segunda-feira, 12 de outubro de 2009

PORTUGAL VOA NAS ASAS DE SIMÃO - Play - off na mão.

---- No seu regresso a casa, Simão embalou Portugal para uma vitória fundamental, ante uma Hungria, pouco mais que vulgar, contando com uma preciosa ajuda da Dinamarca, para desse modo passar novamente a depender só de si para o apuramento.
PORTUGAL 3 HUNGRIA 0 - Vitória justa da equipa das quinas, apesar de algumas intermitências muito preocupantes no seu jogo, que já foram e poderão vir a ser fatais contra selecções mais cotadas.
    Portugal entrou com um ritmo forte, rápido nas transicções, embora nem sempre bem no último passe, uma vez que os Húngaros fechavam todos no seu meio - campo e o espaço escasseava.
  Simão e Ronaldo estavam fortes, mas Deco não acertava com  o último passe e disso se ressentia a selecção, mas após um cruzamento remate de Ronaldo, o guarda - redes defende para a frente e Simão a entrar com tudo para fazer o primeiro, um golo já merecido, o mais difícil estava feito, o primeiro golo.
  Mas depois veio o primeiro contra tempo, Ronaldo na sequência do golo magoa-se e é substituído e a verdade é que a sua saída, coincidiu com o melhor período do nossa adversário. Quer se queira quer não, Ronaldo, jogue bem ou mal, coloca muito respeito nos adversários e a sua lesão, foi como que uma lufada de ar fresco para a Hungria, a qual atirou uma bola à barra e causou mais 2 ou 3 calafrios, já Portugal, tinha dificuldades em furar a defensiva adversária.
  Na 2ª parte, mais Portugal, a equipa rectificou o que estava mal, subiu as suas linhas e o bloco nacional estava mais coeso, fruto da acção de Pedro Mendes, um jogão deste trinco, assim a equipa nacional controlava o jogo e começou a encostar o adversário às cordas, pese embora alguma intermitências no jogo, também porque quer Deco, quer Meireles, falhavam muitos passes, foram talvez, na companhia de Duda, os homens menos da equipa, até que justamente Liedson, após bom passe de Bruno Alves, faz o golo da tranquilidade e a partir daí sim, os húngaros deixaram de acreditar, Portugal sentiu que a vitória já não fugia e depois, Simão, a coroar etse seu fantástico regresso a casa com um grande golo, o terceiro de Portugal e o seu bis, diga-se bem merecido.
   Foi uma vitória justa, mas Portugal, denota ainda algumas fragilidades graves, nomeadamente na esquerda da sua defesa, na pouca ligação dos sectores, por vezes muito afastados uns dos outros e vive mais de iniciativas individuais do que do jogo colectivo, denotando mesmo alguma gritante falta de entrosamento em alguns momentos.
Pela positiva, Simão e Pedro Mendes, encheram o campo e ao público que aderiu em força, sempre do lado da equipa nos bons e maus momentos do jogo, pela negativa, as intermitências graves da selecção em alguns períodos da partida.
 Arbitragem que nem se deu por ela, querem melhor elogio?

5 comentários:

GIL VICENTE disse...

Boa Jotas, muito fiel a sua crónica. Aliás, já estamos habituados.
E anda tanto pelintra avençado por esses jornais e por essas televisões que nem duas letras sabe juntar!
Deviam aprender consigo.
Crónicas correctíssimas que vêem o jogo que foi jogado, não aquele que a imaginação da pelintragem inventa como desejando que assim fosse.

Já agora, conseguiu traduzir o comentário anterior?

Um grande abraço

Bruno Venâncio disse...

Piores em campo: Duda e Deco. É arranjar um lateral esquerdo rapidamente (até Peixoto é bem melhor na esquerda que Duda, mas para mim o melhorzinho actualmente é... Jorge Ribeiro). E para quem diz que Nuno Assis não tem qualidade para estar no 11 da selecção, se ele não está em muito melhor forma que Deco, eu sou cego e nunca na vida vi futebol. Raul Meireles está num momento fraquíssimo de forma também. Desde 2003 que considero Pedro Mendes o melhor médio português. Incrivelmente, foi negligenciado durante anos por Scolari e agora também por Queiroz. Finalmente, o "professor" se lembrou que ele existe e em boa hora lhe concedeu a titularidade. Agora Pepe já vai poder jogar com Malta e aposto tudo em como o Pedro vai para o banco outra vez. Nani não melhorou nada desde que está no Manchester, ao contrário de Ronaldo, e parece-me que não vai passar muito daqui. Agora crucifiquem-me, mas não considero que Simão tenha jogado grande coisa. Marcou 2 golos e por isso foi a figura do jogo, mas não vi uma exibição sua de encher o olho, longe disso.

Blog do Vascão disse...

Parabéns pela vitória, Portugal tem que se classificar, a Copa sem Portugal não tem graça.
Grande abraço
Jeferson

Jotas disse...

Meu car Gil, obrigado pelo elogio, julgo não ser merecedor.
Epá, aquele indivíduo que tem a mania que é chinoca, não para de andar aqui armado em besta, mas eu apago tudo, mas o parvo continua, o que hei-de fazer?
Os parvalhões que têm a mania que são espertos têm estes comportamentos, mas eu vou apagando, ignorando a sua estupidez, embora repare que ele goste de ser estúpido.
Caro Bruno, a sua presença aqui é salutar, tal a sua firmeza nas ideias, concordo com a questão de faltar um bom lateral esquerdo, mas temo que as soluções não abundem, já Deco, acho fantástico, apenas teve um dia mau.
Caro vascaíno de categoria, obrigado pelo apoio a Portugal.

carlos silva disse...

Feliz da selecção que pode discutir todas as opções que nós discutimos.Simao, nani, nuno assis e Deco, Pepe e Pedro Mendes, Meireles e Tiago, fosse assim no defesa esquerdo e no não citado guarda redes e teríamos selecção para lutar por algo mais no mundial, o que sinceramente acho díficil, nao só com o treinador com um discurso politicamente correcto que temos, e sem nada a acrescentar ao normal, que saudades tenho das conferencias de imprensa do scolari e dos seus discursos motivacionais.
Em relação ao jogo, podemos dizer o que quisermos, mas o Ronaldo quer jogue bem, ou jogue mal na selecçao é alvo de todas as atenções por parte dos adversários, e não é à toa que depois sobressaem outros.O Simão precisava destes golos porque nao tem estado bem ultimamente, e ainda bem que os guardou para este jogo.Jogao de Pedro Mendes, e agora fica a pergunta onde joga o defesa central titular da fantastica equipa do REAL?Bruno alves é talvez um dos melhores centrais do mundo, quer À frente quer atrás.Ricardo Carvalho é a segurança e a maturidade dentro de campo.Talvez a defesa esquerdo,lol.Meireles já tenho referido na sua pior forma, devia dar lugar a tiago neste jogo, ou mesmo e porque não a Moutinho que não estando nada bem no clube, pode ser que sobressaia na selecção mas ainda existem outras selecções porque eu não me esqueço de manuel fernandes, neste momento indiscutivel no valencia.

Por fim falar na nossa selecção que voltou a sorrir com um grande ponta de lança LIEDSON, nem está em forma, longe disso, mas em boa hora veio para a selecção tivesse ele a altura do poste hugo almeida e não tinha duvidas que seria um dos melhores cabeceadores do mundo.Não tendo tido escola de futebol, e por isso estar longe de ser um jogador disciplinado tacticamente, sabendo apenas interpretar o losango do sporting dado os anos que já la anda, perde muito com a selecçao a jogar em 4-3-3 de qualquer das formas faz golos.3 jogos e 2 golos e ja ninguem questiona a sua presença no 11.


O guarda-redes, desde Baía quanto a mim nao há, e é dificil que haja, porque nao estou a ver nenhum jovem aparecer em grande.Eduardo é um guarda redes inseguro, quanto a mim ao nivel de ricardo, quim, rui patricio, por isso tar la ele ou outro destes igual.Talvez se Beto jogasse no Porto, nunca se vai saber.

Equipa para malta
Rui patricio(dar a internacionalizaçao)
Bosingwa Ricardo Carvalho bruno ALVES pepe(testava-o a lateral esquerdo pela sua velocidade, ee por ser previsivelmente um jogo de pendor ofensivo)
Pedro Mendes
Tiago Simao
Deco
Liedson Nuno gomes

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista