sexta-feira, 2 de outubro de 2009

SEMANA EUROPEIA - Tragédia grega em noite desinspirada.

--- Foi uma semana europeia de má memória para o Benfica, ao perder na Grécia, local de más recordações, de resto, uma perfomance de resultados positivos para as equipas lusas.
AEK ATENAS 1 BENFICA 0 - Um jogo algo estranho de comentar, não me pareceu que o Benfica jogasse assim tão mal, como também esta equipa grega, me pareceu uma equipa perfeitamente ao alcance de um Benfica normal, então porquê de tão mau resultado? Pareceu-me que houve 3 factores fundamentais: Uma equipa mais desligada entre sectores do que é normal, falta de eficácia nas muitas situações de finalização criadas e um guarda - redes adversário como uma exibição perfeita.
   Teve um bom princípio de jogo o Benfica, dominando completamente o seu adversário em todas as zonas do terreno, com uns 20 minutos inicias em que falhou essencialmente o último passe na área adversária, ante uma equipa fechadinha e com nítida intenção de contra - ataque, onde  se destaca neste período um remate forte de Di Maria ao poste.
   Mas, como nesse período de domínio não houve mossa, o AEK foi acreditando que era possível ganhar, isto porque este Benfica não se mostrava tão capaz como noutras alturas e começou a acercar-se da baliza de Júlio César com mais perigo e curiosamente, foi num lance de bola parada em que o Benfica costuma marcar muitos golos, que desta vez o sofreu, com culpas para os centrais encarnados que não atacaram a bola.
   Foi um castigo demasiado pesado para o Benfica, se é verdade que os encarnados não justificavam estar a ganhar ao intervalo, também não me pareceu que o seu adversário o merecesse.
Na 2ª parte, entrou novamente melhor o Benfica, aliás, neste período, os gregos praticamente abdicaram do ataque planeado, tentando apenas aproveitar-se da ansiedade que se ía apoderando dos jogadores encarnados, à medida que o tempo passava, depois, bom, depois, começou um autêntico festival de grandes defesas do guarda-redes grego, negando sucessivamente o golo a Di Maria, Cardozo, Fábio Coentrão e Weldon, com defesas simplesmente magníficas, aliado a isso, a desinspiração de Cardozo e seus pares, quando conseguiram ganhar de cabeça e de frente para a baliza na área do Aek, mas o tiro saíu sempre para fora do alvo, pelo que a vitória algo injusta caíu para os da casa.
  Destaques pela positiva para o Guarda - redes do Aek, o principal responsável da vitória da sua equipa, pela negativa, a menor inspiração de Ramires, Aimar e Saviola, passaram completamente ao lado do jogo e para a defesa encarnada, onde David Luíz e Maxi Pereira, estiveram longe do seu nível.
A Arbitragem foi no geral boa, apenas dúvidas num lance em que Cardozo me pareceu puxado pela camisola na área adversária e que vê amarelo por simulação, julgo que ficou penalti por assinalar.
SPORTING 1 HERTHA de BERLIM 0 - Não vi quase nada deste jogo, o que vou aqui dizer é aquilo que no fundo vem retradado nos jornais de hoje.
   Atendendo à exibição do Sporting, o último classificado da liga alemã, foi o melhor adversário que lhe podia ter calhado, o qual foi sempre uma equipa sem chama, com muitos passes errados e um ritmo muito lento, o que se estranha numa equipa que tinha a obrigação de se conhecer e de apresentar um outro fio de jogo.
   Começar melhor era impossível, um golo feliz de Adrien, antes de se atingir os primeiros 20 minutos, deveria ser um importante tónico para a equipa de Alvalade e uma rude machadada numa destroçada equipa alemã, mas nem isso teve o condão de acordar o Sporting, na verdade esta 1ª parte, parece que poucos motivos de interesse teve.
  Na 2ª parte, já vi mais do jogo, e pareceu uma fotocópia da 1ª parte, uma jogo sensaborrão, em que os bocejos dos poucos espectadores presentes em Alvalade eram bem notórios. O Sporting quase não criava perigo e as debilidades deste frágil conjunto alemão também pouco ou nada conseguia assustar Rui Patrício, a excepção foi um remate à barra da sua baliza, pelo que não houve mudanças no marcador.
Pela Positiva, o regresso de Tonel à defesa do Sporting, que ganhou capacidade aérea e mais estabilidade e a vitória do Sporting que quase garante o apuramento, bem melhor que a exibição,  pela negativa a má exibição do Sporting e a presença de apenas 16 mil espectadores em Alvalade, algo que merece uma profunda reflexão.
  Arbitragem com muitos erros, perdoando uma expulsão a um jogador alemão por uma entrada violenta sobre Liedson e poupando o Sporting a um penalti cometido por Tonel.
AUSTRIA DE VIENA 1 NACIONAL 1 -  Não vou falar muito de um jogo que pura e simplesmente não vi, apenas o breve resumo que passou na televisão.
   Julgo que um empate fora é positivo, mas que atendendo aos outros opositores do grupo, pode ter comprometido o apuramento para a fase seguinte.
   Parece que a equipa madeirense dominou em muitos períodos do jogo e que a equipa austrieca reagiu bem ao grande golo de Ruben Micael, um nome a ter cada vez mais em atenção. Depois aos 76 minutos o empate da equipa de casa, que foi uma machadada nas aspirações dos portugueses, mas que no fundo, deu justiça ao marcador.
PORTO 2 AT. MADRID 0 - Um jogo de sentido único, embora na 1ª parte o Porto revela-se sérias dificuldades em ultrapassar a frágil defesa dos espanhois.
   Nem sempre jogando bem e muitas vezes previsível, esteve sempre a pairar no ar a ideia que mais tarde ou mais cedo o Porto marcaria, bastava apenas acelerar um pouco mais o seu futebol na linha atacante, o Atlético, esse, lá ía ameaçando devagar, devagarinho em iniciativas normalmente levadas a efeito por Aguéro ou por Forlan, as 2 mais valias desta equipa, Simão esse, se cumpria em termos defensivos, pura e simplesmente não se via em termos ofensivos, denotando uma má forma assinalável, apesar também do mérito de Fucile. O Intervalo chegou com um nulo que no fundo espelhava o que se passava em campo.
   Na 2ª parte, houve claramente mais Porto, as marcações do meio campo madrileno já não eram tão eficazes e o Porto conseguiu dar mais velocidade ao seu futebol, embora nem sempre jogando bem, até que chegou a hora, Hulk versus Falcão, uma dupla terrível no ataque postista, com um bom remate de Hulk e na passada este dá a Falcão que um magnífico calcanhar faz o tão ansiado golo e logo um golo de grande beleza.
   Esse golo desorientou completamente a equipa espanhola e até ao fim do jogo só deu Porto, culminando esse domínio com mais um golo, agora de Rolando, na recarga a um cabeceamento de Bruno Alves.
  Em suma, foi uma vitória justa e importante rumo ao apuramento.
Pela positiva, o grande golo de Falcão, cheio de classe, pela negativa, as debilidades de um At. Madrid, com grandes individualidades, mas um mau conjunto.
Arbitragem regular, com dúvidas num lance eum que Aguero é empurrado na área do Porto, com penalti por marcar e o resultado ainda em branco.

4 comentários:

Blog do Vascão disse...

Meu grande amigo Jotas, cinseramente não estou acompanhando este campeonato onde vocês perderam por 1 a 0, se for mata-mata vocês reverteram fácil em casa com o grande elenco que possuem, se for fase de grupo, também terão tempo para a recuperação, o Benfica tem um grande time este ano.
Abraço
Jeferson

carlos silva disse...

Sinceramente o benfica nao esteve bem...Apesar de e ao contrário do meu Sporting ter criado bastantes situações, o benfica nao jogou bem.
Muito devido à falta de Aimar, e secalhar podemos questionar um pouco de aimardependencia, como muitas vezes se fala do liedson no Sporting.Pois bem nao penso isso do Benfica, mas o que é certo é que muitos jogadores estiveram uns furos abaixo do que teêm feito.Se falamos em desinspiração do ataque do Benfica, que dizer daquele ponta de lança Blanco que lutava mas concretizar nao era com ele.Ao contrário do que dizes gostei imenso da arbitragem, esteve muito bem um árbitro num jogo díficil de apitar.No lance que falas só a maneira como o Cardozo cai indicia tudo.
Quanto ao Sporting, se o Benfica nao esteve bem, o Sporting muito pior num jogo onde se viu claras debilidades, nao tanto num plano defensivo onde embora o Hertha nao seja uma grande equipa, o Sporting voltou a nao sofrer golos com tonel em campo.As debilidades foi na construção de jogo, onde matias na primeira parte tentou pegar mas onde notava-se a falta de soluções e a falta de mobilidade do meio campo e da frente, e só à custa de lances individuais, que me lembre 1 de caicedo e 1 do vuck, é que o Sporting criava perigo.Colectivo=0.Mobilidade=0, e pior do que isso acomodaram-se À exibição.Nota-se que Vuck quer, mas que fisicamente nao pode.Nota-se que Caicedo quer, mas fisicamente nao pode,(já que tecnicamente é fraco).Numa equipa que neste momento só tem Veloso, mais uma vez ontem sem fazer um grande jogo o mlr em campo.Nota para o arbitro que terrivel arbitragem como já aqui foi dito o lance do Liedson é grave, mas que dizer da agressao de Kaka a Matias, é por isso que ele está aleijado, sao entradas para partir pernas, e entrada que teve a mesma sanção disciplinar do que nao deixar marcar uma falta como levou amarelo o jogador do Hertha.Terrivel exibiçao mais ou menos ao nivel das equipas.O penalty sinceramente nao me parece que seja motivo para cair.Penso que possa ter havido obstruçao, mas é aquela duvida da intensidade.
Nao vi o jogo do Nacional, mas segundo reza a crítica inexperiencia foi crucial num jogo muito mal apitado, senao veja-se o penalty do qual o nacional foi lesado.
Porto mais uma vez mostrou Dimensao Europeia ao contrário de todas as equipas portuguesas, por muito que me custe dize-lo quer ao benfica quer ao Sporting.Jogo quase perfeito, pese embora o Jesualdo nao tenha metido a melhor equipa.Nota-se que Meireles tá em baixo nivel e ja se justificava Guarin ao lado de Fernando e Belluschi, na frente Mariano tem estado mal, cumpre tacticamente mas erra muito no jogo jogado.Hulk para mim voltou a nao estar bem, como nao tem estado, e parece-me que está a jogar pressionado, e as suas birrinhas com os arbitros para mim faz-me lembrar o Postiga, e isso só o tá a prejudicar a ele.

Jotas disse...

Eu disse que a arbitragem no jogo do Benfica foi boa, dúvidas apenas no lance do Cardozo, não critiquei o arbitro, tomara eu que em Portugal, todas as arbitragens tivessem aquele nível, de certeza que a polémica quase não existia.
Só depois de escrever esta crónica é que vi a entrada de KáKá sobre Matiaz, é assassína e ali só pode ser mostrado um cartão, o vermelho.

garanhão plus disse...

Por vezes, com menos oportunidades ganham-se jogos, julgo mesmo que poucas equipas naquele campo criam tantas situações de golo, como criou o benfica.
Mas o que mais gozo me deu no meio disto tudo, foi o regozijo e a vibração dos rivais, com uma triste figura, que no fundo retrata o que rui Costa disse, andam sempre a sonhar com o Benfica.
Coitados, é mesmo caso para tratamento psiquiátrico, os homens veneram o Benfica.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista