
Pela positiva, o destaque vai para a crença e atitude dos jogadores bracarenses, pela negativa, o individualismo exagerado de Hulk, facto esse que tira muita fluídez ao seu jogo atacante do seu clube.
SPORTING 3 OLHANENSE 2 - Uma primeira parte verdadeiramente alucinante, bons golos, casos e um ritmo de jogo impressionante, com emoção a rodos.
  Entrou muito bem o Olhanense, dominado a partida a seu belo prazer, assumindo as despesas e chegando mesmo a vulgarizar o Sporting. Fruto desse domínio os 2 golos em vinte minutos, primeiro num grande cabeceamento de Rabiola, depois num remate fabuloso de Castro.
   Naturalmente, esses golos, desorientaram um pouco o Sporting, o qual demorou algum tempo a erguer-se de novo, mas quando o fez, há que reconhecer que foi com grande atitude de campeão, saltando para cima do adversário, o qual, parecia não esperar tamanha reacção, a qual, foi também algo facilitada pelo facto do seu adversário, nunca ter preocupado em defender o resultado ou baixar o ritmo de jogo, demonstando com isso grande dignidade, que é de enaltecer, só com equipas assim, é possível haver bons espectáculos.
      Para apimentar um grande jogo, só faltavam os casos de arbitragem e eles aconteceram, 1º num lance de grande confusão, Miguel Garcia, corta uma bola com a mão, que ía em para a baliza, negando desse modo o 1º golo do Sporting, seria penalti e vermelho directo, mas Rui Costa, nada assinalou. Mas dessa boa reacção leonina resultou um golo de Carriço, justo para um miúdo que é cada vez mais uma certeza e que serviu também para limpar o seu erro de marcação no 1º golo do Olhanense e o jogo continuava endiabrado, com um Olhanense sempre à procura do 3º golo, depois veio novo caso, Liedson ganha a bola junto à linha de fundo, cruza e a bola bate no peito de Sandro, com Rui Costa a marcar penalti, ficando desse modo, os sportinguistas a saber, que afinal também se marcam mãos que não existem a seu favor, desta vez sem tantos protestos como na taça da liga, daí resultou o empate, que premiou a boa reacção leonina.
  Ao intervalo, questionava-me sobre o que preferia, se um penalti com expulsão que punha a minha equipa a perder por 1 golo de diferença, se um penalti que não existe e me dá um empate, que permite que a equipa benificiada vá para o intervalo com um ponto e com a necessidade de apenas marcar um golo em 45 minutos? Julgo que essa questão foi amplamente debatida pelos adeptos presentes em Alvalade.
  Na 2ª parte, o ritmo baixou, era impossível continuar com a mesma velocidade, com isso benificiou o Olhanense, que obrigava o Sporting a errar muitos passes e naturalmente, com o tempo, os nervos apoderavam-se dos seus jogadores e dos seus adeptos, cabendo mesmo ao Olhanense a primeira grande situação de golo, com um fantástico remate de Rabiola à barra. Esse lance, parece que acordou de novo o Sporting, o qual começava a conseguir criar alguns lances de perigo, até que Vuckcevic aparece isolado no lado esquerdo da área do Olhanense e atira uma bomba para o golo da vitória leonina.
  Se é verdade que o Sporting mereceu os 3 pontos pela excelente reacção à desvantagem de 2 golos, o que poucas vezes se consegue, também o Olhanense merecia o prémio de 1 ponto, pela coragem e ousadia de jogar em Alavalde jogo pelo jogo e sempre à procura do golo, facto esse que fez com que se assistisse a um grande jogo de futebol, principalmente na 1ª parte.
  Rui Costa esteve desastrado, marcou o penalti que não era e não marcou o que era, para além de vários erros de avaliação em muitas faltas a meio campo.
Aspetos positivos, a intensidade de jogo de ambas as equipas que deram um bom espectáculo e a qualidade dos golos, pela negativa, a arbitragem que este jogo claramente não merecia.
RESTANTES RESULTADOS: Naval 0 Setúbal 1; Académica 1 Belenenses 1; P.Ferreira 1 Rio-Ave 1; Leixões 3 Guimarães 1; Nacional 2 Marítimo1.
Hoje houve também sorteio da Taça de Portugal, onde não há confrontos entre equipas da Liga Sagres, com destaque para a 3ª vez seguida que o Sertanense calha com o Porto, desta vez no Dragão, com o Benfica a deslocar-se ao terreno do Monsanto da 2ª divisão B e o Sporting a receber o Penafiel da Liga Vitalis. Julgo ter sido um sorteio favorável a qualquer dos grandes do nosso futebol.

13 comentários:

carlos silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
carlos silva disse...

ou melhor é Kalaba nao é kalamba...lol

carlos silva disse...

Agora sinceramente para quem teve no estádio de alvalade como eu, são jogos destes que dá vontade de ir ver ao estádio.A olhanense dignificou e de que maneira o espectaculo.sinceramente nao entendo, como o polga continua a jogar vendo-se que se encontra mal, e depois do bom jogo de tonel a semana passada em que o Sporting Nao sofreu golos, unico jogo esta época.
Depois porque Grimi nunca mais joga, caneira neste momento mete dó.
E por fim entrar com Angulo de inicio e sem o jogo resolvido é queimar o jogador que já se viu que está sem indices fisicos e sem entrosamento.Matias apesar de nao ter entrado bem, tem qualidade de passe e merece o lugar, precisa é de aparecer mais no jogo, porque contei os passes que ele fez e nao falhou 1.Caicedo(estaca) entrou bem no jogo, nao sendo um primor de jogador, para choveirinho da bastante geito como prova o terceiro golo, também pela sua estampa física é uma presença boa na área.Penso que Postiga titular Caicedo Suplente a entrar.Vuck que estava a fazer um jogo catastrofico foi o Heroi do jogo.

Bruno Venâncio disse...

É Kalaba e a mão (lol) foi de Anselmo. Boa jornada para os de Lisboa e para a semana um escaldante Porto-Sporting em que um ou mesmo os 2 podem perder pontos. Muito positivo. De casos já tudo se disse.

Anónimo disse...

o engraçado é q o contacto fisico que existe entre o jogador do leiria e o aimar, é provocado plo aimar..

Bruno Venâncio disse...

Oh anónimo, e por isso deixa de ser falta? Esse é que é o teu argumento para o facto de o árbitro não poder marcar penalty? Obviamente que é provocado pelo Aimar! Pois se o homem por acaso até queria chegar à bola! Só podia... sei lá... TENTAR JOGAR A BOLA! O defesa do Leiria tentou o mesmo, mas com um golpe digno do Bruce Lee. Se é assim, quantas faltas assinaladas a jogadores do Sporting e Porto já foram mal marcadas, na tua opinião? Ou jogadores dessas equipas nunca provocam contactos para ganharem faltas? Tem juízo. Aquilo é penalty aqui, no Japão, no Bangladesh e em qualquer lado do mundo.

Maestro disse...

Boa Jotas, grande analise, mais uma.

Mas continuas a ser demasiado bonzinho para os nossos adversarios, eles não merecem.

O zbording não jogou a ponta dum chavelho e os corruptos nem levados ao colo lá chegam.

Aquele abraço companheiro

garanhão plus disse...

desculpem a ausência, mas férias, são férias.
O Benfica venceu porque foi a única equipa que jogou para isso desde o 1º minuto e lamento que contra outras equipas, os adversários do Benfica não optem por colocar autocarros em campo, senão acham que o Sporting a peder 2 a 0 virava o jogo? Não me parece.
O penalti que dá a vitória do Benfica nem sequer merece discussão, já Lucílio Baptista, tem um novo aliado, chama-se Rui Costa e foi visivel na Tv, ele a pedir desculpas ao Jorge Costab pelo erro, o que não deixa de ser estranho, como sabia Rui Costa que tinha errado, se ainda não tinha visto na Tv? Só posso deduzir que se sabia, fez de propósito.

Jotas disse...

Viva grande Maestro, não é questão de ser ou não bonzinho, é tentar analisar os jogos, conforme eu os vejo, só assim para mim faz sentido fazê-lo.
Um grande abraço.

O VERMELHÃO disse...

Enfim ver o benfica a ganhar terreno sobre o adversário mais directo, defacto não é muito bom para a AZIA que anda por aí. Vejam só que esta azia tem feito mais vitimas que a Gripe A. Por isso, vale tudo para colocar o benfica em baixo, mas tal não é possivel.
Força benfica.
Obrigado jotas por mais uma analise honesta.

carlos silva disse...

garanhão faz um favor ao blog, vai de férias de novo...

Bernardo disse...

Boas grande companheiro,
é sempre um prazer ler as tuas análises com a imparcialidade exigida.

Mas discordo contigo no que dizes do jogo do sporting. Não considero que o lance do Miguel Garcia fosse penalti e passo a explicar:
O jogador faz-se ao lance com a intenção de cortar a bola junto ao poste, esta bate no poste e volta para trás (não entrava na baliza) e nesse ressalto toca no braço do jogador involuntariamente (o MG só evitava esse contacto se fosse amputado), logo não seria penalti... De resto viu-se um arbitro a ajudar o sporting, não só pelo penalti marcado, como aquando decidiu acabar com a 1ªparte o Olhanense ia beneficiar de um livre perigoso, enfim somos do Algarve somos pequenos.

Abraços Algarvios!!!

águia_livre disse...

Mais uma grande análise, caro jotas

Tenho uma fé que a seguir à próxima jornada, assumimos a liderança

Abraço
.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista