terça-feira, 5 de abril de 2011

FAIRPLAY? Isso é uma treta.

---- Ponto prévio, não gostei, sou frontalmente contra a atitude da direcção do Benfica e do seu procedimento no final da partida com o Porto e digo-o porque infelizmente, a nossa direcção, conseguiu baixar ao nível da portista e isso é algo que me deixou triste e desiludido, porque não me revejo, nem nunca me revi no modo de estar no desporto por parte do FC do Porto e ver que fomos iguais a eles é para mim uma tremenda desilusão.
    Posto isto, vamos lá falar do fairplay, o que é o fairplay? Uma treta, é muito bonito falar dele, e acusar os outros de falta de fairplay quando perdem e nós ganhamos, aliás, acho muito curiosas as críticas feitas por quem nesta matéria é tudo menos um exemplo, por quem passou uma época inteira a arranjar um confronto bélico, por quem sistematicamente, de forma reiterada, com uma violência verbal assente numa linguagem obscena, ordinária, provocou sistematicamente, os dirigentes, os adeptos e principalmente a instituição Benfica e acho mesmo estranho e ao mesmo tempo sintomático, que aqueles que nada têm a ver com isto, refiro-me aos sportinguistas, venham agora mostrar-se tão incrédulos com o apagão na Luz e em situações muitos mais graves e lesivas protagonizadas pelo Porto, não tenham demonstrado a mesma estupefacção, que achem que pautar uma conduta no futebol, com aconselhamentos matrimonias, viagens ao Brasil, com fruta e café com leite, seja um exemplo nato de fairplay, embora, pela subserviência demonstrada e cada vez mais vísivel, esse comportamento não me espante, surpreendido ficaria se tal não se verificasse, aliás caso fosse o Benfica campeão no Dragão, a direcção portista nunca seria capaz de tal atitude, acho mesmo que ofereceria um ramo de flores aos nossos jogadores, felicitando-os pelo título, como se viu na época passada em que o fairplay foi a nota dominante no discurso do Porto.
  A legitimidade de alguns para falar em fairplay, é tanta, que ficou bem registada nas eleições do seu clube, em que nem o Presidente vencedor conseguiu ser empossado e foi alvo de enxovalho e agressões.
   Para esses que se revêm nas vitórias do Porto, julgo mesmo que alguns deles colocaram o cachecol azul e branco e foram festejar juntamente com os portistas, não a sua vitória, mas sim o facto do Benfica não ter ganho, sim, porque o que é a queda no 4º lugar comparado ao facto do Benfica nãoter sido campeão? Um fait-divers na sua mentalidade.
   Mas o que eu gostaria de saber mesmo, é que se o Sporting fosse constantemente ofendido por aquela gente, como o foi o Benfica ao longo da época, como reagiriam, se calhar com admiração e respeito, o que não deixaria de ser um comportamento normal por quem tem sido sistematicamente enganado pelo Porto, vendo inclusive o seu roupeiro a ser alcunhado de anormal  o seu Presidente a ser enxovalhado e estão sempre prontos a dar a outra face com veneração e submissão dignas de registo, no fundo, muitos sportinguistas são hoje uma espécie dos "sem terra" no Brasil, são os "sem clube", tal o fervoroso entusiasmo e regozijo na hora das vitórias do Porto.
     Mas afinal de contas que fairplay foi o da equipa que ganhou? Soube ganhar? Não me parece, senão vejamos:
   O Fairlay portista é tanto, que se recusaram a entrar em campo com os miúdos equipados à Benfica, usual em todos os jogos das equipas que jogam e casa, mas pior ainda foi o teor dos seus festejos.
   Uma das coisas que me orgulhou na conquista do título da época passada, foi verificar que em momento algum, se pronunciou outro nome que não o do Benfica, foi isso que se gritou e foi o clube que se exultou, pelo simples facto de não andarmos a reboque de ninguém e porque nos revemos no nosso clube, quando ganhamos e quando perdemos e isso sim é ter clube e identidade.
  Nos festejos do Porto, registo semelhante atitude, não se exultou o nome do Porto, foi sim o nome do Benfica, mais uma vez, aquele que se ouviu, o que me apraz registar, sem calhar é por essa obsessão ao Benfica, por verem num adversário um inimigo, que nunca deixarão de lado o seu complexo de inferioridade e por muito que ganhem, nunca deixarão de ser um clube de raiz meramente provinciana e circunscritos geograficamente a uma dimensão regional  .
    Acho ainda curioso, que aqueles que tão escandalizados ficaram com o apagão, no hora dos festejos, chamem de palhaços aos adversários, isso sim é fairplay, tal como os próprios atletas do Porto, terem palavras ofensivas e ordinárias para com o Benfica, alguém na época passada, viu semelhante atitude no Presidente do Benfica e nos seus jogadores durante os festejos? É que dos portistas não me admira, mas dos sem clube, estranho que não sejam tão veementes na crítica a esta atitude como o são em relação ao apagão.
   Para terminar, só o registo simples, que que uma simples vitória do Benfica no Dragão, para a Taça de Portugal, deu direito a ligarem o sistema de rega logo após o termino do jogo, imaginem agora se fosse uma conquista de um campeonato, além do apagão, soltava-se o bobby, o tareco e o guarda Abel.

10 comentários:

Benfiquista Duval disse...

Caro Jotas,
Acho que o nosso problema é precisamente continuarmos a vê-los como adversários e não como aquilo que eles são: inimigos.

Os inimigos não se escolhem, são eles que nos escolhem a nós. A estratégia da indiferença que temos seguido não funciona porque eles aproveitam-na contra nós. Não apenas eles mas também os seus clubes satélites como os sportings de Braga e do Lumiar.

E porque os inimigos não se escolhem temos que combatê-los (com as nossas armas mas impiedosamente) antes que nos destruam.

Saudações benfiquistas e parabéns pelo excelente texto!

troza disse...

Jotas... nem sei como hei de comentar o teu excelente post:

a) Pumba, vai buscar

b) embrulhem!

c) vá lá vai, até a barraca abana.

E qualquer uma das hipoteses com um parabéns Jotas no fim

Jotas disse...

Obrigado Troza, apenas constatei factos.

Pinto disse...

Caro Senhor,
Mais uma vez, parabéns pela forma, impecável.
O conteúdo...Como adepto do clube de raiz provinciana, com complexo de inferioridade, que comprou literalmente esta liga, provocou a saída do Benfica da liga dos campeões, tem 200 sócios, dos quais apenas 72 pagantes, domina a comunicação social (essa é a parte que mais gosto!!!) e é responsável pelo défice do estado, deixe-me dizer-lhe que o desligar das luzes e o ligar do sistema de rega não nos afectou minimamente. Acredito também que teríamos feito algo de semelhante no caso contrário (Benfica campeão no Dragão) mas não o fizemos e quem ficou mal na imprensa europeia/mundial foi o Benfica/Futebol Português independentemente daquilo que o Porto teria ou não feito.
Vou continuar a ler os seus posts porque pelo menos não contêm a linguagem obscena que, nós, hooligans, vândalos, malcriados, porcos, feios e maus usamos no nosso dia a dia provinciano.
Aí como eu gostava de ser da capital e pertencer ao clube que tem 8.000.000 de adeptos.
Um bem haja de qualquer das formas.

Juris disse...

É verdade os vanguardistas do fairplay, mad in BAAA-.

Proibiram ilegalmente a entrada de adereços do FCPORTO e ainda queriam que lhes lavassem as costas.

Corta meu, mesmo com os miúdos, queriam levar 22 fardados à benfica, que eu saiba só jogam catorze, ainda queriam levar mais 8???, PORRA, não bastaram os 5 bem ABIADOS.

Carlos Alberto disse...

Cada dia que passa mais me apetece partir os dentes a alguém!

Nunca mais é 5ª feira...

se eu mandasse haveria um decreto-lei que dizia assim:

Artigo 1º
alínea a)
Todos os dias se devia dar uma tareia a 10 jornalistas e comentadores desportivos.
alínea b)
Em todos os dias que não fosse possível atingir a cota referida na alínea a) seriam sorteados 3 palhaços desses para irem ao castigo!

carlos silva disse...

Deixa lá andar o sporting, esta época é para esquecer.Na ultima decada fomos tantas vezes campeoes como o benfica foi, e vencemos mais taças e fomos mais vezes à champions, por isso sinto-me na legitimidade de achar que fizemos tanta frente ao Porto na ultima decada, como o benfica, tanto ou mais dado o maior numero de titulos, e se nao sabes do que tou a falar conta-os entre 99-2000 até 2009-2010. a decada que te falo...

Agora temos problemas para resolver...Infelizmente o benfica também nao é um exemplo de conduta em termos de ofensas a sportinguistas, tal como já ficou demonstrado ao longo dos anos.

José Veiga vai ser julgado por ofensa ao Sporting
Ex-empresário insinuou que dirigentes desviaram 3,2 milhões de euros no caso João Pinto, por exemplo...

Fora o favorecimento da comunicaçao social e o proteger da mesma ao slb, e o enterrar da mesma ao scp, tal como no titulo do dia das eleiçoes

Bruno Pinto disse...

Eu fiquei felicíssimo com o apagão. Foi um gesto bonito da Direcção do Benfica, pois assim pôde-se cantar os parabéns ao campeão com pompa e circunstânia. Também adorei o comportamento sempre civilizado dos adeptos benfiquistas antes e durante o jogo. O Benfica é, de facto, um clube diferente.

16 pontinhos... 7-1... Fraquinho.

Jotas disse...

Carlos, o que é que o cú tem a ver com as calças? o post não fala de nada do que dizes, mas relembro-te que o teu presidente é o do famoso caso dos barcos da expo e luís duque está envolvido no caso joão pinto como suspeito.
Caro sr. Pinto, ainda bem que aqui vem e ainda bem que gostou da escrita.
No conteúdo, por razões óbvias estranharia que estivessemos de acordo, mas deixe-me só esclarecer 2 coisas: Quando me refiro ao provincianismo, falo de um complexo que existe, não me refiro à questão geográfica, mas sim à atitude dos dirigentes portistas, a necessidade de sempre que ganham ou perdem, aludir ao nome do Benfica, é complexo de inferioridade e falta de capacidade de afirmação, ou seja, se nos festejos, vangloriassem mais o nome do clube em vez deofensas aos adversários, jogadores incluídos, se calhar a afirmação seria maior e o crescimento nacional idem.
Quando fala em vândalos, deixe-me explicar que os posts são escritos na generalidade, mas obviamente tem como destinatários apenas e só os que se conseguem rever na corrupção, na violência física e verbal e que pactuam com um futebol que não é o que eu amo,este futebol está num clima de guerrilha e foi sempre nesse clima de nós contra todos que o Porto cresceu, fazendo-se ainda de vítima constante, quando a moral para tal é nenhuma, daí e por não me rever nesse tipo de comportamentos, pese embora alguns naturais desabafos a quente, após tanta provocação, fiquei extremamente desludido com o comportamento do meu clube no final do jogo, mais do que com o próprio resultado, acredite.
Não deixarei de ser veemente na minha crítica, posso muitas vezes até nem ter razão, mas escrevo com convicção, mas aqui nunca verá palvrões, mesmo nos comentários, porque a ofensa gratuita eu apago.
Digo-lhe ainda que pretendo que este espaço seja multi clubista, aceitando críticas e opiniões divergentes da minha, desde que com a elevação e educação idênticas à sua, daí a minha satisfação pelos seus comentários e como deve calcular, os vândalos não são certamente os adeptos como o senhor e eu.
Caro Juris, não sou nem pretendo ser vanguardista do fairplay e isso é bem patente no post, o que acho é que e há um clube, pela atitude dos seus dirigentes, não é nem nunca foi um exemplo desde que me conheço esse é certamente o seu e alguns, poucos, episódios sã relatados neste post e são indesmentiveis,tanto que você não os desmente.
A entrada em campo meu caro, estamos a falar em crianças e como deve saber, em todos os campos, os meninos entram equipados como a equipa da casa, foi assim no Porto e claro na Luz, com uma vantagem, a vossa bandeira foi hasteada e o nome do seu clube pronunciado, algo que no Dragão não fazem, porque a proibição de entrada com adereços vocês fazem.
Quanto ao restodo seu comentário, não tem conteúdo, logo não me merece resposta.

Jotas disse...

Caro Bruno Pinto, apetece-me dizer-te qe nos limitamos a devolver as bolas de golfe com que sistematicamente nos brindaram no Dragão, mas como deves ter percebido pelo post, não pactuo nem me revejo nisso, agora não me queiras dizer que no vosso clube são um exemplo em matéria de comportamento, porque maior vergonha do que apagar luzes, é receber árbitros em casa ou pagar-lhes viagens a Brasil e isso só me lembro de um clube que o fez.
Aho é graça à vossa teoria de viimização.
Outra vantagem ou semelhança, é que nós quando ganhamos também exultamos com o nome do Benfica.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista