quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

GOLEADA EM ALVALADE - Em jogo de sentido único.

--- O Sporting foi goleado em sua casa, num jogo em que só deu Benfica e que ficou marcado pela entrada bárbara de João Pereira e uma justa expulsão deste jogador que não vai mais longe pela sucessão de atitudes como esta. O Benfica venceu bem, até porque foi quem entrou no jogo com vontade de vencer, mesmo poupando e muito bem meia equipa.
SPORTING 1 BENFICA 4 - Num jogo que era decisivo e a tábua de salvação do Sporting, não se compreende como pode a equipa leonina entrar no jogo com um onze de eminente cariz defensivo, culpa do seu treinador que retirou logo á partida ambição à sua equipa, ao invés foi notório que o Benfica entrou no jogo para vencer e logo no 1º minuto, já Di Maria colocava a cabeça em água à defesa do Sporting com um tremendo nó cego primeiro a Grimi e depois a Polga.
   Os primeiros minutos eram de ataque continuado do Benfica, ante um Sporting a ver jogar, até que aos 6 minutos, João Pereira, manda um salto de karateca em direcção à perna de Ramires, numa entrada desnecessária, mas que foi de agressão e justa expulsão. Questionam alguns que podia Benquerença mostra amarelo e não estragar o jogo, mas a verdade é que agiu de acordo com a lei, pode-se ainda questionar que já se viu lances assim e não darem vermelho, ou que este ou aquele jogador já fez o mesmo e nada se passou, mas isso é conversa da treta e teria pano para mangas, poque também por menos já houve expulsões e por isso é uma discussão oca e um lavar de roupa suja que não mais acabaria.
    Mas o facto é que o Benfica coloca-se em vantagem como se o jogo estivesse 11 para 11, porque foi através desse livre que David Luiz inaugura o marcador com um grande cabeceamento sem hipóteses para Patrício e não seria João Pereira que iria evitar o golo.
    Com uma unidade a mais e vantagem no marcador, a primeira meia hora do Benfica foi avassaladora, naturalmente a equipa do Sporting já de si fragilizada, pior ficou perante estes prematuros acontecimentos e os lances de bom futebol do Benfica sucediam-se ante a apatia do adversário, pelo que não espantou o 2º golo por Ramirez depois de uma bela jogada de Peixoto, que a mim me convence cada vez mais, mais uma exibição fantástica, tal como sucedera com o Porto, ou seja, nos grandes jogos, César Peixoto mostra credenciais.
   Com o 2 a 0, temeu-se o pior em Alvalade, mas a verdade é que a equipa do Benfica se deslumbrou e começou a perder concentracção e respeito pelo adversário sempre muito digno, diga-se e convém ser referido. Desse facto aproveitou-se o Sporting, pois jogar sem respeito é um pecado capital e os olés são condenáveis e fazem mal a qualquer equipa e perante tanta desplicência, Ramires assiste Liedson (notável o seu inconformismo constante) e este vai por aí a fora e desfere um remate rasteiro e colocado reduzindo a desvantagem, num prémio merecido para o Levezinho e um justo castigo para o Benfica.
   Esse golo fez com que mesmo com um jogador a menos, o Sporting volta-se a acreditar e a reentrar no jogo e a equipa do Benfica mostrou-se estranhamente nervosa e insegura, pelo que o intervalo veio em boa hora.
Na 2ª parte, a seriedade voltou ao Benfica e este voltou a entrar dominador, com circulação de bola, obrigando o adversário a desgastar-se, mas neste período inicial o Benfica causou alguns calafrios, mas sem nenhuma grande oportunidade e foi mesmo o Sporting que lhe viu ser anulado um lance com Pongolle isolado, com uma fora de jogo inexistente e que poderia relançar o jogo, embora eu duvide que o Sporting aguenta-se um eventual empate até ao fim do jogo. Logo de seguida, Benquerença não teve o mesmo rigor com Pedro Silva que teve com João Pereira, numa entrada por trás só ao homem, com uma dureza inadmissível, mas que no fundo demonstrava o nervosismo da equipa sportinguista e se ficasse como devia reduzida a nove unidades, o descalabro seir com certeza maior.
    O jogo continuava com domínio absoluto da melhor equipa, o Benfica e mais uma vez, aproveitando uma das maiores fragilidades do seu adversário, num lance de bola parada, Luisão amplia a vantagem e dá um xeque-mate no Sporting.
    O terceiro golo do Benfica afundou de vez o Sporting, equipa que apesar de tudo lutava, mostrava muita dignidade, mas já não tinha capacidade de reacção e até à bomba de Cardozo que faz o 4 a 1, o Benfica foi desperdiçando boas situações de golo, sempre conduzido por um endiabrado Di Maria, que juntamente com César Peixoto, foram os melhores jogadores em campo.
   Resultado final de 4a 1, com goleada e apuramento justo para a final desta Taça da Liga, mas volto a referir, que antes queria os 2 pontos perdidos em Setúbal, embora não negue que sabe muito bem golear o rival Sporting, ainda para mais no seu campo, com apenas metade dos titulares e quando se sabe que este é sempre o jogo da vida dos adeptos leoninos, como me foi sendo referido ao longo dos dias que antecederam esta partida, lamento, o pagamento das vossas palavras com juros.
Pela positiva: O endiabrado Di Maria, a exibição completa de César Peixoto, o golão de Cardozo e o inconformismo de Liedson, pela negativa, a atitude irresponsável de João Pereira e a anarquia evidente no reino do leão.
Arbitragem de Benquerença, não foi isenta de erros, como é normal, mas no lance capital decidiu bem, a entrada de João Pereira é uma agressão e ponto final.

8 comentários:

Nuno disse...

Podíamos ter vingado o 7-1, nas calmas, se nos apetecesse correr um pouco mais...mas como estávamos en gestão de esforço...


Podemos dar-nos ao luxo de deixar no banco o nosso trio maravilha do ataque, e mesmo assim podemos, descansadamente, passear a classe em todo campo.

O Próximo jogo com a Lagartada (na Luz para o Campeonato)terá um história diferente e mais uma vez vão dar tudo (se é que isso é suficiente) para nos tirar o Campeonato....

Anónimo disse...

PARABÉNS, BOA ANÁLISE AO JOGO.

SAUDAÇÕES GLORIOSAS.
http://magalhaes-sad-slb.blogs.sapo.pt/

troza disse...

Esta vitória ao Sporting não sabe a nada a não ser uma vitória normal.

A taça da liga tem tão pouco valor que, graças ao empate com o Setúbal, uma goleada aos rivais tem o sabor de uma vitória num jogo de cumprir calendário. Não quero dizer que é pela qualidade actual do futebol do Sporting, mas pela competição que era.

Uma vitória frente ao Setúbal ou mesmo frente ao Sporting para o campeonato teria sido bem melhor que a da taça da liga e, mesmo que o Benfica ganhe outra vez esta taça, não é a mesma coisa que uma taça de Portugal, quanto mais um campeonato.

Quanto ao jogo... ok, era o sinamá pongolle, mas mesmo assim é um fora de jogo mal tirado. Podia ser o 2-2 e aí quem sabe? Depois dos 5-3 de há dois anos... Mas como esse jogo, são dois resultados históricos pelo número de golos e ambos manchados por erros do arbitro (sim, não esqueço o penalty roubado ao Benfica nesse jogo nem num golo que nasce de uma falta não assinalada ou era fora de jogo... tenho de ir ver os golos porque já não me lembro). E isto estraga o futebol. Mesmo que que fosse a mesma equipa a ganhar, fica sempre um "e se?". Não devia ficar.

O Sporting a jogar com o Polga = derrota... pelo menos este ano... Acho que está na altura de procurarem outros jogadores e de começar a pensar na próxima época. Sinceramente, é de aproveitar este tempo todo para tornarem o plantel competitivo. E uma mudança de atitude dos dirigentes perante outros clubes, também era bom... mas isso já é pedir muito. Mas um clube com a história do Sporting não deve estar assim, apesar de não sentir nenhuma tristeza por isso e de eu achar que quanto pior estiver, melhor. Mas isso sou eu...

Quanto ao Benfica... um plantel! Aleluia! Ganhamos um campeonato em 2004/2005 com 13/14 jogadores capazes de fazer render o peixe, mas este ano já precisamos de contar com os suplentes em situações de grande pressão (jogo com o Porto) ou para descansar os titulares (como ontem) e não nos demos sempre mal. Campeões ou não este ano, ganhando ou não alguma coisa, o futuro desta equipa pode ser brilhante se os dirigentes não fizerem borradas das grandes nem os adeptos deixarem de acreditar. Além disso, o Benfica este ano quando joga mal, joga melhor do que aquilo que fez em muitos muitos anos.

E por último... Jotas... aquele teu post do Benfica ganha o futebol em Portugal está podre, o Benfica perde é tudo um mar de rosas... Advinha... voltou a acontecer: empate com Setúbal até hoje tudo na boa. Agora vamos a ver a partir daqui. Mas parece que vai voltar todo o tipo de bacoradas para descredibilizar mais uma vitória do Benfica. Enfim... c'est la vie.

sloml disse...

Confesso que até me parece estranho ver o Sporting a jogar assim. É uma equipa que me habituei desde sempre a respeitar, como rival, e este ano está realmente muito mal. Esperemos que não vá ainda mais fundo. Por outro lado, vejo por aí muitos sportinguistas que ainda vão dizendo "ao menos nunca ficámos em 6º como vocês". Vamos lá ver se não ficam este ano ainda mais abaixo do que isso...

Garanhão plus disse...

HUMILHADOS NA PRÓPRIA CASA, Esta frase reflecte o que se passou em Alvalade.
Continuem a arranja bodes expiatórios no exterior para os vossos problemas e não olhem para dentro que não é preciso não senhor.
Parabéns ao Adrien pelo longo tempo em que esteve preocupado com estejogo, esquecendo-se de outros, assim se vê a força do Benfica.

águia_livre disse...

Uma grande vitória, sendo ainda mais saborosa por ser contra os lagartos.
Dá sempre um prazer especial.

Saudações
.

forteifeio disse...

Belissima análise como sempre, as tuas crónicas sobre as incidências dos jogos são sempre extraordinariamente fiéis àquilo que se passou no campo.

o lado do futebol disse...

Boas. Reparei hoje que o seu blog não tem o link do nosso, tal como foi acordado.

Nós temos o vosso há muito tempo.

Querem continuar com a parceria ou não?

Abraço

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista