quarta-feira, 6 de outubro de 2010

RUI MOREIRA - Quando não há argumentos, os cobardes fogem.

---- Confesso que há muito que não me deliciava, nem tinha tanto gozo em assistir a um programa de televisão, como ontem durante " o trio de ataque", exibido na RTPN.
      Todos falavam abertamente numa rubrica do melhor e do pior da semana para cada um dos comentadores representativos dos chamados 3 grandes, até que chegou a altura do representante do Benfica, António Pedro Vasconcelos, a quem presto desde já a minha vénia, pela coragem e ousadia, o qual, elegeu justamente Carlos Martins como o melhor da semana e elegeu também de forma justa, as escutas como o pior da semana.
   Ao começar a sua explicação sobre os motivos para a sua escolha, eis que o representante do Porto, que enfiou a carapuça em grande escala, começou com um histerismo digno de Hollywood, tentando de forma "sui generis", rebater os claros e inequívocos argumentos de António Pedro Vasconcelos.
   Ao fazê-lo, baralhou-se de tal forma que começou a dizer uma série de disparates, sendo incapaz de rebater o óbvio, porque de facto, contra factos não há argumentos e quer ele queira quer não, todas as escutas que felizmente são do conhecimento público, representam a página mais podre de sempre do futebol português, ao qual os dirigentes do F.C. do Porto estão umbilicalmente ligados, com uma promiscuidade tal, que compromete para além do F.C. do Porto, órgãos disciplinares da Liga e Federação, órgãos de arbitragem e mais grave de tudo, a justiça civil, sendo agora fácil para todos nós, compreender o motivo pelo qual a impunidade a que esta associação criminosa foi vetada aconteceu.
    Sem argumentos, a estratégia de Rui Moreira, uma vez que não poderia rebater a grave substância das escutas, foi obviamente, tentar impedir que o representante do Benfica continuasse com a verdade que lhe era inconveniente, mas António Pedro Vasconcelos, não se intimidou e foi até ao fim, mesmo com a vil tentativa de Rui Moreira em impedi-lo.
   Insatisfeito por ver gorada a sua tentativa e espantado com a coragem do seu colega de painel, pura e simplesmente, como os cobardes, abandonou o programa e foi embora, num inequívoco sinal de incómodo e incapacidade de negar o óbvio, refugiando-se, ou melhor escondendo-se, de uma verdade que liga o seu clube ao que de mais podre se faz no futebol, que deve ser combatido, mesmo contra a sua vontade.
   Foi para mim, repito, um enorme motivo de gozo, porque ficou provada a verdade e porque com a sua fuga, Rui Moreira, mostrou um terrível incómodo por ser confrontado com factos evidentes, os quais obviamente não se sente capaz de enfrentar, assim, o melhor a fazer foi de facto fugir, repito, como fazem os cobardes.
   Tentou ainda este senhor comparar o incomparável, arranjando argumentos ridículos na ténue tentativa de escamotear a verdade, o que só o fragiliza enquanto pessoa e  atenta contra a seriedade que eu julgava que ele tinha, referindo inclusive, que escutar as pessoas é uma afronta e uma grosseira violação dos direitos alienáveis dos cidadãos e nisso dou-lhe razão, ninguém gosta de ser escutado por dá cá aquela palha, até porque não tenho conhecimento que se use este meio de prova no cidadão comum que não seja suspeito da prática de crimes, mas infelizmente para o Porto, para os seus dirigentes, para o próprio Rui Moreira e principalmente para o país, as escutas não surgiram por obra e graça de Deus, surgiram porque alguém andava a praticar crimes graves e como tal esses sim devem e têm de ser escutados, para que a verdade venha ao de cima e nesse aspecto, eu nada tenho a temer, porque com toda a certeza não ouvirão nada meu, que me envolva em esquemas sujos, já o sr. Rui, parece temer ser escutado, o que de facto, a mim me espantou.
   Ao fim ao cabo, o que este representante fez, foi defender o crime e que mais vale um alto criminoso passar impune, do que se descobrir o criminoso, compreendo, afinal de contas, é apenas e só uma questão de inconveniência, de uma verdade que em nada lhe convém.

8 comentários:

Apanhados disse...

Recusou-se a defender o indefensável, e por isso, nada mais lhe restou senão retirar-se...

Anónimo disse...

tá aki em causa o conteúdo das escutas se as escutas têm a ver com suborno e corrupção em prejuízo de outrem e benefício de outrem o atv fezz muito bem e falou dakilo ke kiz não ficou à espera da permissão do rm sóporque têm lá o papa das bufas pensam ke podem mandar nos outros ou ke ke ridiculo

VHugo disse...

Muito bom Jotas, Desta vez tiro o chapéu a APV...Os ratos começam a abandonar o navio!

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/10/ele-ha-palhacos-em-todo-o-lado.html

GIL VICENTE disse...

Olá, caríssimo Jotas

Tenho agora um tempinho livre. Nunca deixei de ler as suas brilhantes e apropriadas crónicas. Mas não tinha mais tempo do que dizer "olá".
E as suas crónicas valem mais do que isso, muito mais.
Tal como esta. Um hino em defesa do Benfica e na denúncia dos corruptos e da corrupção desportiva.

Um grande abraço

águia_livre disse...

Foi uma cobardia numa extensão daquilo que André Villas Boas fez em Guimarães.
Os homens andam desorientados e já não sabem onde se meter.
Coisas de andrades.

Cumpts
.

sloml disse...

Eu recuso-me a ver esse tipo de programas, mas quando um amigo me mandou o link desse momento, mais não fiz do que rir-me a bandeiras despregadas. Esse nojento (que nunca me enganou, mesmo quando outros benfiquistas diziam que lhes parecia estar ali um portista honesto e digno) não conseguiu aguentar a vergonha e, como tal, não teve outro remédio se não fugir. Ficou-lhe muito bem. Loooool

carlos disse...

Confesso que há muito que não me deliciava, nem tinha tanto gozo em assistir a um programa de televisão, como ontem durante " o trio de ataque", exibido na RTPN.

Sinceramente isto diz tudo em relação à maneira das pessoas gostarem de estar em futebol, gostam destas polémicas, eu pessoalmente dá-me mais gozo assistir ao pontapé de saída da RTPN e por exemplo aos resumos do futebol ingles da SportTV e outras coisas que tais, futebol puro e duro.

Há 1 ano que me recuso a ver programas como o dia Seguinte e o Trio de Ataque(que começou por ser bom programa) onde o facciosismo é levado ao extremo e onde ninguém consegue ver seja o que for e cada um puxa a brasa ao seu e não age com racionalidade, é no fundo como muitos adeptos assim são e daí agora evitar discutir polémicas porque quem conseguir ser racional sabe ver as coisas, quem não quer ver está no campo do facciosismo e não vale a pena Discutir

Bimbosfera disse...

O verdadeiro «Andor» Moreira, ahahahah!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista