quinta-feira, 18 de junho de 2009

FINALMENTE JESUS - Discurso ambicioso, esqueceu-se apenas que a nova temporada já está ferida de morte

--- Acabou finalmente a novela em torno e Jorge Jesus, novo treinador do Sport Lisboa e Benfica, novela essa, que se arrastou devido essencialmente à intransigência de um senhor que deveria estar ao serviço do SC de Braga, mas que parece querer servir os interesses de um outro clube, pois todos sabemos, que a cederia facilmente ao seu patrão, caso Jesus para ali fosse.
Se eu mandasse, assinava contrato com Jorge Jesus apenas para 2010/11, colocava o Diamantino à frente do clube esta temporada e punha o subserviente Oliveira a chuchar no dedo, do SLB, não via um único tostão, aliás, cortava desde já relações com SC de Braga, enquanto este menino for o Presidente, pois a sua atitude foi lamentável e demonstrativa que se encontra neste momento vendido a terceiros e negócios com esse senhor nem um.
Aliás, quando afirmo no título do post, que o campeonato que aí vem, está desde já ferido de morte e obviamente de verdade, tem exactamente a ver com a grande subserviência da maioria dos clubes aos sicilianos portugueses. Parece que anda tudo tapado, ou não querem ver, a forma como neste momento se vencem ligas, os árbitros são agora o elo mais fraco. O que se faz e de forma inteligente, reconheço, é aproveitar a fraqueza e das debilidades económicas de grande parte dos clubes e a troco de empréstimos, compram-se resultados, isto em Portugal é uma falsidade absoluta, mais ainda quando já todos viram que a Justiça pura e simplesmente não funciona e naquela zona do país, aparenta aos olhos dos mais atentos, estar também ela conivente e subserviente a determinado POLVO muito bem montado nos seus enormes tentáculos.
Mas o mais grave de tudo, é a LPFP, estar a ver tudo isto, falar tanto em verdade desportiva, querer mostrar-se credível e não ter a coragem de acabar com esta palhaçada e onda de suspeição, para tal, bastava criar um artigo no regulamento que impedisse os clubes nacionais de emprestarem jogadores a clubes que disputem o mesmo campeonato, ou em alternativa, criar um limte até 5 emprestados, sendo que não se pode emprestar mais que um jogador ao mesmo clube.
Não tenho dúvidas nenhumas, que esta situação é um autêntico atentado à verdade desportiva e que a debilidade económica de grande parte dos clubes os torna bastante permeáveis a serem aliciados para fins menos claros, afinal de contas, perder com os grandes acaba por ser normal e não é por esses jogos que passam os objectivos desse clubes, por isso é um negócio apetecível.
Portanto, considero que o discurso de Jorge Jesus, deve ser o discurso de um treinador do Benfica, mas infelizmente, desfasado da realidade nacional pelos motivos já relatados, creio que já temos campeão, porque a sua competência fora da quatro linhas é enorme, fazendo parecer tudo fácil, porque realmente a acção fora do terreno de jogo, propícia tamanhas facilidades, basta reparar que o campeão nacional, pareceu jogar muito mais que Benfica e Sporting contra os ditos pequenos, mas não mostrou essa superioridade perante os 2 grandes de Lisboa, porque esses são inatingíveis na sua estratégia, inclusive, o Benfica não perdeu nenhum jogo com o campeão e só não venceu no Dragão, porque foi impedido da forma que todos viram.
Soube agora que José Eduardo Moniz recusou vir a ser o grande candidato da oposição à actual direcção, em virtude do tempo ser escasso e por haverem já compromissos assumidos por esta direcção, que o obrigaria a seguir uma estratégia que não era a dele, mostrou enfim, ser sereno e razoável, mas tenho pena, pois parece-me que seria um excelente candidato e uma grande alternativa, pois não consigo perdoar a lamentável atitude de LFV e seus pares na questão das eleições encarnadas, embora não concorda-se que arrastasse consigo José Veiga, que parece ser afinal a grande mola que está por trás do movimento denominado "Benfica Vencer, Vencer", embora seja obrigado a reconhecer, que infelizmente só com pessoas desse calibre se vencem campeonatos em Portugal. Já Bruno Carvalho, coitado, esse é sim um exibicionista presunçoso e prepotente, que tem tanto de benfiquista, como eu de portista.

2 comentários:

Miguel Lourenço Pereira disse...

Tenho serias duvidas de que seja o homem ideal para o SLB, desportivamente, mas para LFV ele traz o discurso que lhe interessa. Contagiar o adepto com o sonho do titulo e com um plantel trabalhador e repleto de nomes (os que ficam, os que nao se vao, os que chegam) quando tem um gravissimo handicap como técnico: ainda nao superou nenhuma prova a sério para demonstrar o real valor.

Pode ser o inicio de uma grande era, mas entra com o pe esquerdo a falar assim.

um abraço

Garanhão plus disse...

uma máfia pegada a que grassa no futebol português, assim realmente não há treinador que resista, o discurso deve ser, acabem com a sujeira e nós podemos lutar com seriedade pelo título.
Antes compravam árbitros, agora compram clubes, até o palhação do presidente do Braga, já trabalha para o Porco da Costa.
400 mil euros por Beto a trocos de empréstimos, mais uma vergonha, quanto teria de pagar outro clube? Assim até eu fazia bons negócios.

 

SEMPRE BENFICA

Loading...
Adaptado por Blogger Benfiquista