quinta-feira, 10 de setembro de 2009

ACREDITAR NO MILAGRE - Portugal em situação complicada.

--- Os milagres acontecem e enquanto há vida, há esperança, mas a verdade é que nunca é positivo depender de terceiros e a nossa selecção depende.
    Ao contrário do jogo na Dinamarca, desta vez, com uma má exibição, Portugal venceu a Hungria por 1 a 0 e cumpriu a sua obrigação, pois já não existe qualquer margem de erro. Foi uma vitória sofrida, em que a linha defensiva esteve bem melhor que a ofensiva, onde Ronaldo, foi pouco mais que uma nulidade e a exigência tem de ser maior, para aquele que muitos consideram o melhor do mundo, eu tenho muitas dúvidas que o seja, esses aparecem nos momentos decisivos e Ronaldo, esconde-se nesses momentos.
    Acho ainda inacreditável, que alguém que é capitão de uma equipa, no seu momento mais critico e decisivo, se esconda e não seja ele a vir dar a cara e representar a equipa na conferência de imprensa que antecedeu este decisivo jogo, teve de ser Nuno Gomes a fazê-lo, o que se estranha, porque este é decisivamente uma carta fora do baralho e foi apenas uma opção de recurso.
   Este facto, ajuda a demonstrar a ausência de liderança no seio da equipa, num ambiente que suspeito não ser nada saudável, em que a equipa, não reconheçe méritos para capitão a Ronaldo e começa a duvidar das capacidades técnicas e de liderança do seu seleccionador.
   Mas nem tudo foi mau nesta quarta-feira, pois foi muito importante a Dinamarca ter saído da Albânia apenas com 1 ponto, assim os dinamarqueses, são obrigados a jogar contra a Suécia para ganhar, facto esse que pode beneficiar Portugal. Por falar em Suécia, a estrelinha da sorte está toda do seu lado, 1º ao vencer aos 94 minutos na Hungria com um golo aos repelões e agora, em Malta, com uma exibição miserável, beneficia de um auto-golo aos 81 minutos, é que neste desporto, a sorte também ajuda, e muito.

1 comentário:

Bruno Venâncio disse...

Para mim Ronaldo é a antítese do que deve ser um capitão de equipa. Muito menos de uma selecção, em que tem todo um país em cima dos ombros. Mas nem me quero alongar muito por aí nem em ataques a Queiroz. O que importa salientar desta jornada é precisamente esse empate da Dinamarca na Albânia, que vai fazer com que os dinamarqueses não possam perder em casa com a Suécia, e qualquer resultado que não seja a vitória da Suécia será fantástico para Portugal, desde que vençamos os nossos 2 jogos, e com uma goleada a Malta. Sempre acreditei, apesar do pessimismo generalizado, que mal ou bem até iríamos ao mundial, mas não acredito que lá façamos grande figura. Mas isso são contas de outro rosário. Aliás, ainda falta, depois de ficar em 2º lugar do grupo, o playoff, onde podemos apanhar equipas nada apetecíveis, sobretudo a... França. Vamos com calma.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista