quinta-feira, 31 de maio de 2012

MICHEL E LUISINHO NO BENFICA - Justifca-se?

   Defendi num post recente, que estava a gostar do modo como o Benfica estava a prepara a nova temporada que se avizinha, parecia-me estar a contratar com rigor e critério, jogadores interessantes, jovens e como margem de progressão, refiro-me a Hugo Vieira, à iminente contratação de Salvio e essencialmente àquela que me parece ser uma das grandes contratações da época, Ola John.
   Acrescentei ainda que depois de consumada a contratação de uma lateral esquerdo de inegável qualidade e assumindo-se Wass como alternativa válida a Maxi Pereira, julgo que consumadas estas aquisições, o Benfica deveria apenas suprir lacunas surgidas de eventuais vendas, evitando assim o desbarato, até porque o plantel à disposição de Jorge Jesus seria de grande qualidade e com alternativas para todos os gostos.
    Eis que sou agora apanhado de surpresa com as contratações de Michel e Luisinho, se a do lateral do Paços me parece ser uma contratação interessante, mostrou muita qualidade a lateral esquerdo no Paços e pode perfeitamente rivalizar com o outro possível lateral que certamente será contratado, é um jogador que me captou a atenção na presente temporada, com excelente predisposição ofensiva, que alia a uma boa capacidade de recuperação, ainda por cima é português, até porque há que estar atento aos regulamentos da UEFA.
    Já a contratação de Michel parece-me descabida difícil de perceber, antes de mais porque não me parece um jogador com capacidade para um clube como o Benfica e depois porque não sendo já propriamente um jovem (25 anos), não deveria caber naquele que deve ser o objectivo principal da equipa B, rodar jovens com potencial, fazê-los crescer no seio do clube e usando-os como ponte entre a equipa B e a equipa principal.
   Ainda menos percebo se a contratação do atacante pacense foi a pensar na equipa principal, sinceramente não vejo onde poderá ele encaixar nem vejo que utilidade terão tantos e tantos avançados, é que a isto chamo contratar a granel e isso é algo contra a qual sempre me bati, ou seja, mais vale comprar pouco e bom, jogadores que a qualquer momento se possam impor, do que muito e mau, espero que o Benfica não enverede como em outras ocasiões por este caminho de contratar a granel e depois não saber o que fazer a estes jogadores.
   Para este lugar até ver temos: Cardozo, Saviola, Hugo Vieira, Rodrigo, Nelson Oliveira, Melgarejo e ainda se fala de um miúdo paraguaio cujo nome não me lembro, já para não falar nos emprestados Kardec e Mora, então para quê ou que justificação existe para contratar mais um avançado que nada acrescenta qualitativamente à equipa?


  

VIRAR A PÁGINA - Tempo de Euro

   A época está oficialmente encerrada, como tal, apesar de obviamente estar sempre atento a notícias do meu Benfica, o tempo é agora de selecção e por inerência do Euro 2012, que está a a pouco mais de uma semana de se iniciar.
    Quem acompanha este espaço, sabe que sempre fui um fã de Portugal, sempre torci imenso pelo sucesso da nossa selecção e durante o Europeu certamente não será diferente.
   Antes de dizer o que penso sobre este grupo que representará o país na Polónia e Ucrânia, não posso deixar de comentar aquilo que para mim não foi nenhuma novidade, as palavras de Scolari que confirmam apenas aquilo que é do senso comum e que há muito já toda a gente tinha percebido, a influência de Pinto da Costa nas escolhas e decisões da nossa selecção.
    Não foi para mim surpresa nenhuma, afinal de contas, qualquer idiota sabe da influência que este senhor exerce nos mais diversos meios do nosso futebol, estranho no fundo, seria que não exercesse toda essa influência na selecção, sabendo-se como ela valoriza activos, no fundo, esta realidade é latente há muitos anos e para os menos atentos, basta relembrar que já muito antes, Manuel José, havia dito que só não foi seleccionador nacional porque Pinto da Costa impediu, como tal, só os distraídos podem ter ficado distraídos.
    Também não é novidade para ninguém que o Presidente portista, sempre que alguém se atravessa no seu caminho ou tente impedir que concretize os seus intentos, ganha desde logo um inimigo capaz de usar de todos os meios para atingir os seus fins, as pessoas sem escrúpulos são assim e foi assim que ele foi fazendo que o seu clube ganhasse hegemonia nas mais diversas áreas e modalidades.
   Ora foi precisamente por Scolari lhe ter feito frente que esse senhor que se vai pavoneando e no seio da sua imensa impunidade, lhe moveu tremenda perseguição e ataques sem conta, que sempre gostei do seu tempo na selecção, mais do que por ter sido o seleccionador com melhores resultados de sempre à frente de Portugal, adorei-o pela coragem e determinação com que enfrentou os mais diversos centros de poder do nosso futebolzinho e o imenso mau estar que lhes foi causando, pena que outros não tenham semelhante coragem.
    Posto isto, importa falar da actual equipa das quinas, agora mais que todas as politiquices que tanto prejudicam o futebol português, importa concentrar atenções no relvado e apoiar aqueles que representarão Portugal no Euro. 
   Obviamente irei torcer pelo melhor resultado possível para Portugal, mas infelizmente, esta selecção, na minha opinião, é das mais fracas dos últimos tempos e a tendência é para a situação se agravar, caso a Federação continue impávida e serena a assistir a decapitação do jovem jogador nacional, caso daqui a uns anos não queiramos voltar a cair nos tempos em que nem sequer conseguíamos a ir as fases finais, há que adoptar medidas rigorosas de protecção aos jovens portugueses.
    Comparar a qualidade esta selecção com a geração de Figo, Rui Costa, João Pinto, Baía, Paulo Sousa  ou com aquela que nos representou no Euro 2004, é o mesmo que comparar um Ferrari a um Fiat 600.
    Julgo que esta selecção tem imensas lacunas, se é verdade que nas alas temos jogadores fantásticos como Nani e principalmente Ronaldo, olhando para os outros sectores, parecem-me todos eles de grande debilidade e com imensas lacunas, o nosso meio campo não tem um jogador criativo, capaz de romper com um passe as defesas adversárias, como o faziam Rui Costa e Deco, não tem velocidade no meio campo e falta-lhe um elemento forte de ligação defesa/ meio campo, como o eram Paulo Sousa e Costinha.
   Por muito que queira estar enganado, sinceramente não acredito no sucesso desta selecção, acho até ridículo um certo jornalismo que eleva o potencial desta equipa à condição de candidato a qualquer coisas, infelizmente não creio que sejamos candidatos a algo, apenas espero estar enganado e acreditem que o meu pessimismo não advém do grupo em que estamos inseridos, advém mesmo de achar que esta equipa é demasiado deficitária em termos qualitativos e se é verdade que ainda podemos constituir um onze com relativa qualidade, olhamos para alternativas válidas e parecem-me todas elas débeis.
   Contudo, existe sempre alguma fé, se Paulo Bento conseguir construir um grupo coeso, unido, lutador, se os jogadores perceberem que têm de ser humildes e perceberem que há equipas bem mais poderosas que a nossa e fizeram das fraquezas força, então, sem grande alarido, com calma, pode ser que façamos algo engraçado, embora o engraçado seja pouco mais que conseguir passar este grupo.
   A ver vamos, a expectativa cresce e a minha ansiedade aumenta, até porque adoro estar colado ao televisor a assistir a grandes competições como esta. Força Portugal.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

MAIL DE UM EGENTE DA P.S.P. - Por razões óbvias protege-se no anonimato.

  Recebi através de um amigo este mail de um agente da P.S.P. do Porto, o qual esteve directamente envolvido nos incidentes da final do jogo Porto - Benfica, em basket, realizado no Dragão Caixa, o qual transcrevo para que se perceba como age aquela gente e depois como se vitimiza, uma estratégia useira e vezeira que deve envergonhar qualquer adepto:
  "Venho só dizer uma coisa....faço parte do corpo de intervenção que esteve no Dragão Caixa no jogo em questão, vou deixar aqui detalhes do que realmente se passou, se quiserem fazer isto publico estão à vontade, irão ter a confirmação disto tudo dentro de dias, no nosso relatório.Posto isto:
-O jogo foi por si bastante quentinho, por algumas vezes tivemos de intervir junto de adeptos por arremessos de objectos perigosos para a integridade de todos os atletas, uma vez que em movimento dificilmente acertas no alvo pretendido,os jogadores do banco foram os mais protegidos, mas também os mais massacrados;
-No término da partida, os festejos dos jogadores do Benfica, foram contidos, havendo aquela situação entre o Atleta Nuno Marçal e o treinador Carlos Lisboa;
-Após este incidente os adeptos começaram arremessar todo tipo de objectos para dentro campo, de seguida o atleta Nuno Marçal dirigiu-se À claque SD nos seguintes modos:
"Vocês vão deixar que eles festejem??Façam qualquer coisa, partam-nos todos..."
Ainda com os ânimos mais exaltados, tivemos de recorrer À força física e colocar em sentido alguns espectadores;
-Após carga policial, muitos de eles resolveram ir buscar paralelos, sim leram bem, paralelos ,para agredir o nosso corpo, como estávamos junto de outro publico, essas pedras caíram junto do mesmo abrindo cabeças de mulheres e ferindo até crianças; depois o Sr. Presidente da instituições vem dizer que fomos nós que batemos em crianças e em mulheres, quando são eles próprios a agredir as próprias mulheres e filhos;
-Para terminar, o jogador Rolando, defesa da equipa de futebol, estando presente no pavilhão ao terminar o encontro, foi abordado por um grupo de adeptos, dando-lhe um excerto de porrada desde a saída do pavilhão,até à sua viatura.
Poderão em breve confirmar isto tudo, mas disto ninguém feio falar o presidente e a sad desta instituição..."

  Posto isto e perante o relato de quem lá esteve, cada um que tire as suas conclusões.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

FASE DO DEFESO - É importante estarmos todos unidos.

   Oficialmente terminada a época 2011/12, estamos agora na fase que se denomina por fase do defeso, a qual serve essencialmente para que os clubes retoquem as suas equipas, arrumem a casa, façam os negócios quer de vendas quer de compras, uma fase por um lado chata porque nos falta o sal e a pimenta dos jogos a sério, mas que acaba  também por servir para nós adeptos nos centrar-mos noutros assuntos, descansar da excessiva quantidade de bola que vai passando pelas televisões, com o bicho a crescer até que a bola volte de novo a rolar.
       É também nesta fase que os adeptos das mais variadas equipas vão gerando as suas expectativas para a temporada que está a ser preparada, no caso que mais me interessa, ou seja, o Benfica, julgo que é oportuno e salutar, que nós adeptos, demos o benefício da dúvida a estrutura do nosso futebol, na preparação e construção do plantel que atacará a próxima temporada, digo isto porque é importante neste momento paz e alguma harmonia em todos os benfiquistas, estarmos todos unidos num amor que nos é comum, o Benfica, a estabilidade é a nota mais importante e esta fase é essencial para um possível sucesso ou insucesso para a nova temporada, ou seja, a responsabilidade para que o clube possa trabalhar em paz é de todos nós, as trincas e as divisões em nada ajudam o clube.
    A fase para que surjam ideias e projectos diferentes ainda vem longe e quando ela surgir, então sim, debata-se, questione-se e cada um no local próprio, diga de sua justiça, se assim for, estaremos certamente todos a prestar um bom serviço ao clube e a impedir que os verdadeiros inimigos do clube, que devem estar sempre fora e não dentro, usem actos dos próprios benfiquistas para atacar o clube, como sucedeu com o aproveitamento das infelizes pinturas rupestres que alguns se entreteram a escrever na nossa casa, que para além de ser danoso para o que é nosso, apenas serviu para surgir num comunicado de um clube rival, sendo esse o grande serviço que os seus autores e defensores prestaram ao Benfica, por isso digo, é fundamental ter decoro e algum cuidado, para não dar armas aos rivais, é triste quando essas armas são oferecidas por aqueles que se dizem ser adeptos do clube, além da minha condenação pública de qualquer acto de vandalismo, mais ainda quando ele é feito nas nossas próprias instalações.
    Julgo que a política de contratações que está a ser seguida pelo clube é a adequada, ou seja, procurando não só jovens de grande potencial que poderão vir a ser mais valias, como tentar ir buscar valores que se sabe serem seguros e que também eles poderão gerar mais valias futuras.
   Se o Benfica conseguir aliar isso ao colmatar das lacunas que o plantel evidenciou, então, as bases para o sucesso estarão criadas, embora sempre sujeitas à bola no poste, o que é uma contigência natural deste desporto e aos factores alheios ao jogo, que são aqueles que mais me preocupam e que podem destruir tudo o que de bom possa ser feito e a esses há que estar atento desde o princípio, prevendo e antecipando manobras alheias e denunciando-as sem pudor em tempo oportuno, algo que na minha perspectiva poderia ter sido feito de forma mais positiva.
    As contratações já garantidas de Ola John e de Hugo Vieira, enquadram-se naquilo que atrás disse, são jovens com qualidade, margem de progressão e que bem inseridos e trabalhados, além da sua utilidade desportiva, serão mais valias e se Hugo Vieira me parece que vem para uma posição em que o Benfica tem muitas soluções de qualidade, já o jovem extremo holandês vem suprir alguma falta de velocidade e profundidade nas alas.
    Julgo que o Benfica, a não ser para suprir eventuais vendas não precisa de muito mais investimento, este plantel é já de si bom, tem qualidade e muitas soluções, sendo apenas necessário e urgente a contratação de um lateral esquerdo que não ofereça qualquer dúvida de qualidade e que seja um jogador que entre de caras no 11 encarnado, porque alternativa para a direita da defesa julgo que a equipa já tem, chama-se Daniel Wass e fez uma grande temporada em França, tanto que são já muitos os interessados, pelo que julgo que seria o concorrente ideal a Maxi Pereira, podendo mesmo jogar muitas vezes de forma a gerir o esforço e as constantes viagens a que vai ser sujeito o nosso querido uruguaio.
    Concluindo, julgo que a direcção está a trabalhar bem e tranquilamente, de forma atempada, na preparação da equipa, para que a 2 de Julho, todas as questões em relação ao nosso plantel principal estejam definidas, para que depois, Jorge Jesus, tome as suas opções em relação aos muitos jovens de valor do clube que certamente terão e lhes fará bem em rodar em outras equipas que lhes permitam fazer minutos e crescer, nunca esquecendo de olhar para a nossa formação e equipa B, que julgo poder vir a ser uma importante ponte no recrutamento e jovens valores que possam surgir.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

ADOREI O COMUNICADO TRIPEIRO - Reviram-se totalmente nas palavras de LFV.

  Confesso que não li com atenção um comunicado qualquer que o Porto lançou em resposta às duras palavras de LFV, até porque não ligo muito ao que eles dizem, pois vozes de corruptos não chegam ao céu, o que sei foi o que li em alguns blogues benfiquistas, mas não posso deixar de me congratular pela resposta portista e passo a explicar:
    LFV, Presidente do Benfica, em momento algum do seu discurso se referiu ao nome do FC do Porto e muito menos ao nome de Pinto da Costa, no fundo o seu discurso foi do género para bom entendedor meia palavra basta, ou quem se rever no que eu disse que se acuse.
   Ora foi precisamente isso que os dirigentes portistas fizeram, reviram-se completamente naquilo que o Presidente do Benfica disse e acusaram-se, facto esse que me apraz registar e que no fundo é o claro assumir de que tudo o que foi dito, corresponde à verdade e que os dirigentes portistas sabem perfeitamente aquilo que têm feito anos a fio, a eles o meu muito obrigado por se terem reconhecido no discurso do Presidente do meu clube.
     Contudo há outra coisa que tenho de registar e alguns benfiquistas que andaram por aí com pinturas no nosso estádio, que andaram por aí com escritas de contestação, relembrando algumas promessas feitas no calor do entusiasmo por LFV, que me desculpem, mas o vosso grande contributo ao Benfica, foi dar azo a que a direcção do Porto, usasse as vossas palavras para atacar o Benfica, espero que estejam satisfeitos.
   Aqueles que vieram em defesa dos autores desses grafites, defendendo que era um direito que lhes assistia e era na nossa casa que deviam protestar, caso não se lembrem, disse aqui por diversas vezes que não estava em causa o direito à indignação, mas sim o modo como ele estava a ser usado e que este tipo de acções, só contribua para aqueles lá de cima se rissem e usassem isso em seu benefício, pois bem, aqui têm a resposta, parabéns pelo vosso contributo dado ao Porto.
  De um coisa estou certo, em mais de 30 anos, nunca um Presidente do Benfica, foi tão incisivo, duro nas suas críticas e capaz de adoptar um discurso tão forte e corajoso para com a corja corrupta que assolou o futebol nacional, tarde ou cedo, estou-lhe grato por isso.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

BRILHANTE LFV - Uma resposta adequada.

   Antes de transcrever o discurso do nosso Presidente, devo apenas condenar a forma cobarde, sem escrúpulos e precipitada, como um tal de Vermelhusco que se diz benfiquista, no tal blogue da Geração, cuja necessidade de ofender e correr com esta direcção é tanta, que acabam por ser ridículos para não dizer outra coisa.
   Virem nesse blogue, condenar e acusar LFV de mudo e silencioso, conivente com o sucedido nesta final do Basket, depois da transcrição que aqui vos deixo, é absolutamente lamentável, mas enfim, vindo de quem vem já nada me espanta, mas ao vermelhusco e outros que tais, ainda lhes daria algum crédito se ao menos fossem homenzinhos e tivessem a coragem de dizerem por quem lutam, quem está por detrás deles, quem querem colocar no poleiro.
AQUI FICAM AS PALAVRAS DE LFV:
   O presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, recebeu esta quinta-feira, dia 24 de Maio, os Campeões Nacionais de Basquetebol. Na sua intervenção, o líder “encarnado” elogiou o desempenho da equipa orientada por Carlos Lisboa e lamentou os incidentes registados no final do quinto e último jogo do play-off da modalidade.
   “A minha primeira palavra não pode deixar de ser de orgulho, de admiração, de agradecimento a todos vós pela vitória, mas sobretudo pelo exemplo que nos deixaram.
   Deram a todo o país uma demonstração clara de tudo quanto ao longo de anos temos vindo a denunciar.
    A vossa vitória de ontem não foi apenas a vitória desportiva, não representou apenas o 23.º título a nível do basquetebol, foi uma vitória da verdade, da coragem, foi a vitória de quem soube sofrer as consequências de ir ganhar a uma casa que não tem dignidade nas derrotas!
   Parabéns Carlos por seres o treinador e o homem que és!
   Parabéns à equipa, porque ontem deram uma enorme demonstração do que é o Benfica!
   O que ontem se passou no Dragão é uma vergonha para o Desporto, para o país, uma vergonha para as instituições desportivas!
   Só não é uma vergonha para quem não tem, nem nunca teve vergonha na cara!
   O que alguns fizeram ontem, mas também na véspera do jogo, foi demasiado grave para ficar impune.
    E ainda têm a lata de falar de apagões? Quando a sua história foi marcada por fruta, corrupção e compadrio?
   Têm a lata de falar de verdade desportiva quando o seu sucesso foi construído com base na maior mentira do desporto português?
   O sistema ainda não acabou. O sistema de hoje continua construído na intimidação, na violência, nos favores.
   As nossas razões podem não chegar à UEFA, como não chegaram as “escutas da fruta”, como não chegaram para a justiça portuguesa as “escutas do café com leite”!
   Mas nós não vamos parar enquanto não limparmos o desporto português.
   Burros não são os que acreditam na mudança.
   Burros são os que acreditam que isto nunca vai mudar!
   Burros são os que acreditam que a impunidade vai durar para sempre!
   Mas será que alguns dirigentes deste país só gostam da actuação da Polícia quando esta os avisa que tem de fugir para não serem presos?
  Na vida como nos livros:
   Um ladrão não deixa de ser ladrão por declamar poesia!
   Um ladrão não deixa de ser ladrão por ir ao Papa!
   Um fugitivo da justiça não o deixa de ser apenas porque alguns juízes decidiram assobiar para o lado!
   Posso garantir-vos que vamos continuar a denunciar e a combater o sistema, o tempo que for necessário, seja no Basquetebol, no Futebol, no Andebol ou no Hóquei!
   Alguns muros já caíram, mas não vou descansar enquanto houver árbitros, delegados e dirigentes que tenham medo, que se sintam condicionados por ameaças e represálias.
   Não vou descansar enquanto algumas Federações continuarem a ter medo de agir com liberdade. Só espero que o sistema não venha agora a atacar no Hóquei, porque não tenham dúvidas de que vamos estar muito atentos!
   Para o Carlos Lisboa e toda a equipa, o meu muito obrigado pela maneira como vestiram a camisola. Pela forma como lutaram durante o jogo e pela forma como souberam sofrer depois do jogo.
   O vosso exemplo orgulha o Clube, orgulha os benfiquistas e orgulha todos aqueles que gostam de ganhar limpo!”

BOAS NOTÍCIAS - Parabéns aos bravos do Basket.

   Boas notícias que nós benfiquistas tivemos, é caso para dizer finalmente, mesmo que o nosso orgulho em ser deste magnífico clube a quem todos dão mais importância que ao seu próprio clube, tornando-nos assim, ainda maiores.
   Começo pelos brilhantes atletas da equipa de Basket, serem campeões num ambiente como aquele que encontraram, não só é um sinal de enorme coragem e carácter da equipa, como também deve servir de exemplo a outros, nomeadamente à equipa de futebol.
   Podem-me acusar de muitas coisas, mas julgo que ninguém me pode acusar de tentar ser coerente nas minhas análises, é natural que por vezes possa não o conseguir, pois o coração consegue por vezes falar mais alto, mas antes de criticar casa alheia, devo olhar também para dentro.
   Refiro-me obviamente aos lamentáveis e condenáveis incidentes que aconteceram após o final do jogo que nos deu mais um título nesta modalidade, ou seja, assim como neste espaço condenei de forma veemente e não me revi em absoluto nessas acções, quando a direcção encarnada, apagou a Luz e ligou o sistema de rega, quando o Porto foi campeão na Luz, também condeno de forma veemente o lamentável comportamento não só do público portista, mas principalmente do seu Presidente e de Antero Henrique, aliás, julgo mesmo, que todos nós que gostamos do desporto sem violência, condenamos qualquer acção deste tipo independentemente da cor clubística.
     Percebo que Pinto da Costa e seus pares não estejam habituados a que a Polícia daquela cidade haja como tal, mas acho absolutamente deplorável e vergonhoso, que esse senhor, perante uma ameaça evidente de invasão de campo, em que as agressões aos jogadores e satff benfiquista eram iminentes, venha ainda pedir explicações à Polícia e mais grave, que imita um comunicado a condenar a sua acção, segundo ele, contra cidadãos anónimos.
   Pergunto eu, que cidadãos anónimos? Eles estavam perfeitamente identificados e tinham um objectivo claro e evidente, legitimando a acção policial, o verdadeiro problema e é isso que lamento, é que o Presidente portista, efectivamente queria sangue, ou seja, na sua opinião e na sua ideia, a invasão e as agressões, deveriam ser permitidas pela polícia e isso para mim, seria uma estranha forma de pensar, ou não estivássemos nós na presença de um verdadeiro "Padrinho".
   Absolutamente lamentável o seu comportamento, ainda para mais, após um ciclo de jogos que dignificou a modalidade e em que ambos os intervenientes (atletas), estão de parabéns, ou seja, honra aos vencedores e aos vencidos, que mostraram o quanto esta modalidade pode ser bela, não fossem uns quantos energúmenos, infelizmente os do costume.
    Mudando de agulhas, já aqui tinha referido por diversas vezes, que para além da questão do defesa esquerdo, outra das lacunas evidentes do Benfica, era a falta de velocidade nas alas, pois bem, por esse motivo, saúdo a contratação e Ola John, um jovem que me ficou na memória após a eliminatória entre Benfica e Twente, que tive o cuidado de acompanhar durante a presente temporada e que na minha opinião, encaixa que nem uma luva neste plantel, atrevo-me inclusive a dizer que é um jogador à semelhança de Di Maria e que vai ser uma das grandes contratações do defeso.
    Ola John é um jovem com um potencial incrível, muito rápido, que joga por ambas as alas, com uma qualidade de passe e de drible notável, que lhe permite criar muitos desiquílibrios nas defesas adversárias e fazer muitas assistências para golo, além disso, é já muito disciplinado tacticamente, tanto que chegou a jogar a lateral esquerdo, sem dúvida uma grande aquisição  e estas sim valem a pena, pois prefiro que o Benfica compre apenas 2 ou 3 jogadores deste nível, que realmente são mais valias, do que gastar esse mesmo valor em meia dúzia que nada acrescentam ao plantel.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

PRÓXIMA ÉPOCA - Será mais do mesmo.

    Com a final da Taça de Portugal brilhantemente conquistada pela Académica, encerrou a temporada 2011/12, um ano mau para o Benfica, pois a exigência que deve existir neste clube, obriga a que se chegue a esta conclusão.
     Apesar do Benfica ter sido o clube que mais facturou monetariamente fruto do seu desempenho desportivo, de ter garantido nova presença da Liga dos Campeões, prova da qual foi eliminado pelo Campeão Europeu, a verdade é que a história de faz de títulos e é nisso que o clube se deve concentrar, embora por vezes pareça impedido por causas estranhas de lutar em pé de igualdade com outros.
     Com toda a sinceridade e lamentavelmente, a desilusão pelo futebol português é muita, a suspeição é real, poucos acreditam na sua verdade e assiste-se a uma impunidade total, com uma comissão disciplinar cobarde e com medo de castigar, em que os clubes mandam mais do que quem dirige e isso subverte tudo.
   Vejamos um exemplo que faz toda a diferença, em Portugal, quando houve um Conselho de Disciplina duro e rigoroso, quem sentiu o seu poder afectado, não descansou enquanto não correu com os seus representantes, curiosamente, muitas das vozes, mesmo de adeptos comuns, que defendem maior rigor e dureza na disciplina, que se revoltam contra um certo sentimento de impunidade, foram os mesmos que por uma decisão dura e rigorosa, em que a disciplina foi verdadeiramente aplicada, uniram vozes contra esse órgão, numa contradição incrível e que sinceramente nunca percebi, ou melhor, por essas pessoas entenderem que tal decisão acabou por ser benéfica para o Benfica, fez com que a revolta contra esse órgão fosse severa, pois no nosso futebol, já se percebeu que qualquer decisão que possa ser favorável ao Benfica é um pecado capital e sinónimo de demissão.
     Ora em Inglaterra, o que se vê, é um jogador que de forma cobarde agrediu um colega de profissão, refiro-me à agressão de Barton a Tevez e Aguero no M.City - Queens Park, deu 12 jogos, repito, 12 jogos de castigo ao atleta, agora imaginem aplicar uma medida destas no nosso campeonato, imaginem a polémica que se instalaria por uma medida disciplinar dura e rigorosa.
    Pois é, a verdade é que em certos países luta-se pela disciplina, aliás exige-se, aqui todos a defendem, mas quando ela é aplicada critica-se, enfim, vamos lá perceber.
    Tudo isto, aliado a muitas outras questões, faz com que de facto, eu não acredite no nosso futebol, faz com que ele seja uma autêntica falcatrua e é isso que me leva a concluir que pouco interessa ao meu clube que contrate Messis ou Ronaldos, quando os campeonatos se decidem nos órgãos de poder e não no relvado.
   Por isso, a minha visão da próxima temporada não difere em muito de outras, ou seja, temo que o acesso ao 1º lugar esteja vedado a certos clubes e como tal, o 2º lugar terá de ser considerado uma conquista, porque é o melhor lugar possível daqueles que lhe são permitidos alcançar, esta é a triste realidade de um futebol mesquinho, mentiroso, carregado de corrupção e tráfico de influências.
     Perante este cenário, lá virão aqueles que ano após ano colocam o dedo na ferida, mas que depois, atacarão toda a estrutura do Benfica por não conseguir ganhar, mas então meus caros temos de decidir o que se quer, ou seja, queremos um Benfica a tentar vencer em campo, mesmo sabendo de todas as barreiras que lhe serão colocadas, ou queremos um Benfica a tentar vencer nos órgãos de poder, enveredando pelo caminho sujo de outros, no fundo, todos aqueles que se revoltam contra LFV pelo apoio ao actual Presidente da Federação, estão a dizer que em Portugal só se pode ganhar colocando pessoas em determinados locais e é exactamente contra esse futebol que me bato, não quero, nem desejo que se ganhe assim.
    Concluindo, na próxima época, julgo que mais importante que contratações é antecipar as armadilhas, lutar ferozmente contra elas, denunciando-as atempadamente, mostrando a essas pessoas que não andamos distraídos e percebemos o que nos estão a fazer e exigir que as policias se metam a caminho e investiguem com rigor a palhaçada que reina nos órgãos que dirigem o nosso futebol, no fundo, não espero uma época diferente de muitas outras, incluindo a época que agora findou, com muita pena minha, iremos continuar a ver as mesmas vergonhas e se isso se confirmar, então não vejo razões para continuar a discutir um futebol mentiroso como o nosso e recuso-me a pagar bilhete para ir aos estádios ver uma mentira.

terça-feira, 22 de maio de 2012

VOZES DE CORRUPTO - Não chegam ao céu.

    A impunidade, como é do senso comum, coloca qualquer estado de direito numa situação de fragilidade, é o que acontece neste país, onde um qualquer corrupto, fala o que lhe apetece, faz o que quer e continua desse modo a gozar com uma justiça em que a impunidade reina.
    Este facto, obviamente não me surpreende, afinal de contas, estamos num país em que até o assassínio confesso de um Primeiro Ministro e de um Ministro da Defesa passou totalmente impune, mesmo com uma confissão pública pelas televisões nacionais, quem não se lembra de Sá Carneiro e Amaro da Costa? Ora num país em que isto acontece, obviamente um corrupto passeia-se como quer.
    O que vale é que já ninguém o leva a sério, afinal de contas, já todos sabem que é um criminoso, mas um criminoso no país certo, no país em que qualquer pessoa com um mínimo de poder ou bem protegida passeia-se com regozijo e achincalha a justiça, infelizmente essa é uma triste realidade bem portuguesa.
     Contudo, há uma coisa da qual o grande corrupto do futebol português não pode ser acusado, é de ingratidão e isso ficou bem patente no facto de Pedro Proença, sendo uma das peças mais influentes, ter estado presente com grande euforia na festa do título do clube do corrupto, corrupto esse que como não podia deixar de ser, o premiou da melhor forma com a presença na final da Liga dos Campeões e como não podia deixar de ser, o grande corrupto, tirou o seu proveito com declarações curiosas.
    Diz o corrupto que vozes de burro não chegam à UEFA, tem toda a razão, por norma, essas vozes chegam ao céu, porque os tolos são pessoas mais puras e cuja maldade não existe, as suas acções não são pensadas, são por norma inocentes, mas o inverso também é verdade, ou seja, as vozes de corrupto chegam à UEFA, mas não chegam ao céu, porque na justiça divina impunidade é algo que não existe e como nem os corruptos são eternos, o seu dia de pagar o mal que faz chegará e isso para mim é consolo suficiente.
   Mas como se sabe, vozes há muitas seus palermas, além das vozes de burro e das vozes de corrupto, há ainda as vozes dos paus mandados e dos subservientes e por falar nelas, não posso deixar de concordar com a voz de Vítor Pereira, Presidente da comissão de arbitragem da F.P.F., quando ela afirma que esta geração de árbitros não é a geração dos quinhentinhos, de facto é uma grande verdade e a verdade é para ser dita, como tal, a verdade é que esta geração de árbitros é sim a geração do apito dourado e disso ninguém tem qualquer dúvida, por mais que as vozes corruptas o queiram desmentir.
   
  Este texto pode também ser lido aqui:  http://topfutebol.com/

sexta-feira, 11 de maio de 2012

ELEIÇÕES JÁ MEXEM NO BENFICA - Com a chamada liberdade de opinião.

  Aproxima-se a passos largos um novo acto eleitoral no Benfica, Outubro será o mês dessas eleições, um mau timing, julgo que é um enorme erro marcar eleições numa altura em que a época se encontra em pleno funcionamento, será lógico que fosse no final deste mês, assim daria tempo para quem vencesse, preparar de forma conveniente a nova temporada, mas pronto, será em Outubro e é com essa data que temos de conviver.
    A verdade é que esse acto eleitoral, vai já dando que falar, as movimentações são já algumas, embora, não seja do conhecimento público nenhum candidato que se apresente como alternativa a Vieira e esta seria a altura certa para que as alternativas surgissem, afinal de contas a época terminou, já não existem objectivos a cumprir e nada do que fosse dito poderia ser confundido com qualquer tentativa de desestabilização do grupo de trabalho, mas julgo ser muito mau sinal, quando uma alternativa se começa a vislumbrar na sombra, escondida por trás das claques, isso por si só, revela o caracter dessa possível alternativa.
   Como sempre que há eleições, surgem os que são a favor de Luís Filipe Vieira, os contra e aqueles como eu, que acham ser mais lógico esperar por alguém que apresente alternativas e mostre um novo projecto antes de tomar qualquer posição pública, é que julgo ser mais racional esperar, ouvir e debater os tais novos projectos que possam surgir, do que fazer uma campanha pública de ataque ao actual Presidente sem que se apresentem ideias novas ou um outro rumo para o clube, a mim isso parece-me de certa forma irracional.
    Obviamente, a liberdade de opinião é um valor fundamental em Democracia, mas isso aplica-se a todos, a quem defende Vieira e quem não gosta de Vieira, acho até de muito mau tom que aqueles que querem Vieira fora do Benfica, chamem aos que querem a sua continuidade de seguidistas ou lambe botas, dando dessa forma toda a legitimidade para que sejam chamados de dissidentes e julgo que não é por aí que devemos ir, pois o debate para ser são e saudável, deve ser feito de forma civilizada, com diálogo e sem necessidade de achincalhar ninguém, até porque somos todos benfiquistas e isso é o mais importante.
    Com toda a legitimidade, há aqueles que dizem que é na nossa casa, estádio ou assembleias que se deve discutir o Benfica, em resposta aos que se têm manifestado contra as acções que um grupo tem feito de forma sistemática no estádio e suas imediações, eu concordo que efectivamente, o direito à indignação, a mostrar discordância com a actual direcção, deve ser feita realmente nas nossas instalações, mas defendo uma forma diferente de o fazer daquela que tem sido norma.
   Ou seja, não me parece ser o melhor caminho que quem se manifesta contra esta direcção, o faça destruindo o nosso património com pinturas naquilo que é nosso, não me parece que seja de bom tom que durante um jogo da nossa equipa se passa o tempo a pedir a cabeça de Presidente e treinador, muito menos concordo que defendendo a tal liberdade de opinião que benfiquistas agridam outros benfiquistas, só porque estes têm uma ideia diferente, isso em nada respeita a história e a instituição Benfica, apenas contribui para a chacota dos nossos adversários e para o gaúdio de um indivíduo que é conhecido no futebol pela corrupção, esse vai gozando o panorama e a postura de alguns.
   Ao invés, mesmo que eu possa estar em desacordo com as suas ideias, nada teria a apontar aos que já pedem a cabeça do Presidente mesmo sem haver alternativas, se não pintassem paredes, se não agredissem quem com eles discordem e se mostrassem o seu desagrado antes e depois de um jogo da nossa equipa, enquanto se limitavam a um apoio incondicional aos nossos atletas durante o jogo, isso sim, seria uma forma séria de reivindicar em que nada beliscava o clube e as suas gentes.
    Acusam-me de ser um Vieirista em certos blogues, das duas uma, ou não sabem interpretar o que escrevo, ou eu não tenho capacidade de passar a minha ideia, repito mais uma vez para quem quiser perceber, que eu não defendo nem ataco a actual direcção, o que defendo é que não posso nem devo, por uma questão de racionalidade, pedir a cabeça de um Presidente, quando não conheço uma alternativa, quando ela surgir, tomarei a minha posição.
    Para que fique bem definido aquilo que penso da actual direcção a todos os que me acompanham neste espaço, digo que há muitos anos que não via um Presidente que fizesse um esforço tão significativo em matéria de investimento no futebol e nas modalidades para proporcionar títulos ao clube, acho que Vieira tem nessa matéria trabalhado muito, feito um grande esforço para tornar o Benfica competitivo em todas as frentes em que está, julgo que pedir mais não é fácil, ainda para mais, quando agarrou no clube após gestões como as de Damásio e de Vale e Azevedo, outro clube em Portugal não mais se teria levantado e esse é um mérito inteiro do actual Presidente.
   Mesmo depois de apanhar um clube com a credibilidade abaixo de zero, com os mais variados processos de dívida nas barras dos tribunais, com o clube penhorado em todo o lado e à beira do seu precipício, conseguiu construir um novo estádio, pensado de forma mais brilhante do que em qualquer outro clube, ou seja, não se limitou a construir um estádio, mas sim um espaço que albergasse também as modalidades, com a construção dos pavilhões adjacentes ao estádio, ou seja, enquanto outros andam com as modalidades às costas, nós temos as modalidades em casa.
    Contudo, também reconheço alguns falhanços, primeiro por alguma inexperiência, depois por algum desconhecimento de futebol e depois por falhanço estratégico.
   Acho que o forte investimento feito no futebol, a mola de qualquer clube, foi por vezes feito mais em quantidade que qualidade, ou seja, não havia necessidade de se comprar certos jogadores, mas também teve o mérito de criar mais valias financeiras em jogadores que mais ninguém teve, no fundo, quando se investe, há sempre riscos, mas nesse aspecto, atendendo aos valores gastos, poderia ter-se feito mais e melhor, julgo até neste aspecto que o Presidente foi traído pela ânsia de querer ganhar e a necessidade de o fazer.
   Contudo, na minha opinião, onde Vieira realmente falhou foi em termos estratégicos, ou seja, nunca na vida poderia apoiar para a Liga e Federação, um implicado no apito dourado, alguém ligado a um clube que ficou conhecido por corromper árbitros, desconheço de que forma Vieira foi iludido, mas que se torna difícil explicar esse apoio isso torna, mas creio que o próprio Vieira já percebeu isso, mas agora sente-se comprometido em agir nessa matéria.
     Concluindo o post, acho que o Presidente do Benfica tem muito méritos, é alguém que foi muito importante em determinada fase da vida do clube e agora resta esperar para se perceber se há ou não melhor para se tomar uma decisão quanto à sua continuidade ou não, mas um certeza eu tenho, depois de toda a recuperação da credibilidade do clube e da sua pujança no mercado e valorização da sua marca, não quero nem desejo, que um Benfica agora apetecível a qualquer candidato que surja, volte a cair nas mãos de oportunistas que deitem por terra todo um trabalho de salvação do clube feito e que foi vital para a sobrevivência do clube.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

OLHAR O FUTURO - qualidade em vez de quantidade.

   A caminho do fim desta liga da mentira e da vergonha, interessa agora virar agulhas para o planeamento da próxima época, sem esquecer que o Benfica tem sempre a obrigação de jogar com dignidade e fazê-lo representa jogar em Setúbal para ganhar e com uma atitude muito diferente daquela a que se assistiu na despedida da época na Luz.
  Mais uma vez, os benfiquistas devem estar preparados para a catadupa de nomes que se irão apontar como reforços do clube, um vendaval usual e no qual, infelizmente, alguns benfiquistas embarcam, sobrando depois críticas inadequadas e precipitadas à direcção do clube, já que não há direcção que consiga controlar este tipo de situações, no fundo, este é o preço da dimensão do clube e do facto da marca Benfica vender muito a todos os níveis.
   Sabendo nós que à semelhança de outros anos, o Benfica terá forçosamente de vender alguns dos seus melhores activos, só assim se consegue manter um orçamento capaz de discutir títulos, também não deixa de ser verdade que esse facto obriga a um reenvestimento no reforço e equilíbrio da equipa, sendo eu defensor da qualidade em vez da quantidade.
    Longe de me querer meter num assunto que cabe às pessoas que dirigem o futebol do clube, sou da opinião que o Benfica não deve atacar no mercado com muitas novidades, mas sim suprir lacunas evidenciadas ao longo da temporada, dotar o plantel de uma ou outra alternativa mais válida e por fim, preencher convenientemente as vagas daqueles que serão vendidos.
    Também na minha modesta opinião, este plantel apesar de ter sido no geral equilibrado, revelou algumas evidentes lacunas, ora fruto de algumas inadaptações, ora fruto de algumas apostas que não resultaram, um risco sempre inerente a qualquer contratação, sendo o caso mais evidente o do Enzo Pérez, um episódio de difícil previsão, num jogador que constituiu das maiores apostas da época, são coisas que acontecem em qualquer clube.
    Sendo assim, parece-me evidente que o Benfica deve antes de mais resolver a questão do lateral esquerdo, já se percebeu que Emerson é um falhanço, que Capdevilla não é solução e que Luís Martins é ainda algo verde e o melhor para ele é rodar num clube que lhe dê minutos, crescendo, pode vir a constituir num futuro próximo uma opção válida.
    Esta questão do lateral tem de ser uma aposta séria, válida e sem falhanços, à semelhança do conseguido com Artur após a decepção Roberto, sinceramente não me interessam os nomes, interessa-me antes a qualidade e o tiro certeiro.
   Julgo que também neste plantel não há uma alternativa válida a Maxi Pereira, facto esse que convém ser corrigido, Maxi é jogador de selecção, tem normalmente grande sobrecarga de jogos e é imperioso salva guardar com qualidade situações em que forçosamente terá de estar ausente.
   Estas foram julgo eu lacunas evidentes na presente época, mas há uma outra que foi pouco debatida no universo benfiquista e que a mim me pareceu sempre evidente, alguma falta de velocidade no ataque, nomeadamente nas alas e apesar de ser a menos debatida, pareceu-me por vezes a mais gravosa na equipa e passo a explicar o meu ponto de vista:
   Desde que Jorge Jesus chegou ao Benfica, o futebol do clube caracterizou-se quase sempre por um ritmo alto de jogo, aliado a uma pressão forte na recuperação de bola, que permitia ao clube fazer rápidas transições do processo defensivo para o ofensivo, esse factor, foi na minha opinião o mais relevante na sua 1ª temporada no clube, que resultou na conquista do título com um futebol que a todos conquistou.
    Ora nessa altura, nas alas, o Benfica contava com a explosão de Di Maria na esquerda e Ramires na direita, dando muita velocidade nessas transições, as quais apanhavam muitas vezes os adversários em contra pé.
    Com a saída desses 2 jogadores de inegável qualidade, nunca o Benfica supriu com a mesma qualidade essas ausências, Gaitan tem de facto alguma velocidade, mas não é explosivo e muito menos um extremo puro, Nolito está longe de ser rápido, tal como Bruno César, são mais jogadores com enorme leitura de jogo e capacidade de passe, sendo que o espanhol junta a isso alguma irreverência.
    Por esse facto, o Benfica deixou de ter a mesma espectacularidade e a mesma capacidade desequilibradora pela velocidade, daí em achar ser urgente contratar jogadores com essas características e aí, o nome falado, Ola John do Twente, parece-me uma solução perfeita, é um jogador com grande velocidade, fortíssimo no 1x1 e que faz imensas assistências de qualidade, não só porque ganha o espaço nas costas das defesas adversárias com facilidade, como também pela sua capacidade em colocar a bola em zonas de finalização.
    Concluindo, julgo que o Benfica não precisa de mexer muito na equipa, 2 laterais, um para cada lado, mais um ala rápido e suprir eventuais vendas com qualidade, parece-me ser suficiente para que na próxima época o Benfica mostre qualidades e capacidade de discutir o título, desde que o deixem.

domingo, 6 de maio de 2012

COMPORTAMENTO LAMENTÁVEL - De alguns vândalos que se dizem NN

"Felizmente está tudo bem amigos.  Vieram uns quantos para cima quando pedi respeito pela instituição pelo clube e pelos sócios.  A polícia ainda me protegeu, mas quando seguia o meu caminho fui perseguido por uns quantos, o galo na cabeça não engana o pontapé que levei. Não fossem os outros sócios que nos protegeram tinha levado eu e a marta.  Por pedir respeito fui acusado de vieirista.... e toca a dar porrada. É assim? Abraços."
  Isto é um relato de um enorme benfiquista da nossa blogoesfera, cujo nome por respeito não vou revelar, apenas pergunto se é nestas atitudes que alguns se conseguem rever? É isto o apregoado direito de opinião de alguns? É isto a que chamam de um protesto justo? É isto que querem que seja o Benfica?
   Aos autores desta barbaridade só digo isto: São antes de tudo uns cobardes, porque no meio de 500 até o meu filho consegue ser um mauzão, são ainda uns vândalos sem qualquer pingo de personalidade, porque quem se deixa manipular por alguém que se prepara para tentar chegar ao apetecível poleiro que é o Benfica é alguém sem caractér e sem personalidade própria por fim não fazem falta nenhuma ao Benfica e o favor que faziam era deixar o Benfica em paz.
    Tenho um enorme orgulho em ser do Benfica, porque não queremos como outros ganhar por todos os meios e isso, no nosso campeonato, obviamente custa títulos, mas tenho imensa vergonha do comportamento de alguns que se dizem benfiquistas, mas que se limitam a trilhar caminho para alguém que se esconde na sombra, pessoa essa que por se esconder, além de cobarde, não pode em caso algum servir para um clube como o Benfica.

UM BENFICA DESMOTIVADO - Exige-se mais na próxima época.

   O Benfica de ontem na Luz, frente a uma União de Leiria remendada, cumpriu menos que os serviços mínimos, ou seja, jogou pouco, teve pouca atitude e pareceu uma equipa completamente desmotivada, sabendo que mais não conseguiu na presente temporada do que garantir o mal menor que foi o apuramento para a Liga dos Campeões, com a importante vantagem económica que daí advém.
     Numa época que obviamente está longe de se poder considerar positiva, não deixa de ser curioso verificar que ganhando apenas a Taça da Liga, o Benfica foi a equipa que mais facturou nas competições em que participou, só por aí se pode perceber a enorme importância que uma presença na Liga dos Campeões pode ter.
     Voltando ao jogo com o Leiria, pouco há a dizer, foi um jogo sem grande interesse, monótono, em que a atitude dos jogadores do Benfica não é admissível, mesmo tendo em consideração a desilusão que naturalmente se apoderou de uma equipa que queria ser campeã e quer por incompetência própria, quer por muitos factores externos não conseguiu os seus objectivos.
     Como não podia deixar de ser, voltou-se a assistir na Luz a episódios que em nada dignificam o clube, a meia dúzia de manipuláveis voltaram a ridicularizar-se a si e ao clube, cuja única contribuição que estão a dar ao clube é a de o tornar alvo da chacota dos nossos adversários e a de colocarem o corrupto do Norte a rir-se, comentando que aqueles idiotas, estão a fazer o que eu quero, ou seja, enquanto eu movo todas as minhas influências, eles viram-se contra os seus, os burros são assim e afinal de contas há burros em todo o lado.
      Eu já aqui havia dito, que essa meia dúzia de manipulados e mais um ou outro geração que por aí anda, tinham alguém por detrás de si, pois só assim faria sentido pedir a cabeça de alguém, pelo contrário não faria sentido nenhum pedir a cabeça de um Presidente sem se conhecer uma alternativa, portanto, ontem, após uma conversa com um amigo, conclui que eles sabem já quem é alternativa, descobri quem os manipula e julgo que o nome de Dr. Varandas Fernandes e o seu grupelho de oportunistas é um nome que é bem familiar da claque No Name Boys e de alguns escribas do Geração Benfica, aliás não deixa de ser curioso que ontem tenha tido essa conversa e hoje esse senhor já apareça nos jornais.
    Pois bem, esse senhor é mais um que há anos quer um poleiro no Benfica, que diga-se, Vieira tornou apetecível, esse senhor há muitos anos que tem sede de  poder e protagonismo, basta estar minimamente atento a algumas das suas intervenções públicas e rapidamente todos perceberão ao que ele vai, registo ainda a curiosidade de que quando o clube estava na falência, sem qualquer valor de mercado, essa pessoa nunca apareceu a dar soluções e com a coragem de se chegar à frente para ajudar o clube.
    Mudando um pouco as agulhas, esta jornada mostrou ainda uma curiosidade interessante, a nomeação de Pedro Proença para o jogo da consagração portista, um prémio justo a um dos grandes obreiros do título portista, seria até de mau tom, Pedro Proença faltar à festa e não receber as suas merecidas faixas de campeão, ontem em mais uma brilhante exibição, fez jus ao seu título de campeão pelo Porto.
    Termino com uma palavra de desilusão em relação ao Voleibol do clube, como é possível uma equipa que apenas havia perdido em toda a época 7 sets, não vencer a final? Levou uma lição de humildade e mentalidade competitiva do Sp. de Espinho que merece aqui os meus sinceros parabéns.
    

quinta-feira, 3 de maio de 2012

À ATENÇÃO DOS BENFIQUISTAS - Cuidado com os oportunistas.

  Julgo que para quem tem sabido interpretar os meus últimos posts, que ficaram bem claras 2 ideias:
 a é que sou favorável a políticas de continuidade, ou seja, acho que os projectos devem sempre ser pensados a longo prazo, pois só assim é possível criar bases para o futuro, a ideia é que não sou nem deixo de ser apoiante de Luís Filipe Vieira, sou sim apoiante do Benfica, por isso, mais do que querer defender seja quem for, a minha ideia clara é que não consigo perceber como podem haver pequenos movimentos que exijam a saída de um Presidente, quando nem sequer se conhecem alternativas, quando ainda nem sequer foram apresentadas novas ideias e projectos para o Benfica.
   Ora é exactamente por ser benfiquista, que não me reconheço nas atitudes que alguns, felizmente uma minoria, têm tomado, considero que elas em nada dignificam o clube e só servem para chacota dos nossos adversários, pois nesta questão, limitar-me - ei em momento próprio, a exercer o meu direito de voto, sem querer influenciar a consciência de ninguém, muito menos através da arruaça.
    Ou seja, eu em futuras eleições, apoiarei ou não o actual Presidente, consoante as alternativas que me forem apresentadas, ora como ainda nem sequer sei se vão existir alternativas, parece-me de todo descabido exigir demissões, a não ser que muitos que o fazem, já saibam quem se afigura como alternativa e já estejam por ela a ser manipulados, o que diga-se é sinal de fraca personalidade.
     Contudo, não deixa de ser curioso verificar, que alguns que tanto tempo se esconderam na sombra, calados que nem uns ratos, comecem agora, lentamente, a aparecer de novo, com especial ênfase para um tal de Bruno Carvalho.
    Não tenho grandes dúvidas que este senhor, vai tentar ser alternativa a Vieira no Benfica, se assim for, prefiro de olhos fechados, continuar com o mesmo Presidente, não hesito um único segundo nessa preferência.
   Ora o director ou ex-director do Porto Canal, que conseguiu nas últimas eleições do Benfica ter menos votos que os votos brancos, é alguém que não me oferece qualquer tipo de confiança, antes de mais porque me parece um claro oportunista, depois porque atendendo às ideias que apresentou nesse sufrágio, mostrou que de facto, nada percebe de futebol e muito menos de gestão de um clube.
    Quem apresentou Carlos Azenha como o seu grande trunfo para o futebol, o elegeu como a figura central de um projecto de sucesso, está para mim apresentado e espero bem que os benfiquistas estejam bem atentos a quem é este senhor,  que  para mim, não é mais nem menos que outra espécie de Vale e Azevedo mas menos refinado emais burro.
    O problema é exactamente esse, quando o futebol não tem sucesso, normalmente os clubes estão mais abertos à entrada de oportunistas e vigaristas, esse é o meu medo, porque infelizmente, alguns dos sócios que agora contestam LFV, são os mesmos que colocaram no Benfica um bandido como Vale e Azevedo, espero que não coloquem lá outro, sob pena de desta vez o Benfica não se voltar a erguer.
    Estes movimentos que têm surgido e que continuarão pelo menos até ao final da época, não tenho quaisquer dúvidas, não são espontânios, são obra de alguém que está por trás, não sei o que lhes prometeu mas desconfio quem seja, aliás, nem é preciso pensar muito, basta juntar a oportunidade com que estes indivíduos surgiram e a oportunidade de um indivíduo que começou de novo a fazer declarações públicas e rapidamente se conclui quem é o manipulador, embora triste triste, seja deixar-se ser manipulado.
    Concluindo, julgo por estas e muitas outras razões, ser demasiado prematuro exigir demissões, o mais racional, será esperar que as alternativas apareçam, analisar a sua capacidade e o seu projecto e depois sim, em local próprio, decidir se algumas dessas alternativas é melhor que a actual direcção.
   É verdade que ela tem cometido vários  erros, alguns até graves, nomeadamente em termos de política desportiva, julgo mesmo que por parte da actual direcção, por exemplo, se exigia de forma imediata, uma tomada de posição em relação a continuidade ou não do treinador, deixar alimentar esta polémica é prejudicial ao Benfica, à pessoa do treinador e ao grupo de trabalho, melhor postura tiveram em relação ao que Manuel Sérgio fez, rua! era o único caminho admissível.
    No entanto, há que ter bem presente na memória a tristeza e a vergonha que constituiu o passado bem recente do clube, o mérito de recuperar a imagem do Benfica após uma década calamitosa não pode ser retirado a LFV, seria uma ingratidão e uma tremenda falta de bom senso, se o clube é hoje de novo respeitado no mercado e com a sua marca mais valorizada que nunca, se tem a capacidade que hoje tem de gerar receitas e gerar mais valias desportivas, esse mérito tem um rosto e isso não pode morrer nas mãos de qualquer oportunista de meia tigela, é algo a que os benfiquistas devem estar bem atentos quando em Outubro forem chamados a dizer de sua justiça.

  PODE TAMBÉM LER ESTE POST EM: http://topfutebol.com/index.php?option=com_content&view=featured
 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista