quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

NOITE DE GALA - Bom futebol, golos, enfim o efeito túnel da classe.

--- Em primeiro lugar e porque tenho ouvido dos mais disparatados e absurdos comentários, de quem, mais uma vez, movidos pela sua estupidez natural, tentam desvirtuar a verdade, quero dizer, que para quem ainda tem um pingo de cérebro, é perfeitamente compreensível e visível aos olhos que qualquer pessoa que não anda no futebol só para falar mal, que a razão para a antecipação deste jogo, não estava, nem nunca esteve, no objectivo de saltar para a liderança da Liga, até porque esta é sempre fictícia enquanto as equipas não têm todas o mesmo número de jogos. A razão, lógica, compreensível e perfeitamente natural, está no facto de que caso o Benfica não antecipa-se o jogo, jogaria 5ª feira para a Liga Europa, Sabado ou Domingo para a Liga e 3ª feira de novo para a Liga Europa, ou seja, 5 dias para 3 jogos, em que obrigatoriamente entre dois jogos, o Benfica teria pouco mais de 24 horas entre cada jogo, acho que está fácil de perceber.
   BENFICA 3 U. LEIRIA 0 - Sinceramente esperava mais dos leirienses, mas não sei se por mérito do Benfica, se por demérito adversário, o jogo teve um denominador comum, vestido de vermelho e que apesar da intensidade do jogo não ser muito elevada, teve momentos de pura magia e bom futebol, como o povo gosta.
   Entrou bem o Benfica, empurrando um adversário que se apresentou muito cauteloso para a sua área, pelo que os lances de perigo íam surgindo com relativa facilidade, até que bem cedo, logo aos 10 minutos, numa jogada fantástica de tabela, entre Saviola - Aimar e de novo Saviola, com um cruzamento perfeito para Cardozo, o Benfica inaugura o marcador, tornando a sua missão mais fácil.
   Com o golo do Benfica, esperava-se que os leirienses corressem alguns riscos, mas não, a teia estava montada e a equipa do Lis, continuava com 11 jogadores atrás da linha da bola, sem correr qualquer risco ou criar qualquer susto nas imediações da baliza de Quim, pelo que o resultado ao intervalo era lisonjeiro para a equipa da U. de Leiria.
 Na 2ª parte, houve ainda mais Benfica, uma entrada forte, no sentido de resolver cedo o jogo e se logo aos 3 minutos, ficou um claríssimo penalti por assinalar a favor do Benfica, com um defensor a defender com os punhos na sua linha de baliza, um remate de Saviola após jogada magistral de Maxi Pereira.
   Mas, ao contrário da temporada passada, este Benfica, porque joga bem e tem mentalidade ganhadora, consegue tornear más decisões de arbitragem, nunca perdendo o descernimento, pelo que aos 60 minutos e dando corolário lógico a tamanho domínio, o Benfica faz o 2º golo por Saviola, numa arrancada fulgurante da esquerda para o centro, colocando a bola entre o poste e Djuricic e se dúvidas ainda houvessem, elas ficaram dissipadas com este golo.
  Jorge Jesus, percebendo que o adversário era pouco mais que inofensivo e que o jogo estava perfeitamente controlado, começa a poupar a equipa e a rodar os jogadores, sabendo a sobrecarga de jogos que lhe espera, tirou Saviola, Aimar e Ramires, entrando Éder Luís, Kardec e Amorin e naturalmente, a equipa baixou a sua intensidade de jogo, mas sempre à procura de mais golos.
   O Leiria, continuava a ver jogar, com pouca chama e completamente rendida à superioridade adversária, nem a entrada de Cássio deu mais fulgor ofensivo a uma equipa que apenas teve um lance de relativo perigo na sequência de um canto e perante tamanha fragilidade, já para lá do minuto 80, Amorin faz o golo da noite, com um remate forte e colocado de fora da área sem hipóteses de defesa, golo esse, que culminou da melhor maneira mais uma boa e justa vitória da equipa que até ao momento practica o melhor futebol em Portugal, por muito que isso doa a muita gente e lhes provoque uma espécie de efeito túnel, que lhes desvia o olhar dessa tremenda evidência.
Pela positiva: Saviola e Aimar, a bola naqueles pés, parece mais redonda e o grande golo de Amorin, pela negativa: a falta de ambição demonstrada pela U. Leiria, que mesmo em desvantagem no marcador, nunca esboçou qualquer tipo de reacção.
Arbitragem de Marco Ferreira, foi negativa, um penalti do tamanho do mundo e consequente expulsão perdoada ao Leiria e 2 foras de jogo muito mal tirados a Di Maria e Cardozo, os quais partiam completamente isolados para a baliza adversária.
  Esta semana, ficou ainda marcada pelos jogos da Taça de Portugal que apenas terminam hoje, com o Paços de Ferreira - Chaves e o jogo mais marcante foi o Porto 5 Sporting 2, num jogo em que o Porto se exibiu a grande nível, contra uma equipa neste jogo se mostrou sem chama, caracter e categoria, com uma maciez no meio campo impressionante, dando espaços a rodos e sem fio de jogo. Desse facto aproveitou-se o Porto, que mais ligado entre sectores, soube colocar as individualidade a jogar para o colectivo, num jogo em que tudo lhe saiu bem, com bons golos e um Falcão a demonstrar que é de facto matador.
 De froma surpreendente, pelo menos para mim, o Braga despediu-se também da Taça, sendo derrotado nas grandes penalidades, contra um Rio-Ave que venho dizendo, que atendendo à relação de qualidade e de nomes no seu plantel, é talvez a equipa mais bem organizada do campeonato e disso deu mostras nesta eliminatória, juntando-se assim ao Porto e à Naval nas meias finais.
  Com estes adversários, julgo que a equipam portista, tem o caminho aberto para o Jamor, mas, nestas coisas do futebol, nunca se deve dar nada como adquirido.
NOTA: Como o Benfica, em 18 jogos, jogou à fantástica marca de 50! golos, veja aqui os 10 melhores:
http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2010/02/04/os_10_melhores_golos_do_benfica.html

3 comentários:

Flip NNunes disse...

Bom futebol no Benfica 3 0 Leiria.. alturas em que o Jogo se encontrava quase parado mas sempre com um benfica denominador..!

escussado sera dizer CarreGa Benfica!!

Saudacoes Benfiquistas!!!

GIL VICENTE disse...

Quem é que precisa de jornais para saber dos jogos do Benfica, se tem destas pérolas por aqui?
É assim, caro Jotas!
Crónicas que são pérolas que os jornais não têm

Um abraço

troza disse...

A ganhar e a por pressão nos adversários. Mais uma vez ganhamos em casa.

E, como eu não me esqueço que jogam todos as mesmas jornada, é uma liderança que não quer dizer nada. É por pressão nos adversários como se jogassemos primeiro numa jornada que os outros. É uma liderança que não vale nada. Mas sendo o jogo em casa, são pontos que não se podiam perder e ainda bem que não se perderam.

O primeiro golo é um hino ao futebol de equipa. Grande jogada. Dá tanto gosto ver estes golos como aqueles em que o jogador finta 2 ou 3 adversários e marca fora da área.

Quanto à taça de Portugal... infelizmente, parece que vai para o Porto. O Sporting não entrou bem no jogo e consegue recuperar com um golaço... que infelizmente não fez com que a equipa se moralizasse e a qualidade do futebol praticado não subisse o suficiente de qualidade. O Braga também já foi (lá se vai o sonho de ter braga-porto ou braga-sporting nas meias para que cada equipa tivesse mais uns jogos a doer...). Parece mesmo que o Porto vai ganhar a taça. Enfim... pode ser que alguma coisa corra mal ao porto mas não acredito.

Quanto ao Sporting, creio que tivesse sido apenas um jogo... mas está claro que para o próximo ano precisa de reforços. Além disso entrar a perder não ajuda a uma equipa que não está forte mentalmente tudo porque para o campeonato jogam sem pressão nenhuma, mas para as outras competições sentem a pressão toda para salvar a época. Isto dificulda a reação dentro do jogo, principalmente quando se começa mal e se vai para pior...

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista